Embolia e trombose - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Não descuide da sua saúde

Escolha a consulta online para iniciar ou continuar o seu tratamento sem sair de casa. Se precisar, você também pode marcar uma consulta no consultório.

Mostrar especialistas Como funciona?

Especialistas - embolia e trombose

Encontre um especialista na sua cidade:
Deyvis Sena Sousa

Deyvis Sena Sousa

Angiologista, Cirurgião vascular

Divinópolis

Bruno de Naves

Bruno de Naves

Angiologista, Cirurgião vascular

Belo Horizonte

Gabriella Lucas Richards

Gabriella Lucas Richards

Cirurgião vascular

São Paulo

Ricardo Yoshida

Ricardo Yoshida

Cirurgião vascular

São José dos Campos

Heitor Pereira da Silva

Heitor Pereira da Silva

Cirurgião vascular

Santa Maria

Klaus Andrade Severo

Klaus Andrade Severo

Cirurgião vascular

São Paulo

Perguntas sobre Embolia e trombose

Nossos especialistas responderam a 16 perguntas sobre Embolia e trombose

Seria importante quais hormônios você está usando para podermos orientar de uma forma mais segura.
2 respostas


Se estiver em uso regular do anticoagulante , pode fazer musculação mantenedora orietado pelo educador fisico sem problemas.
3 respostas


A princípio sim.Nao há restrição à vitamina K a não ser que vc faça uso de varfarina,que é um anticoagulante oral usado no tratamento das tromboses venosas profundas ,trombofilias(propensão a…
2 respostas

Especialistas falam sobre Embolia E Trombose

A trombose venosa profunda (TVP) ocorre quando uma veia do sistema venoso profundo sofre oclusão (entope). A grande razão de ser motivo de preocupação para os pacientes e para os médicos é o risco de causar tromboembolismo pulmonar (TEP) e à morte. As principais causas são: - Cirurgia recente (principalmente as cirurgias de grande porte) - Imobilização (como em pessoas que têm fraturas e precisam de gesso) - Câncer e tratamento com quimioterapia - Hábito de fumar - Obesidade - Gravidez e pós parto - Uso de anticoncepcional oral e terapia de reposição hormonal - Viagens longas (maior que 6 horas) Se você sentir uma dor forte nas pernas, associado a inchaço, fique atento e procure um médico.

Livia Lyra

Angiologista, Cirurgião vascular

Nova Lima


Veias, artérias e coração são suscetíveis a muitas doenças. Três delas são a trombose venosa, trombose arterial e embolia. Todas são causadas por um coágulo de sangue que pode bloquear um vaso sanguíneo em parte ou totalmente. O coágulo que provoca as tromboses se forma quando o fluxo do sangue é mais lento do que deveria ou quando acontece uma coagulação desnecessária no organismo. E pode surgir em qualquer vaso sanguíneo. Quando a coagulação do sangue ocorre na veia, dá origem à Trombose Venosa Profunda (TVP). Quando surge na artéria, suscita a trombose arterial. Se esse coágulo se desprende do vaso onde foi formado e migra para outro local da-se o nome de embolia.

Rodolpho Alves Dos Reis

Angiologista, Cirurgião vascular

Brasília

Agendar uma visita

Outras situações importantes no desencadeamento da trombose são: cirurgias de médio e grande portes, infecções graves, traumatismos, a fase final da gestação e o puerpério (pós-parto) e qualquer outra situação que obrigue a uma imobilização prolongada (uso de gesso, coma, paralisias, infarto agudo do miocárdio, viagens aéreas longas, etc.). A TVP pode ser de extrema gravidade na fase inicial (aguda), causando embolias pulmonares (fragmentação dos coágulos e a migração destes até os pulmões, entupindo as artérias pulmonares) muitas vezes fatais.

Guilherme Jonas Da Silva Ribeiro

Angiologista, Cirurgião vascular

Contagem

Agendar uma visita

A trombose venosa é a presença de um coágulo dentro da veia. A formação deste coágulo ocorre pela lesão da parede interna da veia, dificuldade do sangue circular, e o aumento da viscosidade do sangue. Vários fatores podem estar envolvidos: Idade (a partir dos 40 anos e aumento após os 60 anos), mobilidade reduzida, história familiar/prévia de trombose, obesidade, gravidez (3° trimestre e puerpério), cirurgias (ortopédicas, abdominais relacionadas ao câncer, pélvicas e torácicas), câncer/quimioterapia, viagens prolongadas, trombofilias. O diagnóstico clínico é difícil, devendo ser confirmado por doppler vascular. O tratamento pode levar de 3 a 6 meses e é feito com uso de anticoagulantes.

Luiz Felipe Gannam De Almeida

Cirurgião vascular

São Paulo


Casos de trombose aguda de veias importantes e calibrosas do membro, como veias ilíacas e femorais, que esteja associada a sintomas severos e alto risco de evolução para Síndrome Pós Trombótica, tem indicação de Trombectomia. Trata-se de um procedimento cirúrgico endovascular, no qual através de uma pequena punção são usados dispositivos para a aspiração dos coágulos. Muitas vezes também é necessário o uso local de medicações fibrinolíticas, infundidas através de cateteres posicionados dentro do trombo, no intuito de dissolver o coágulo formado. Se identificadas áreas de estreitamento venoso como provável causa da trombose, a angioplastia é realizada após a resolução dos coágulos.

Bruno Donegá Constantin

Cirurgião vascular, Angiologista

Maringá

Agendar uma visita

Qual é a urgência na suspeita de Trombose ? A Trombose Venosa Profunda (TVP) é uma doença que se caracteriza pela formação de trombos no sistema venoso profundo dos membros inferiores. Pode causar desconforto agudo no paciente, mas a maior preocupação está na possibilidade de migração dos trombos para os pulmões – Tromboembolia Pulmonar (TEP). É importante ressaltar que o caráter de urgência para se iniciar o tratamento da trombose não se traduz em internação imediata ou risco de morte iminente. Há tempo para o diagnóstico adequado e início da terapia com anticoagulantes; procure o Angiologista para informações adequadas!

Marina Fonseca

Angiologista, Cirurgião vascular, Cirurgião geral

Belo Horizonte

Agendar uma visita

A trombose venosa profunda poderia ser descrita como sendo um entupimento de uma veia (geralmente de panturrilhas) por um coágulo. A embolia seria a sua principal consequência, podendo levar a morte. Ela ocorre quando este coágulo se desprende da veia de origem e migra para os pulmões. A trombose deve prontamente diagnosticada e tratada com anticoagulantes, a fim de se evitar suas complicações.

Enzo Acha Mazzini

Cirurgião vascular

Vitória


Embolia e trombose é quando um coagulo obstrui total ou parcialmente algum vaso do seu corpo, comprometendo o fluxo sanguineo na regiao onde acontece. Muitas vezes, a situacao e grave e necessita de uma avaliacao urgente do medico.

Janiel Ponte Vieira

Angiologista, Cirurgião vascular

Fortaleza


A trombose venosa é o entupimento de um veia por um coágulo formado dentro dela. Pode ser dentro de uma veia profunda ou superficial e pode acontecer em qualquer veia do corpo. Quando é em uma veia superficial é chamada tromboflebite (você pode ler esse termo em alguns exames) e é menos grave. Quando em uma veia profunda é mais preocupante. As duas precisam de avaliação imediata do cirurgião vascular. A mais comum é nas pernas e manifesta-se com dor, vermelhidão ou arroxeamento da pele e inchaço geralmente em uma das pernas. O tratamento é feito com anticoagulantes, remédios ou injeções que afinal o sangue e evitam que a trombose atual aumente e que apareçam novas tromboses.

Dafne B Diamante Leiderman

Cirurgião vascular, Angiologista

São Paulo

Agendar uma visita

Trombose venosa ocorre quando o sistema de coagulação é ativado sem que haja cortes ou traumas na veia, ocasionando seu entupimento. A trombose deve ser imediatamente diagnosticada e tratada devido ao risco de embolia pulmonar. Hoje existem tratamentos com medicações de uso oral que permitem que alguns pacientes sejam tratados sem necessidade de internação hospitalar. A embolia é um quadro mais grave em que há comprometimento da circulação pulmonar, com dificuldade de respirar que pode precisar de internação em UTI e auxilio de aparelhos para respirar.

Ludmila Bertti Coelho

Angiologista, Cirurgião vascular

Brasília

Quais profissionais tratam Embolia e trombose?

Pesquisas relacionadas


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.