Infertilidade - Informações, especialistas e perguntas frequentes

O que é?

A infertilidade conjugal é definida pela ausência da gravidez em um período de 12 meses com relações sexuais regulares sem que nenhum método anticoncepcional tenha sido utilizado. Tal condição atinge aproximadamente 15% dos casais.

Qual é a causa?

Todos os órgãos do sistema reprodutivo masculino e feminino devem estar em perfeitas condições para assegurar a fertilidade. O mau funcionamento de apenas um deles pode evitar o acontecimento da gravidez. Nas mulheres, as causas mais comuns para a infertilidade são: distúrbios alimentares, depressão, excesso de peso, excesso de atividades físicas, sedentarismo, hábito de fumar, alcoolismo, inflamações na pelve, endometriose, distúrbios hormonais, ovário policístico, insuficiência ovariana, miomas no útero, disfunções na glândula tireoide e nas glândulas suprarrenais e cicatrizes no útero. Nos homens, a principais causas são doenças como criptorquidia (quando um ou mesmo os dois testículos não descem para a bolsa escrotal), varicocele (varizes no testículo), alterações nos cromossomos, orquite (inflamação do testículo), anemia falciforme, cirrose hepática e insuficiência renal. Em parte dos casos, cerca de 10%, não há fatores físicos que impeçam a reprodução. Atribui-se a dificuldade de engravidar nessas situações a fatores psicológicos.

Quais os sintomas?

O principal “sintoma” da infertilidade é a não concepção após o período de 12 meses com relações sexuais frequentes e sem o uso de anticoncepcionais. A partir daí deve-se começar a procurar as causas.

Como fazer o diagnóstico?

Deve-se fazer uma investigação completa no sistema reprodutor tanto do homem quanto da mulher. Para isso são necessários exames laboratoriais e de imagem que possam indicar o diagnóstico correto.

Qual o tratamento?

O tratamento irá depender do problema encontrado. No caso de a situação não apresentar uma solução, seja cirúrgica seja através de medicamentos ou mudanças nos hábitos de vida, é possível recorrer a métodos artificiais de reprodução.

Especialistas em infertilidade

Encontre um especialista em Infertilidade na sua cidade:
Lucas Bittencourt

Lucas Bittencourt

Urologista

Catu

Paula Andrade

Paula Andrade

Ginecologista

Goiânia

Victor Barboza

Victor Barboza

Urologista

Goiânia

Cristiano Eduardo Busso

Cristiano Eduardo Busso

Ginecologista

São Paulo

Françoise Quintanilha Padula

Françoise Quintanilha Padula

Ginecologista

Petrópolis

Perguntas sobre Infertilidade

Nossos especialistas responderam a 80 perguntas sobre Infertilidade

Após a injeção do Choriomon e realizada as relações nas datas pré-estabelecidas, pensando em reprodução assistida, não há mais necessidade de ter relações sexuais além das estipuladas pelo seu…
2 respostas

Melhor procurar um especialista em reprodução assistida, e uma consulta com urologista. Um abraço.
3 respostas

OLÁ!
SE VOCÊS JÁ TENTAM ENGRAVIDAR HÁ 6 ANOS SEM SUCESSO, É IMPORTANTE FAZER UMA INVESTIGAÇÃO EM VOCÊS DOIS. SE VOCÊ POSSUI DISFUNÇÃO TIREOIDIANA, ESSA PODE SER SIM UMA CAUSA DE INFERTILIDADE,…
2 respostas

Especialistas falam sobre Infertilidade

Com Residência Médica na Unicamp, valorizamos os melhores protocolos de tratamento. Abordamos causas básicas e complexas da infertilidade, muitas vezes relacionadas a excesso de toxinas e/ou ondas eletromagnéticas sobre os ovários e testículos. Munidas de ferramentas complementares, como a Ortomolecular, Fitoterapia, Terapia Quântica e Terapia Bemer, trabalhamos para o seu equilíbrio, na visão integral do ser humano.

Passado um ano de exposição à chance de gravidez, sem uso de método contraceptivo eficaz, caracterizamos o casal como infértil. A partir de então, iniciamos a pesquisa de eventuais causas através de exames .Em casais onde a mulher está acima dos 35 anos esta pesquisa é antecipada após 6 meses de tentativas. Ao redor de15-20% dos casais , não encontramos causa justificável . O tratamento de algumas condições pode permitir a gestação natural, porém alguns casais terão que recorrer a tratamentos de Reprodução Assistida , para atingir o objetivo. Os fatores idade materna e o tempo de infertilidade são os mais importantes na tomada de decisão quando escolhemos o tipo de tratamento para o casal.

Fabio Biaggioni Lopes

Ginecologista

São José dos Campos

Agendar uma visita

O desejo reprodutivo do casal deve ser tratado de forma responsável com informações claras sobre seu real potencial e qual tratamento será mais efetivo. Para que seja alcançado o objetivo gestacional o profissional especialista deve ter sua formação consolidada nas técnicas mais avançadas além de contar com métodos diagnósticos precisos, experiência ultrassonografica (realizado no próprio consultório) e laboratórios de excelência.

A infertilidade é definida pela ausência de gravidez depois de um ano de tentativas. A avaliação e o tratamento podem justificar-se antes desse prazo quando a história clínica ou os achados físicos sugerem uma causa específica, ou depois de 6 meses de tentativas para as mulheres com mais de 35 anos de idade. A infertilidade pode ser consequência de vários fatores que, sozinhos ou em conjunto, dificultam a obtenção da gravidez. Ela pode existir por causa exclusivamente feminina, exclusivamente masculina ou causas simultâneas, masculinas e femininas. Há, ainda, um percentual de casais com infertilidade sem causa aparente.

Antes de citarmos as possíveis causas desse problema, é importante entender o que realmente é. Isto devido a frequente confusão que ocorre entre os termos infertilidade e esterilidade masculina. Afinal, são dois conceitos diferentes. A Infertilidade está geralmente relacionada a qualidade do espermatozóides. Logo, com um tratamento pode ter uma melhoria que gere o resultado desejado: a fertilização do óvulo. Entretanto, a esterilidade é quando não há possibilidade de fecundação. Dessa forma, pode até não existir tratamento para reverter essa questão que é definitiva. A consulta com urologista será de grande importância para identificar e tratar as causas de infertilidade.

A infertilidade é a dificuldade de engravidar quando há tentativas sem proteção durante pelo menos um ano (até os 35 anos de idade da mulher) e 6 meses (após os 35 anos de idade da mulher). Para poder propor um tratamento adequado e efetivo, na consulta avaliamos detalhadamente a história do problema (quanto tempo tentando engravidar, problemas associados, etc). Alguns exames serão solicitados dependendo da necessidade. Após isso é proposto o melhor tratamento para cada caso. O interesse é sempre fazer com que o sonho de ter um filho seja realizado da melhor forma o possível.

Pode-se considerar que um casal é infértil após 1 ano de tentativas de engravidar sem sucesso. Para mulheres com mais de 36 anos o período passa a ser de 6 meses.As causas são muitas, há tanto fatores masculinos quanto femininos, e devem ser devidamente elucidados para definição do tratamento e prognóstico. Quando um casal chega a clínica e o diagnóstico de infertilidade é definido, além de uma cuidadosa entrevista e exame físico, solicito ao casal alguns exames que são necessários para encontrar a causa da mesma. O tratamento é individualizado de acordo com os achados nos exames, pois um tratamento que é indicado para um casal pode não ser o ideal para o outro com infertilidade.

Carla Iaconelli

Ginecologista

São Paulo


Infertilidade por definição é a dificuldade do casal em obter a gestação...O período que aguardamos para iniciar a investigação depende muito da idade da mulher e dos antecedentes do casal. Uma boa anamnese é indispensável para a correta indicação dos exames necessários para a investigação do casal infértil. Na nossa clínica fazemos desde o o simples estímulo ovariano para o coito programado, inseminação artificial até a fertlização in vitro que traz excelentes taxas de gravidez.

Gustavo Comodo

Ginecologista

São Paulo

Agendar uma visita

Hoje os consensos da Sociedade de Reprodução Humana definem como dificuldade de engravidar casais que tenham relações sexuais frequentes ha mais de 1 ano e não conseguem ter filhos. Esses mesmos consensos orientam que se a idade materna for acima de 35 anos não se espere 1 ano, somente 6 meses e as mulheres acima de 40 anos com desejo de gestação necessitam de avaliação logo que decidirem engravidar. Fazer avaliação pré concepcional aumenta as taxas de gestação e pre natal com sucesso.

Carolina Maria Prandini Curci

Ginecologista

São Paulo


A infertilidade é a dificuldade de um casal obter gravidez no período de um ano de tentativas, isto é, tendo relações sexuais sem uso de nenhuma forma de anticoncepção. A chance de um casal normal obter gravidez, por ciclo menstrual, é de aproximadamente 20% e que, após um ano, mais de 80% dos casais conseguirão gravidez. Acredita-se que 15% dos casais tenham alguma dificuldade de fertilização.

Diogo Carlo Cruz Smith

Urologista

Aracaju


Infertilidade é a dificuldade do casal engravidar após ao menos um ano de tentarivas. Existem várias causas de infertilidade, sendo que podemos dividí-las em três grandes grupos: - fator feminino (tubária, ovariano, uterino, hormonal) - fator masculino (testicular, peniana, hormonal) - fator indeterminado (sem causa aparente) É fundamental que a identificação da causa da infertilidade seja determinada através de consulta do casal, não sendo possível uma avaliação adequada apenas de um dos parceiros. Vários exames podem ser necessários, não é aconselhável iniciar qualquer tratamento sem a avaliação de um profissional capacitado.

É a dificuldade de engravidar após 1 ano de tentativas regulares. Para mulheres acima de 35 anos, diminuímos esse prazo para 6 meses. E para aquelas acima de 40 anos, indicamos procurar ajuda especializada após 3 meses de tentativas.

Miucha Rios O. Zucchi

Ginecologista

São Paulo


O homem e a mulher apresentam a mesma importância na infertilidade conjugal, ambos devem ser investigados. Papel do urologista na infertilidade - Avaliar o histórico sexual e reprodutivo do casal; - Avaliar toda história clínica e exame físico do paciente; - Avaliar antecedentes que podem prejudicar a espermatogênese; - Avaliar patologias ou cirurgias prévias que prejudiquem a ejaculação; - Avaliar a qualidade seminal; - Avaliar a necessidade de exames complementares As técnicas atuais de tratamento de infertilidade envolvem muita tecnologia: cirurgias microscópicas, exames avançados e técnicas de fertilização in vitro. Eu avalio cada caso individual. - Se necessário, propor um tratamento.

Infertilidade é a incapacidade de um casal sexualmente ativo, sem o uso de métodos contraceptivos, de obter uma gravidez espontânea após 1 ano de tentativas. A presença de infertilidade masculina é frequentemente definida pela existência de alterações nos parâmetros seminais. Apesar de o espermograma ser o exame disponível mais utilizado na prática clínica, os parâmetros seminais avaliados possuem limitações relacionadas à etiologia da disfunção espermática assim como na determinação da sua capacidade de fertilização. História clínica detalhada, exame físico são essenciais na investigação. Outros exames complementares podem ser necessários.

Rodrigo Dal Moro Amarante

Urologista

São Paulo


A infertilidade é definida como a incapacidade de conceber após pelo menos um ano de tentativas sem o uso de métodos contraceptivos e de atividade sexual regular. O número de casais que enfrentam o problema vem crescendo e um dos principais motivos é a tendência atual em se postergar a maternidade. Felizmente, dispomos de diversos métodos que podem auxiliar o casal a concretizar a maternidade e entre eles, a Fertilização in Vitro está entre os principais tratamentos. Além disso, o Congelamento de óvulos e a Doação de óvulos são valiosos quando se pensa em preservação da fertilidade e nas pacientes em falência ovariana precoce, respectivamente.

Thais Vitti Bedran De Castro

Ginecologista

São José do Rio Preto


Podemos considerar um casal infértil quando não ocorre a gestação após 1 ano de tentativa. Esse período pode ser reduzindo para 6 meses quando a mulher possui mais do que 35 anos. Durante a consulta é importante realizar uma avaliação minuciosa do casal, com história clinica e exames para determinar o motivo que a gravidez não está ocorrendo e propor um tratamento adequado.

Alexandre Lobel

Ginecologista

São Paulo

Agendar uma visita

Pode-se lançar mão de diversas técnicas, dependendo da causa, para se tentar a gestação: o “Namoro Programado”, a Inseminação Intra Uterina e a Fertilização in vitro (também conhecido como "bebê de proveta" ou FIV). Em todas elas habitualmente usam-se indutores de ovulação em dosagens adequadas ao tipo de tratamento e é feito um monitoramento do ciclo via USG para se determinar os próximos passos em cada técnica. As orientações precisam ser feitas de forma personalizada, caso a caso, de maneira clara, para que não haja dúvidas sobre os procedimentos em curso e para a obtenção do melhor resultado possível.

Leonardo Oliveira Mendonça

Ginecologista

São Paulo


A infertilidade gera um impacto muito grande na vida do casal que deseja ter um filho, coloca os envolvidos no limite do não poder, da impossibilidade, da incapacidade de concretizar um sonho; pelo menos durante algum tempo. O acompanhamento psicológico se coloca como recurso viável e muito importante no decorrer de cada história. A orientação de um profissional de psicologia experiente, com técnicas especificas para este tratamento medico auxiliará o casal a enfrentar os desafios emocionais do tratamento para engravidar na busca pelo esperado filho.

Gabriella Hernandes Vieira

Psicólogo

Campos Dos Goytacazes


Médica especialista em tratamento de infertilidade, como indução de ovulaçã, inseminação intrauterina, fertilização in vitro e ICSI.

Mariane Nunes De Nadai

Ginecologista

Ribeirão Preto


Tratamento de baixa e alta complexidade para casais inférteis. Alta complexidade quando se necessita fertilização "in vitro" . Baixa complexidade quando o tratamento pode ser feito com coito programado, inseminação intra uterina e outros métodos menos invasivos.

Silvio Halpern

Ginecologista

São Paulo


A infertilidade é caracterizada pela tentativa de conceber por 1 ano, sem sucesso, com relações sexuais frequentes, sem métodos contraceptivos. Se você se encontra nesta situação, procure imediatamente um especialista em reprodução assitida. O tempo é muito importante e determina o sucesso no tratamento.

A causa da infertilidade pode ser difícil de determinar, mas pode incluir níveis inadequados de certos hormônios em homens e mulheres e problemas de ovulação nas mulheres. O principal sintoma é a incapacidade de engravidar. Em muitos casos, não há outros sintomas. Muitos tratamentos melhoram significativamente as chances de engravidar. Estes incluem tratamentos hormonais, medicamentos para a fertilidade e cirurgia. Além disso, a reprodução assistida utiliza várias técnicas médicas para fertilizar um óvulo.

Definimos infertilidade como ausência de gestação após um ano de tentativa ou após 6 meses nos casos de mulheres com mais de 35 anos. São muitas as causas, desde problemas no organismo da mulher ou do homem. Sua incidência tem aumentado nos últimos, principalmente pelo fato da mulher decidir engravidar cada vez mais tarde. Atualmente existem diversos tratamentos e quanto antes o casal procurar um especialista, maiores suas chances de sucesso.

Quais profissionais tratam Infertilidade?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.