Linfedema - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Não descuide da sua saúde

Escolha a consulta online para iniciar ou continuar o seu tratamento sem sair de casa. Se precisar, você também pode marcar uma consulta no consultório.

Mostrar especialistas Como funciona?

Especialistas - linfedema

Isabelle Silva Queiroz

Isabelle Silva Queiroz

Cirurgião vascular

Salvador

Rodrigo Nery

Rodrigo Nery

Cirurgião vascular

Toledo

Paulo Victor Bezerra

Paulo Victor Bezerra

Cirurgião vascular

Francisco Beltrão

Rafael Alves Carvalho

Rafael Alves Carvalho

Cirurgião vascular, Angiologista

Belo Horizonte

Tatiana Losada Medeiros

Tatiana Losada Medeiros

Cirurgião vascular

Brasília

Cesar Augusto Cherubim Filho

Cesar Augusto Cherubim Filho

Cirurgião vascular

Ribeirão Preto

Perguntas sobre Linfedema

Nossos especialistas responderam a 100 perguntas sobre Linfedema

Como existe doença preexistente, não é adequado medicação indicada por esse veículo. Deverá ser examinado pelo seu médico angiologista/ cirurgião vascular para esclarecimento da origem dessa…
1 respostas


O linfedema tem várias causas. O Daflon e Diosmim normalmente são receitados para os mesmos sintomas. Oriento uma consulta com um cirurgião vascular.
1 respostas


O Daflon é um dos medicamentos úteis no linfedema. Além destas medicações, a drenagem linfática, meias elásticas, fisioterapia fazem parte do tratamento. Para ver o que setá útil no seu tratamento…
1 respostas

Especialistas falam sobre Linfedema

Vasos linfáticos são pequenos vasinhos que drenam a água e dejetos celulares do tecido entre as células para dentro das veias para que seja misturado ao sangue e levado para os órgãos a fim de serem metabolizados e oxigenados. Antes de entrar na circulação do sangue este líquido passa por pequenos filtros que se chamam gânglios linfáticos e fazem a nossa primeira defesa contra agentes infecciosos. quando temos uma inflamação localizada estes gânglios crescem e são conhecidos popularmente como "íngua". O comprometimento severo da circulação linfática leva ao inchaço crônico (Linfedema crônico) dos tecidos e da pele (que fica grossa) e é conhecido popularmente com o nome de "elenfantíase".

Maira Souza

Angiologista, Cirurgião vascular

Aracaju

Agendar uma visita

Doença causada pelo acúmulo de líquido e proteínas no espaço intersticial (fora do vaso sanguíneo e linfático) por deficiência de funcionamento dos vasos linfáticos. Ocorre um inchaço progressivo nos membros com piora ao longo do dia. Pode ocorrer já ao nascimento, na idade jovem ou após traumas ao vasos linfáticos como infecções, cirurgias, tratamento de câncer de mama e ginecológicos. O tratamento tem como objetivo melhorar o inchaço, evitar complicações e melhorar a qualidade de vida. Após avaliação em consultório fazemos exames complementares e iniciamos o tratamento com uso de dispositivos de compressão, meia elástica e fisioterapia.

Luisa Ciucci

Cirurgião vascular

São Paulo


As pessoas com linfedema podem demorar anos para o desenvolvimento dos sintomas e estes podem aparecer lentamente ao longo do tempo. Os principais sinais e sintomas são: - Edema (Inchaço) no membro. Nos membros o inchaço inicia-se geralmente no dorso do pé ou da mão e estende-se superiormente. Este edema não sofre tantas variações com o horário do dia. - Menor flexibilidade das articulações devido ao edema Infecções de repetição. O edema crônico no membro torna-o vulnerável à infecções. Pequenos traumas na pele, como cortes, picadas de inseto ou micose entre os dedos pode levar à infecção do sistema linfático (linfangite) e de pele (erisipela).

Bruno Donegá Constantin

Cirurgião vascular, Angiologista

Maringá

Agendar uma visita

Tratamento do linfedema pelo método Vodder, em membros superiores e inferiores, através da terapia denominada CDT (Compressive Descongestive Therapy). Consiste na determinação da causa e tipo do edema, seguido da combinação adequada de drenagem manual, terapia compressiva especializada, exercícios físicos específicos e instrução do paciente e cuidador para o tratamento domiciliar. Segue-se da escolha do melhor método de compressão para manutenção dos resultados. Tratamento medicamentoso adjuvante pode também ser empregado.

Ana Paula Augusto Da Cruz Ballerini

Angiologista, Cirurgião vascular

São Paulo

Agendar uma visita

Linfedema é o acúmulo de líquido protéico em um ou mais membros devido a uma obstrução do sistema linfático. No paciente oncológico, alguns tratamentos aumentam o risco de desenvolver a disfunção, sendo necessária a avaliação e tratamento o mais precoce possível, para prevenir a piora do quadro. Na primeira consulta é realizada a coleta do histórico do paciente (anamnese) e avaliação da condição dos membros e orientação do material de enfaixamento. Nos atendimentos, iniciamos com drenagem linfática, uso de taping linfático, enfaixamento compressivo e exercícios que estimulam bombeamento linfático. No decorrer do tratamento são dadas as orientações quanto aos cuidados domiciliares.

Jennifer Pereira

Fisioterapeuta

Fortaleza

Agendar uma visita

O linfedema é o acúmulo de um líquido chamado Linfa, em alguma região do corpo. Pode ser adquirido ao longo da vida seja por infecções, cirurgias, tratamentos como radioterapia etc. ou ter uma característica familiar surgindo mais precocemente. A intensidade do Linfedema e a sua evolução são variáveis mas requerem um acompanhamento para o controle, prevenção e tratamento de complicações.

Flávio Rodrigues Monteiro Prado

Angiologista, Cirurgião vascular

Contagem

Agendar uma visita

Quais profissionais tratam Linfedema?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.