Menopausa - Informações, especialistas e perguntas frequentes

O que é menopausa?

A menopausa é uma mudança crucial na vida das mulheres. Ela geralmente ocorre em torno de 50 anos e começa quando a mulher não menstrua durante um ano.

Muitas mulheres apresentam sintomas da menopausa e períodos irregulares por diversos anos até a menopausa. Isso é chamado de menopausa e é o declínio gradual do funcionamento normal dos ovários.

Por que a menopausa ocorre?

A menopausa ocorre porque os ovários são incapazes de exercer a função de ovulação (produção de um óvulo por mês) por um longo tempo. Quando os ovários de uma mulher não podem responder a sinais hormonais do cérebro, para a produção de hormônios femininos (estrógeno e progesterona).

A causa dos sintomas da menopausa é a diminuição dos níveis desses hormônios na corrente sanguínea.

Pesquisas sobre a menopausa são mais recentes. Cem anos atrás, quando a expectativa de vida era menor, muitas mulheres não viviam por muito tempo depois da menopausa por isso sabia-se muito pouco sobre ela.

O que é menopausa?

As as mulheres experimentam a menopausa de maneiras diferentes. Muitos passam por ela sem uma aparente mudança de vida, exceto pelo fato de que os seus períodos tornam-se irregulares e desaparecem. Por outro lado, há muitos outras cuja vida muda completamente, porque elas sofrem com os sintomas da menopausa.

Que tipo de mudanças são causadas pela menopausa?

Quando uma mulher entra na menopausa freqüentemente experimenta ondas de calor ou fogachos. Você pode suar muito e depois passar para um rubor. Os ataques podem ocorrer a qualquer momento, e muitas vezes ocorrem muitas vezes várias vezes por hora no início da menopausa. Cada calor dura 3-6 minutos.

Algumas mulheres têm problemas para dormir. Muitas vezes adormecem e tem sonos inquietos e acordam durante a noite encharcadas de suor. Algumas mulheres suam tanto que têm de mudar os lençóis várias vezes durante a noite.

Algumas mulheres sofrem de depressão, alterações de humor, fadiga e dores de cabeça. Outras têm dificuldade em lembrar as coisas. Algumas têm um pouco de humor tolerante e facilmente ficam chateadas. Eles muitas vezes causam confusão no resto da família.

Alterações psicológicas são apenas uma parte. Mas há outras mudanças

  • Durante a menopausa a pele das mulheres se torna mais fina.
  • A falta de estrogênio faz com que a glândula vaginal não produza secreção para lubrificação, o que provoca dor e ardor durante a relação sexual. Algumas mulheres não têm prazer relações e outras acham que os seus orgasmos são menos intensos.
  • Falta de estrogênio também afeta a bexiga e, por vezes, as mulheres precisam ir ao banheiro.
  • Nos últimos anos o aumentou o  interesse no estudo da osteoporose (fragilidade óssea) em relação à menopausa. O declínio de estrogênio durante anos faz com que os ossos de mulheres na pós-menopausa tenham maior facilidade de colapso ou fratura.
  • Há um aumento gradual no risco de doença cardíaca e acidente vascular cerebral após a menopausa. Além disso, o declínio de estrogênio provoca mudanças adversas nos níveis de colesterol e gordura no sangue, o que predispõe a doenças.

O que pode ser feito para resolver os sintomas da menopausa?

O tratamento médico consiste em ajustar os níveis hormonais de mulheres que têm problemas com os sintomas da menopausa. Alguns tratamentos hormonais podem suspender as regras, mas existem vários tipos de livres de medicação.

Este tratamento é chamado de terapia de reposição hormonal (TRH) onde  a mulher recebe uma pequena quantidade de estrogênio e progesterona diariamente.

HRT é eficaz na resolução das ondas de calor e segundo relatórios,  muitas mulheres melhoram em sua condição.

No entanto, a TRH não é mágica e se a mulher tem alterações de humor ou comportamento, devido a problemas em casa ou no HRT trabalho pode não criar a expectativa de que isso resolverá os seus problemas.

HRT é muitas vezes usado por um curto período de 6 meses a um ano para enfrentar as ondas de calor. Se uma mulher continua a tomar durante um período de dois anos ou mais, aumenta a proteção contra doenças cardíacas e fraturas ósseas tardia, ocorrendo por volta de 60-70 anos.

Há estudos recentes que mostram evidências de que o uso da TRH diminui o desenvolvimento da doença de Alzheimer e câncer de intestino.

Como faço para fazer a TRH?

Há muitas maneiras de tomar HRT. O mais comum é tomar um comprimido por dia, mas as alternativas incluem sistemas transdérmicos, um pequeno implante sob a pele, ou um gel aplicado diariamente sobre a pele.

Que tipo de efeitos colaterais da TRH?

A maioria das mulheres não têm efeitos colaterais, mas os mais comuns são:

  • Doença
  • Dor na mama
  • Ganho de Peso
  • Retenção de líquidos

A maioria destes sintomas desaparecem após os primeiros meses de tratamento. Se não desaparecerem, você deve consultar um ginecologista para ajustar a medicação.

HRT é seguro?

Com uma TRH equilibrada, as mulheres vivem mais do que aqueles que não usam TRH. Mesmo os efeitos colaterais citados são menores em comparação com outros problemas mais sérios podem ocorrer sem TRH.

Mulheres que tomam THS durante 5 anos ou mais parecem ter um risco significativamente aumentado de câncer de mama. Estes 5 anos devem ser contados a partir do 50 anos ou mais. Antes dos 50 anos não conta. Isso não significa que as mulheres devem parar de tomar automaticamente após cinco anos, mas deve usar um sistema de vigilância do câncer de mama e realizar o auto-exame para detectar nódulos.

Há também um risco aumentado de trombose venosa (obstrução nas veias dos coágulos pernas) durante os primeiros seis meses após o início da TRH. O risco é muito baixo, mas as mulheres com um episódio anterior de trombose precisam de exames de sangue especiais antes de iniciar o tratamento. A decisão de receber tratamento deve basear-se em ponderar os benefícios contra os riscos de recebê-lo. Converse com seu médico antes de iniciar o tratamento.

O que você pode fazer para tornar mais fácil a menopausa?

  • Exercícios físicos regulares-  andar por 20-30 minutos três ou quatro vezes por semana pode melhorar a saúde e adicionar anos à sua vida. Exercício fortalece os ossos, aumenta a qualidade de vida e faz com que você durma melhor.
  • Comendo o alimento certo é importante. Para a saúde dos ossos, o corpo precisa de cerca de 1.500 mg de cálcio por dia que vêm de produtos lácteos e queijos.
  • Coma muita fruta e legumes. Estudos recentes mostram que a ingestão de cinco  frutas ou vegetais por dia pode prevenir essas doenças.
  • Não fumar, porque não é bom para a saúde.
  • Ter uma atitude positiva pode ajudar a mudar vidas. A menopausa é o início de uma nova etapa de vida e você pode fazer ainda grandes projetos.

Especialistas em menopausa

Encontre um especialista em Menopausa na sua cidade:
Soraia Casanova

Soraia Casanova

Ginecologista

São Caetano do Sul

Dr Aurelio Zecchi de Souza

Dr Aurelio Zecchi de Souza

Ginecologista, Mastologista

São Paulo

Jessica Reis De Paula

Jessica Reis De Paula

Ginecologista

São José dos Campos

Nélia Maria de Medeiros

Nélia Maria de Medeiros

Generalista

Brasília

Sergio Gomes de Almeida

Sergio Gomes de Almeida

Ginecologista

Rio de Janeiro

Roberto Carlos Franco

Roberto Carlos Franco

Ginecologista

Fortaleza

Perguntas sobre Menopausa

Nossos especialistas responderam a 179 perguntas sobre Menopausa

Olá. Sempre siga as orientações do seu médico. Agende a sua consulta de reavaliação e esclareça suas dúvidas.
A sua avaliação clínica através da sua história clínica, suas queixas e exame…
1 respostas

A medicação em questão pode ser utilizada no tratamento de sintomas climatéricos com sucesso! Porém a suspensão e retorno do uso devem ser feitos presencialmente em posso dos exames complementares…
2 respostas

Não é normal. Por favor, procure seu ginecologista. Um abraço.
2 respostas

Especialistas falam sobre Menopausa

Tem o nome de menopausa o período fisiológico da vida da mulher que se inicia após a última menstruação e passado um ano desta. Haverá a ausência dos ciclos menstruais em decorrência da falência ovariana. Ela é um evento que ocorre apenas dentro do período do climatério, este que começa após os 40 anos de idade. Portanto, o início da menopausa só pode ser considerado um ano após o último fluxo menstrual, ocorrendo geralmente em torno dos 48 aos 52 anos de idade. Considera-se menopausa precoce ou falência ovariana prematura quando ela acontece antes dos 40 anos de idade. Nesta situação devem ser investigadas e tratadas as possíveis causas, havendo indicação e necessidade de reposição hormonal.

Roberto Buenfil De Faria

Ginecologista

São Paulo


Em muitas mulheres o período da menopausa é caracterizado pelo aparecimento de sintomas como calores, suores, alteração do humor, dores articulares, e ressecamento vaginal. Nessa fase, é importante fazer acompanhamento médico e exames como mamografia, densitometria, ultra-sonografia e outros, para evitar complicações e avaliar a necessidade de tratamento. Nesse período também é comum o aparecimento de sangramento uterino anormal que tem diferentes causas, incluindo atrofia endometrial, pólipos, miomas, hiperplasia e câncer endometrial. Devido a isto, pode ser necessário fazer o exame de vídeo-histeroscopia com biópsia, para identificar a causa do sangramento e direcionar o tratamento.

José Alexandre Portinho

Ginecologista, Nutrólogo

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Consideramos que a mulher "está na menopausa" quando ela não menstrua há 1 ano. Chamamos de climatério o período que se inicia com queda da função ovariana e começa a apresentar sintomas típicos dessa fase. Esse período pode ser desafiador para a mulher apresentando irregularidade menstrual, fogachos (calorão), ressecamento vaginal, entre outros. É importante ter acompanhamento médico nesse período e saber que existem tratamentos para melhorar a qualidade de vida.

Menopausa? Climatério ? O que é normal ? são tantas as perguntas , as dúvidas ... os anseios , as mudanças ... Trata-se de uma fase normal da vida da mulher, o que não é normal é sofrermos com isso . Costumo dizer que precisamos achar a beleza de cada fase da nossa vida e tirar proveito de tudo o que vier de bom com ela . O que não for bom , vamos tentar tratar , suavizar ... Faz parte dessa fase além da menopausa em si ( parada da menstruação ) , as ondas de calor , queda de libido , ganho de peso e por aí vai ... temos opções de tratamentos com fitoterapia , hormônios, acupuntura , associação de várias terapias . fale com seu ginecologista . Bjss

Renata Fogaça Campanha

Ginecologista, Especialista em medicina estética

Campinas


Uma das queixas mais frequentes são sobre o tema menopausa, é uma fase da vida de todas as mulheres, algumas apresentam sintomas e outras nem tanto. Essa fase da vida da mulher é marcada pela passagem da fase fértil da mulher para a fase infértil. Ocorrendo em torno dos 45 aos 50 anos de idade, podendo variar 5 anos para mais ou para menos. Isso se torna nítido com mudanças no corpo da mulher e uma irregularidade menstrual que culmina com a parada por completo da menstruação, em um período de 1 ano. Além disso, podem surgir alguns sintomas desagradáveis, como calores (fogachos), afinamento da pele e mucosas, queda de cabelo e alterações emocionais. Tudo isso pode ser amenizado.

A menopausa é a última menstruação da mulher e seu diagnóstico é basicamente clínico onde será verificado se a menstruação está ausente por pelo menos um ano em mulher que anteriormente apresentava ciclos menstruais (ainda que que irregulares, o que é normal nos meses que antecedem a menopausa). A idade média da menopausa é de 50 anos, podendo ocorrer a partir dos 40 anos. Antes dos 40 anos temos a insuficiência ovariana prematura ("menopausa precoce"). No climatério, que é um período que se inicia antes da menopausa e continua por alguns anos após esta, os fogachos (ondas de calor) podem estar presente em graus variados. Outras queixas comuns são o ressecamento vaginal e redução da libido.

Período fisiológico após a última menstruação espontânea da mulher. Nesse espaço de tempo estão sendo encerrados os ciclos menstruais e ovulatórios. O início da menopausa só pode ser considerado após um ano do último fluxo menstrual, uma vez que, durante esse intervalo, a mulher ainda pode, ocasionalmente, menstruar.

Menopausa é o período fisiológico após a última menstruação espontânea da mulher que normalmente ocorre entre os 45 e 55 anos de idade. Nesse espaço de tempo estão sendo encerrados os ciclos menstruais e ovulatórios. O início da menopausa só pode ser considerado após um ano do último fluxo menstrual, uma vez que, durante esse intervalo, a mulher ainda pode, ocasionalmente, menstruar.

Fabio Leal

Ginecologista

Vitória

Agendar uma visita

Você não precisa sofrer na Menopausa, pois a terapia de reposição com hormônios age nas suas células preservando a função das mesmas, mantendo sua saúde física e mental.

Vanderlea Coelho

Ginecologista, Mastologista

São Paulo


Menopausa é o período em que a mulher deixa de menstruar devido a diminuição de estrogênio e progesterona, além de outros hormônios como a dehidroepiandrosterona. Tanto o estrogênio como a progesterona apresentam mais de 400 funções em nosso corpo, sendo uma delas proteção cardiovascular. Logo que se iniciou a terapia de reposição hormonal, houve efeitos colaterais, inclusive o aumento do risco de câncer de mama. Porém o que não se comenta é que os hormônios usados eram sintéticos (extraídos de éguas prenhas) isto é, com a estrutura molecular diferente da nossa. Em meu trabalho, faço uso da modulação hormonal bioidêntica cuja estrutura molecular é igual a nossa.

Elaine Morch

Endocrinologista, Ginecologista

Sorocaba


Nossos hormônios sexuais são fundamentais no processo de envelhecimento com qualidade de vida. Atualmente poucas mulheres precisam ser privadas da reposição hormonal. Dispomos de inúmeras maneiras e doses para modular os hormônios femininos, e sofrer com a menopausa é absolutamente desnecessário.Faça uma avaliação e mude a sua forma de encarar a menopausa.

Luciana Gandra Camargo De Barros Oliveira

Ginecologista, Mastologista

Sorocaba


A menopausa é definida pela ausência de ciclos menstruais por 1 ano, quando a mulher em idade reprodutiva fica sem menstruar por mais de 3 meses, ela já deve procurar um endocrinologista para investigação. A amenorreia (ausência de menstruação) pode ser primaria (nunca menstruou) ou secundaria (já menstruou e depois parou), A menopausa é dita precoce ou prematura quando ocorre antes de 40 anos, chama-se antecipada quando ocorre entre 40 e 45 anos. A terapia hormonal é indicada para melhorar os sintomas e evitar complicações como osteoporose.

Karen De Marca Seidel

Endocrinologista

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Os sintomas mais comuns incluem ondas de calor e secura vaginal. Também pode haver distúrbios do sono. A combinação desses sintomas pode causar ansiedade ou depressão. A menopausa é um processo natural com tratamentos que visam o alívio dos sintomas. A secura vaginal é tratada com lubrificantes tópicos ou estrogênios. Alguns medicamentos podem reduzir a gravidade e a frequência das ondas de calor. Em circunstâncias especiais, uma terapia hormonal oral pode ser prescrita.

Dr. Erastos Brancalhão

Ginecologista

Birigui


Analisa as principais queixas da paciente que está nesta fase do climatério, indica a terapia de reposição hormonal quando necessária, explicando pós e contras, além de dar outras opções de tratamentos, não hormonais, mas que podem contribuir para a melhoria dos sintomas.

Menopausa é o nome que se dá à última menstruação,ocorre, entre os 45 e 55 anos. Quando ocorre antes dos 40 anos, é chamada de #menopausa precoce.Se anuncia por irregularidades menstruais,sintomas como ondas de calor (#fogachos), alterações do sono, da #libido e do humor e atrofia dos órgãos genitais.O diagnóstico leva em conta os sintomas, o exame clínico e alguns exames. A reposição hormonal tem a vantagem de aliviar os sintomas físicos (fogachos), psíquicos (#depressão, irritabilidade) e os relacionados com os órgãos genitais (secura vaginal, #incontinência urinária). Funciona como proteção contra #osteoporose, porem possui contra-indicações, por isso cada caso deve ser individualizado.

A menopausa é o período caracterizado pelo fim dos ciclos menstruais da mulher. É responsável por uma série de sintomas como: calores, diminuição da libido, secura vaginal, fadiga etc...Uma opção de tratamento é Reposição Hormonal,que deve ser prescrita por um médico ginecologista .

A menopausa é um marco que acontece durante a transição da vida reprodutiva da mulher, para a não reprodutiva. A este período é dado o nome de climatério. Menopausa é a parada da menstruação, que deve estar ausente por 12 meses para ser caracterizada como tal. A reposição hormonal não é necessária para todas as mulheres. Está indicada na presença de fogachos (calorões), de alterações urogenitais (ex.: infecção urinária de repetição, incontinência urinária, atrofia vaginal com ressecamento e dor durante a relação sexual) e em alguns casos de osteoporose que não melhoram com o tratamento específico.

Luciana Lobato

Endocrinologista

Manaus

Agendar uma visita

A menopausa é um evento fisiológico caracterizado pela ausência de menstruação por um período de 12 meses, marcando o fim da vida reprodutiva da mulher, que geralmente acontece por volta dos 45 a 52 anos. O período de transição que antecede a menopausa é chamado de climatério, quando as alterações hormonais associadas a diminuição gradativa de produção de estrógenos pelos ovários causam vários sintomas: alterações do fluxo menstrual, ondas de calor, insonia, vagina seca, diminuição do desejo sexual, perda de massa óssea e depressão. A avaliação ginecológica adequada é essencial para identificação da necessidade e contra indicações para a reposição hormonal.

A Menopausa representa a passagem da fase reprodutiva para na reprodutiva, e é consequente á uma diminuição lenta e gradativa dos hormônios sexuais feminino. Seu diagnóstico é retrospectivo e ocorre após um ano do último ciclo menstrual. Em média ocorre entre os 45 e 55 anos. É mais um estágio na vida da mulher, porém as transformações que ocorrem nesse período pode aumentar a possibilidade de aparecimento e agravamento de doenças. Por isso é muito importante que a consulta ginecológica continue regularmente. O tratamento varia de acordo com o perfil de cada paciente, e vai depender da intensidade dos sintomas.

Maria Luisa Dos Santos Rodrigues

Ginecologista

São Luís


Menopausa é diagnosticada quando a mulher fica 12 meses consecutivos sem menstruar. Pouco antes disso já podem iniciar alguns sintomas como irritabilidade, fogachos (calores) e alterações de pele e mucosas como ressecamento. Esse período pode ser muito desconfortável para algumas mulheres e é muito importante o acompanhamento com um profissional de confiança e habilitado.

Anne Karine Zampieri Rebuglio

Generalista, Ginecologista

São Paulo

Agendar uma visita

Menopausa é a última menstruação da vida. Mas esta palavra é habitualmente confundida com climatério, período em que a mulher não mais produz hormônio estrogênio, perdendo a capacidade reprodutiva. Para muitas, ocorrem sintomas desagradáveis nesta fase, prejudicando a atividade sexual e o sono, dentre outros. Pelo enorme impacto na qualidade de vida, o climatério dever ser encarado com carinho e atenção médica competente. Há muitas alternativas válidas para preservar a qualidade desta importante e longa etapa da vida das mulheres.

A menopausa pode surgir entre os 45 e 55 anos, quando a menstruação começa a ficar escassa. Isso acontece porque produção dos hormônios responsáveis pelos ciclos menstruais e pela fertilidade diminui em larga escala. Os sintomas mais clássicos se apresentam como ondas de calores súbitos, suores noturnos, aumento de peso e irritabilidade. Outros sinais envolvem ansiedade, depressão, pele e cabelos ressecados, dor de cabeça, diminuição da libido, fadiga, insônia, osteoporose, lapsos de memória e secura vaginal. Mas a intensidade desses sintomas varia de mulher para mulher, a depender da genética e do estilo de vida, podendo durar até 3 anos.

Climatério é uma fase biológica da vida da mulher, marcada pela transição de uma vida reprodutiva para uma não reprodutiva. Durante o climatério podem ocorrer diversos sintomas como os fogachos, suores noturnos, dores de cabeça, insônia, alterações emocionais como irritabilidade ou depressão e diminuição da libido. A homeopatia permite adaptar para cada mulher uma terapêutica que leva em conta sua sensibilidade, sua personalidade e seu temperamento. Para os sintomas do climatério há muito que o homeopata possa ajudar, tanto com os sintomas emocionais como irritabilidade, depressão e nervosismo; quanto com os físicos como fogachos, insônias, taquicardia e cefaléias.

Camila Sollero Carvalho

Homeopata

São Paulo


O diagnóstico da menopausa é clínico e retrospectivo; após um ano da última menstruação. Geralmente ocorre entre 45 aos 55 anos. A queda do estrogênio é o grande responsável pelos sintomas como ondas de calor, insônia, alterações de humor, irritabilidade,depressão além de alterações sexuais como a diminuição da libido, dor nas relações sexuais, incontinência urinária e maior predisposição a infeções urinárias de repetição. A terapia hormonal da menopausa é a mais eficaz na melhora desses sintomas e da qualidade de vida da mulher, desde não haja contraindicações após a avaliação do especialista. Se houver contraindicações, existem medicações sem hormônios que podem melhorar esses sintomas.

Graziella Nogueira Mendonça Monteiro De Barros

Endocrinologista

Rio de Janeiro


Quando a mulher entra na menopausa, pode ter sintomas desagradáveis, como ondas de calor, esquecimento e redução do desejo sexual. Tratamentos e medicamentos com especialista podem reduzir e auxiliar no tratamento destes sintomas.

Mariane Nunes De Nadai

Ginecologista

Ribeirão Preto


A menopausa é o termo que define a última menstruação. Em geral, ocorre por volta dos 50 anos e indica que o ovário parou de produzir estrogênio e progesterona. Pode vir acompanhada de sintomas desagradáveis, como ondas de calor e suores noturnos, insônia, diminuição do desejo sexual, irritabilidade, depressão, osteoporose. Confira o tópico "Reposição Hormonal feminina" para saber sobre o tratamento.

Stéphanie Cozzolino

Médico clínico geral, Endocrinologista

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Com sintomas tão abrangentes, que vão de ondas de calor a depressão, não é à toa que tantos mitos envolvam o período pré menopausal. A transição entre a fase reprodutiva e a não reprodutiva tem como marco a última menstruação (também chamado de menopausa). Como esse período traz um quadro muito particular de sintomas e tratamentos para cada mulher, é natural que surjam vários questionamentos. Em muitas mulheres, a menopausa se anuncia por irregularidades menstruais, menstruações mais escassas, hemorragias, menstruações mais ou menos frequentes. Outros sinais e sintomas característicos como ondas de calor, alterações do sono, da libido e do humor, atrofia e ressecamento dos órgãos genitais.

Natalia Barbosa Gomes Bastos

Ginecologista, Mastologista

Crato

Agendar uma visita

A menopausa é uma fase de transformação na vida das mulheres e deve ser acompanhada com cuidado. Devemos promover saúde e bem estar e indicar reposição hormonal quando houver necessidade. Não há razões para sofrer com a transição para a menopausa, existem diversos tratamento eficazes que melhoram a qualidade de vida.

Raquel Reis Magalhães

Ginecologista

Barueri


As mulheres ao pararem de menstruar apresentam vários sintomas que prejudicam a qualidade de vida: desânimo, tristeza, dificuldade em perder peso, perda de massa muscular, osteoporose, dores no corpo, perda de libido. Elas não precisam sofrer com todos esses sintomas o resto da vida. Posso ajudá-las a recuperar a energia e disposição de antes. Tratamento com encontros mensais durante 3 ou 6 meses.

Juliana Pavan

Generalista

Frutal

Quais profissionais tratam Menopausa?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.