Hpv - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Nomes alternativos: Infecções Por Papillomavirus, Vírus do papiloma humano.

 

O HPV é um vírus localizado no trato genital com vários sorotipos. Alguns deles são produtores de verrugas e outros responsáveis ​​por lesões pré-malignas e malignas.

Especialistas em hpv

Encontre um especialista em HPV na sua cidade:
Paula Campos Barroso Perrout

Paula Campos Barroso Perrout

Ginecologista

Ipatinga

Lucas dos Santos Bacigalupo

Lucas dos Santos Bacigalupo

Ginecologista

São Paulo

Tiago Santiago

Tiago Santiago

Ginecologista

Mossoró

Marcela Aguiar Reis

Marcela Aguiar Reis

Ginecologista

Teresina

Carolina Melo Andrade Ico

Carolina Melo Andrade Ico

Ginecologista

Salvador

Maria Fernanda Gagliano Xisto

Maria Fernanda Gagliano Xisto

Ginecologista

Rio de Janeiro

Perguntas sobre Hpv

Nossos especialistas responderam a 650 perguntas sobre Hpv

Sim, seu marido deve ser examinado por um urologista e realizar a pesquisa.
Atenciosamente
3 respostas

Bom dia, sim, pode ter adquirido.
Um exame fisico e pesquisa do virus é necessaria. Atenciosamente
1 respostas

Olá.Sempre siga as orientações do seu médico. Agende a sua consulta e esclareça suas dúvidas.
Mesmo que ela não tenha verrugas pelo HPV, ele pode ter uma infecção crônica e latente pelo…
1 respostas

Especialistas falam sobre HPV

O HPV Papiloma vírus humano é o agente causador de uma importante DST (Doença Sexualmente Transmissível) conhecida como condiloma acuminado, condilomatose. Doença verrucosa da região genital/sexual popularmente chamada de “crista de galo”. Existem 2 grupos de vírus HPV com relação ao risco potencial de câncer. Grupo A, de baixo risco e grupo B de alto risco (oncogênicos), onde estão incluídos os vírus 16 e 18, responsáveis por 70% dos casos de câncer do colo do útero. Esta infecção pode causar a formação de verrugas na pele/mucosa da genital externa na mulher e no homem. Na grande maioria dos casos a evolução é benigna e a cura espontânea. Poderá também causar alterações e lesões - neoplasia

A infecção por HPV é atualmente a DST mais frequente no consultório. Os pacientes são encaminhados pelas parceiras que contrairam o virus, ou porque observaram o surgimento de verrugas genitais. Se não tratado o HPV pode causar câncer, inclusive com a necessidade de amputação do membro. O exame fisico e exames complementares irao determinar o melhor tratamento, inclusive diminuindo a chance de recidiva, oque é bastante frequente nos pacientes.

Leonardo De Souza Alves

Urologista

Belo Horizonte


Trata-se de uma das doenças sexualmente transmissíveis (DST). Ela é passada durante a relação sexual que é feita sem camisinha. O papolimavírus, atinge cerca de 75% da população sexualmente ativa que é exposta ao vírus. Os homens são os principais transmissores dessa doença que é caracterizada pelo aparecimento de verrugas que causa incômodo e dor. Elas aparecem no escroto, pênis, ânus e na boca. Muitas pessoas com HPV não desenvolvem nenhum sintoma, mas ainda podem infectar outros indivíduos pelo contato sexual. É vital que assim que os sintomas da doença se tornem presentes no homem, ele procure um atendimento médico. O diagnóstico precoce da doença evita o seu agravamento.

Jesus Pires

Urologista

São Caetano do Sul

Agendar uma visita

O HPV é um vírus que vive na pele e nas mucosas genitais, tais como vulva, vagina, colo de útero e pênis. O tratamento a laser de Co2 tem como vantagem a destruição das células onde se aloja o vírus do HPV com o mínimo de dano residual e sem afetar a qualidade da pele, estimulando, melhorando e aumentando as mitoses (processo de divisão celular).

Christiane Curci Regis

Ginecologista

São Paulo


O HPV (papilomavírus humano) é um vírus que infecta o ser humano e que pertence a uma grande família. Até o momento, já foram identificados mais de 120 diferentes tipos. Este vírus, após o contágio, pode permanecer “adormecido” (sem causar lesões), provocar o aparecimento de verrugas (mãos, pés, genitais ou outras localizações) ou induzir o desenvolvimento de câncer.

Janaina Harfush

Ginecologista

Rio de Janeiro


HPV ou Papilomavirus Humano é um vírus transmitido principalmente por contato sexual. São quase 200 subtipos e alguns são os responsáveis por infecções, lesões e verrugas genitais, outros pelo câncer de colo do útero. Muitas vezes assintomático, o HPV pode também, se não tratado adequadamente, causar câncer. As lesões relacionadas ao HPV ocorrem em áreas como vulva, vagina, colo uterino, região perianal, reto. Ao longo da vida, mulheres sexualmente ativas poderão ser infectadas por alguns tipos do vírus e não saberão, pois muitos deles não apresentam sintomas. Por isso, é aconselhável, além de visitar a ginecologista anualmente.

Andrea Novaes

Ginecologista

São Paulo

Agendar uma visita

HPV e um virus de transmissao sexual, com predisposicao pela regiao perineal e colo uterino. Existem quase 200 tipos de HPV que se dividem em baixo e alto risco. Os de baixo risco estao mais associados as verrugas genitais, enquanto os de alto risco se associam com lesoes do colo uterino e ate cancer cervical. Nao existe tratamento do virus, mas sim das complicacoes causadas por eles. Nas verrugas sao usados metodos destrutivos (acido, laser, cauterizacao, retirada ou medicacao imunologica) e as lesoes do colo uterino sao tratadas conforme seu grau, de acordo com protocolos mundiais. Unica forma de protecao ao virus e a vacina contra HPV (segura e eficaz)

O HPV é uma doença sexual adquirida que pode causar Lesões pré malignas ou malignas no colo do útero. Na região vulvar e canal vaginal determina lesões verrucosas chamadas Condiloma. As lesões pelo HPV podem ser eliminadas com o Laser. A técnica é rápida e determina menor destruição de tecido sadio.

Dulce Cristina Pereira Henriques

Ginecologista, Especialista em medicina estética

Curitiba

Agendar uma visita

O vírus hpv afeta cerca de 30% da população brasileira mas com a maioria dos portadores deste vírus sendo assintomáticos. os exames de sangue não detectam este vírus. Costuma se manifestar com verrugas genitais que devem ser retiradas. Cerca de 90% dos canceres de útero na mulher e 50% dos canceres de pênis no homem estão associados a este vírus. são também responsáveis por câncer de anus e boca. A vacina é muito útil para prevenção em homens e mulheres virgens a partir dos 9 anos de idade.

O papiloma vírus humano (HPV) é um vírus transmitido sexualmente e o principal responsável pelo câncer de colo uterino e pelas verrugas genitais. A prevenção do câncer de colo é feita pela colpocitologia oncótica (papanicolaou) com o objetivo de identificar e tratar as lesões iniciais que são as neoplasias intracervicais (NIC), quando indicado O vírus do HPV não tem um tratamento específico, mas melhorias na imunidade, como parar o tabagismo e estilo de vida saudável ajudam nosso corpo a combater e manter o vírus inativo. Em alguns tipos de lesões causadas pelo HPV, o tratamento cirúrgico pode ser indicado e inclui cauterização, laser, e conização do colo uterino.

Marina De Paula Andres

Ginecologista

São Paulo


Preventivos alterados com presença de HPV devem ser avaliados através de um ex. chamado colposcopia e se necessário biópsia. Ao sair o resultado desta biopsia procede- se então o tratamento ,que pode ser conservador ou cirúrgico. Depois deverá ser feito um seguimento protocolar e a seguir a paciente pode retornar a realizar seus preventivos normais.

A infecção pelo HPV é uma das doenças de transmissão sexual mais comum em todo o mundo.Cerca de 90% dos casos de câncer de colo uterino tem relação com a infecção pelo HPV. Acomete homens, mulheres que já tenham iniciado sua vida sexual.A infecção pode se manifestar como verrugas na região genital ou sob a forma subclínica que será detectada pelo Preventivo e pela colposcopia. A transmissão mais comum é pelo contato direto durante as relações sexuais. A paciente que descobre a infecção pelo HPV, frequentemente, apresenta medo, ansiedade, depressão, raiva e sentimento de culpa, com redução da sua qualidade de vida. Converse com seu ginecologista e não deixe de usar "camisinha".

Aparecida Monteiro

Ginecologista

Rio de Janeiro


É um vírus, transimitido por via sexual, que pode causar desde verrugas vulvares (externas) até câncer de colo uterino. Existem mais de 50 subtipos de HPV, alguns mais oncogênicos - mais chance de causar câncer - outros menos. Nem todas as pessoas que tem o vírus precisam tratamento; algumas não manifestam a nenhum sintoma e só precisam acompanhar.

O HPV é uma doença sexualmente transmissível causada pelo virus papiloma humano, pode evoluir para câncer ou acometer a genitália em forma de verrugas, mas existe tratamento que consiste na cauterização com ácido tricloacético. Procedimento particular realizado no consultório médico. valor: 240,00 (por 3 sessões), intervalo de 1 semana cada sessão. Para maiores informações marque uma consulra.

O surgimento de lesões induzidas pelo HPV, como manchas e verrugas, na parte externa ou interna da genitália podem causar vários transtornos: preocupação estética (quando elas são vistas a olho nu), sexual ( de quem eu peguei e será que posso transmitir?), desespero com uma possível doença mais grave ( HPV pode gerar o câncer do colo do útero), tristeza ( e até depressão), etc. Devemos, sempre que surgirem lesões, procurar um profissional especializado (!!!) para tratar e acompanhar a nossa saúde. O HPV tem tratamento!!! Procure ajuda o quanto antes...

Muitas pessoas com HPV não desenvolvem nenhum sintoma, mas ainda podem infectar outros indivíduos pelo contato sexual. Os sintomas podem incluir verrugas nos órgãos genitais ou na pele circundante. Não há cura para o vírus, e as verrugas podem desaparecer por conta própria. O tratamento visa eliminar as verrugas.

Dr. Erastos Brancalhão

Ginecologista

Birigui


O HPV ou Papilomavírus humano é uma vírus sexualmente transmissível. Não pode ser transmitido de vaso sanitário, roupa íntima, toalhas e papel higiênico. 70 a 80% dos homens e mulheres são portadores do HPV como infecção crônica. Os HPV oncogênicos mais comuns são os 16,18, 31, 33, 35, 39, 45, 51, 52, 56, 58, 59, 66 e 68. Os HPVs não oncogênicos mais comuns são o 6 e 11. Os oncogênicos podem gerar alterações no colo uterino que podem levar ao câncer de colo uterino. Os não oncogênicos geram as verrugas genitais. A colpocitologia oncótica ou Papanicolaou serve para detectar lesões no colo utero que futuro podem levar ao câncer do colo uterino.

O vírus do papiloma humano (VPH ou HPV, do inglês human papiloma virus) é um vírus que infecta os queratinócitos da pele ou, mucosas, e possui mais de 200 variações diferentes. A maioria dos subtipos está associada a lesões benignas, tais como verrugas, mas certos tipos são frequentemente encontrados em determinadas neoplasias como o câncer do colo do útero, do qual se estima que sejam responsáveis por mais de 90% de todos os casos verificados. É considerada a doença sexualmente transmissível (DST) mais frequente. O tratamento pode ser realizado através de agentes tópicos ou tratamento cirúrgico (crioablação ou excisão cirúrgica).

Existem inúmeros sorotipos de HPV. Eles são divididos em dois grandes grupos: grupo A (os de baixo risco - causadores das verrugas genitais) e grupo B (os de alto risco - causadores de lesões no colo do útero). É normal que a paciente fique muito assustada ao pegar o resultadodo preventivo e ficar sabendo que tem uma lesão causada pelo HPV. Mas, atualmente, conseguimos tratar e resolver essas lesões de uma forma muito tranquila, sem dor e sem necessidade de repouso prolongado. Já as verrugas genitais, podem ser tratadas com métodos de aplicação em consultório ou ainda com medicações que a própria paciente pode estar aplicando em casa.

Fernanda Da Rocha Medeiros

Ginecologista

Salvador


O câncer de colo de útero é o segundo câncer mais prevalente nas mulheres brasileiras. E você sabe como ele acontece? Através de alterações causadas por um vírus chamado de HPV, que é transmitido principalmente por via sexual. E como posso me previnir disso? A realização de colpocitologia oncótica, que realizo nas pacientes sexualmente ativas durante a própria consulta, pode diagnosticar precocemente a presença de pequenas alterações com grande chance de tratamento.

Lívia Venturieri Daia

Ginecologista, Mastologista

São Paulo

Agendar uma visita

Infecções vaginais são frequentes e de sintomas variados. A infecção pelo vírus do papiloma humano (HPV) manifesta-se basicamente por verrugas ou alterações no exame preventivo (Papanicolau), coceira, corrimento, etc. Há mais de 200 sorotipos (espécies) de HPV, algumas extremamente agressivas, outras mais brandas. Como se deve abordar esta doença? Bom, depende!!! Não se pode perder de vista que a infecção por HPV é de transmissão sexual e altamente contagiosa, relacionando-se ao câncer do colo uterino. Tenho recebido muitos casos e me valido do exame colposcopia, dos recentes conhecimentos e consensos médicos. Com dedicação e perseverança consegue-se bons resultados nestes casos.

O HPV é um vírus, que, na maioria das vezes, é transmitido por contato sexual. Mais da metade da população sexualmente ativa já entrou em contato com o vírus em algum momento da vida, porém, nem todos desenvolvem lesão no trato genital decorrente da infecção pelo vírus HPV. No mulher, o vírus pode causar lesões no trato genital, as quais precisam ser diagnosticadas precocemente para consequente acompanhamento ou tratamento. O Papanicolaou, a colposcopia e a biópsia do colo uterino permitem fazer a identificação dessas alterações, prevenindo assim, o câncer do trato genital inferior feminino, haja vista que essas lesões são precursoras do câncer.

A infecção pelo HPV pode ser encontrada como lesões leves ou mais graves no colo do útero ou vagina e/ou vulva. É necessário realizar confirmação deste diagnóstico seja através de exame clínico, colposcopia (quando se usa um aparelho com uma câmera de aumento) ou, em muitos casos, através de biópsia. O tratamento pode variar desde um simples acompanhamento das lesões até a necessidade de uma cirurgia para retirada das lesões.

O HPV é um vírus capaz de infectar pele e mucosa, está associado com câncer da região genital(câncer de colo uterino, vagina, vulva e peniano); câncer de ânus; câncer orofaríngeo e com verrugas genitais. A infecção pelo HPV se dá através do contato íntimo, não sendo necessário que haja penetração para haver o contágio. Na maioria das pessoas o HPV não causa sintomas, sendo eliminado pelo organismo. O exame preventivo ou Papanicolau (sinônimos) serve justamente para identificar essas lesões pre cancerígenas para que elas não evoluam para câncer, por isso que é tão importante e deve ser feito todo ano.

Yzabel Basílio

Ginecologista

São Paulo

Agendar uma visita

Os HPVs são vírus capazes de infectar a pele ou as mucosas. Existem mais de 150 tipos diferentes de HPV, dos quais 40 podem infectar a região genital e provocar cânceres, como câncer de colo de útero, vagina, pênis, ânus e boca. A doença é transmitida no contato pele a pele, por isso, pode ser considerada sexualmente transmissível. No homem, apesar de nem sempre apresentar sintomas visíveis a olho nu, podem surgir verrugas genitais no pênis ou escroto. Existem diversas opções de tratamento que são usadas conforme o tipo de manifestação da doença.

Quais profissionais tratam Hpv?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.