Trombose venosa - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Especialistas em trombose venosa

Encontre um especialista em Trombose Venosa na sua cidade:
Marcel Hollweg Pisani

Marcel Hollweg Pisani

Cirurgião cardiovascular, Cirurgião vascular

Bento Gonçalves

Gustavo Petorossi Solano

Gustavo Petorossi Solano

Angiologista, Cirurgião vascular

Niterói

Rafael I. Brandão

Rafael I. Brandão

Angiologista, Cirurgião vascular

Ponta Grossa

André Genta Diniz

André Genta Diniz

Cirurgião vascular

Londrina

Alexandre Nonato Nazare Castro

Alexandre Nonato Nazare Castro

Angiologista

Divinópolis

Thiago Raphael Sousa Alencar Borges

Thiago Raphael Sousa Alencar Borges

Cirurgião vascular

Anápolis

Perguntas sobre Trombose venosa

Nossos especialistas responderam a 241 perguntas sobre Trombose venosa

Olá! É importante que você busque o seu médico cirurgião vascular, pois há necessidade de realizar um esquema de medicações para evitar novo episódio de trombose.
Atenciosamente,
Dr…
3 respostas

Para esclarecer essa dúvida é importante saber em que local se formou a TVP, pois para regiões de veia diferentes o tempo de tratamento pode mudar, quanto mais proximal, mais tempo. Normalmente…
2 respostas

Dra. Ana Paula Augusto Da Cruz Ballerini
Dra. Ana Paula Augusto Da Cruz Ballerini
Angiologista, Cirurgião vascular
São Paulo
Boa noite
Você pode e deve usar meia elástica de média ou alta compressão.
Abcs
1 respostas

Especialistas falam sobre Trombose Venosa

A trombose venosa consiste no entupimento das veias dos membros. Seus sintomas são: inchaço e dor no membro acometido. Esta é mais frequente em mulheres e tem como fatores de risco: uso de anticoncepcional, predisposição genética é doenças relacionadas a coagulação.Procurar imediatamente o médico especialista para tratamento adequado.

Marcelo Brito De Mesquita Leite

Angiologista, Cirurgião vascular

Goiânia

Agendar uma visita

A Trombose Venosa Profunda (TVP) é uma doença em que ocorre a formação de coágulos dentro das veias profundas. Em conseqüência destes coágulos, o sangue que passava por estas veias fica represado na extremidade, causando inchaço (edema) do membro acometido. As veias superficiais ficam ingurgitadas pelo desenvolvimento da circulação colateral. A maior preocupação é no deslocamento destes coágulos, através do sistema venoso, migrando pelo coração e impactando nas artérias pulmonares (Embolia Pulmonar) ocasionando falta de ar e morte. Quando o trombo no sistema profundo é recanalizado, as válvulas são destruídas e tornam-se insuficientes (síndrome pós trombótica) sendo indicado o uso de meias.

Karla Nocrato Loiola Vaiciunas

Angiologista, Cirurgião vascular

Porto Velho

Agendar uma visita

A trombose venosa nada mais é do que a oclusão (entupimento) da veia por coágulo de sangue. Normalmente acontece nas veias da panturrilha ou atrás do joelho e impede que o sangue volte da perna para o coração. Isso gera o acúmulo de sangue na perna, causando inchaço e dor. A principal e temida complicação é a embolia pulmonar. O diagnóstico é feito no consultório com o Duplex Scan (Ultrassom das veias). Na maioria dos casos, o tratamento se faz com medicação anticoagulante. Somente em casos graves é necessário cirurgia.

Livia Lyra

Angiologista, Cirurgião vascular

Belo Horizonte


A trombose venosa é a coagulação do sangue no interior de uma veia do sistema venoso profundo. Pode ocorrer por vários motivos, tais como: doenças da coagulação do sangue, cirurgias, câncer, imobilização de membros, sequela de AVC, viagens prolongadas, etc. É uma doença potencialmente grave, uma vez que o trombo pode soltar da veia e ir parar nos pulmões, quadro denominado de embolia pulmonar. Necessita de tratamento imediato.

Fernando Trés Silveira

Angiologista, Cirurgião vascular

Serra


A Trombose Venosa é uma doença com vários fatores precipitantes levando a estase sanguínea e coagulação do sangue dentro das veias. Causa sintomas de edema (inchaço) do membro, além de dor, aparecimento de varizes e escurecimentos da pele (em fases mais avançadas). As Tromboses Venosas têm tratamento com medicação oral ou injetável e até mesmo com procedimentos cirúrgicos mais modernos, quando bem indicados. Procure o Cirurgião Vascular e Endovascular para orientações.

Juliano Ricardo Santana Dos Santos

Angiologista, Cirurgião vascular

Goiânia

Agendar uma visita

A trombose venosa profunda é uma doença potencialmente grave causada pela formação de coágulos no interior das veias profundas, geralmente das pernas. Este coágulo causa impedimento do fluxo do sangue e pode se desprender e migrar na circulação.A trombose venosa pode não apresentar sinais se o trombo (coágulo) for muito pequeno e o diagnóstico requer exames complementares.Os pacientes costumam apresentar dor, inchaço e vermelhidão na perna que está com a veia entupida. Outros sintomas possíveis são: calor nas pernas, dificuldade para andar, inchaço intenso e pele de cor esbranquiçada ou azulada. O principal método para diagnóstico é a ultrassonografia Doppler.

Pedro Henrique Miguel Nunes

Angiologista, Cirurgião vascular

Goiânia


Ocorre pela formação de coágulos no interior das veias. O membro inferior é o local mais frequente. Os sintomas são edema (inchaço) na perna, dor e endurecimento da panturrilha iniciados subitamente. Os principais fatores de risco são imobilização, realização de cirurgias, uso de anticoncepcionais e trombofilias (tendência genética). A migração destes coágulos para a circulação pulmonar (embolia pulmonar) pode ser fatal! Na fase crônica, pode causar insuficiência venosa por obstrução das veias ou pela destruição de suas válvulas. O diagnóstico com o EcoDoppler colorido e o tratamento com anticoagulantes devem ser precoces para evitar estas graves consequências.

Breno França Vieira

Angiologista, Cirurgião vascular

Niterói

Agendar uma visita

É a formação de coágulos provocando oclusão parcial ou total de uma veia do sistema venoso profundo. Pode acometer as grandes veias das coxas e pélvis, bem como as veias da perna. 90% dos coágulos formados espontaneamente no corpo vêm dos membros inferiores. Os principais fatores de risco são • Doenças do sistema de coagulação do sangue, as trombofilias, se destacando como a causa mais comum a alteração do Fator V (de Leiden). • Pacientes com mais de 40 anos e pacientes acamados também têm aumento do risco para trombose. • Pacientes que já tiveram embolia pulmonar anteriormente decorrente de trombose venosa têm risco 3 a 4 vezes maior de terem novo episódio. • Pacientes submetidos

Fabio S. Dinamarco

Angiologista, Cirurgião vascular

São Paulo


A trombose venosa ocorre quando um coágulo de sangue gera entupimento de uma veia, podendo acontecer em qualquer parte do corpo. No caso da perna a trombose causa dor forte, inchaço e vermelhidão. A trombose é um problema de saúde sério que precisa ser diagnosticado e tratado rapidamente para evitar possíveis complicações principalmente a embolia para o pulmão, sendo que o médico especialista para tratar a trombose é o cirurgião vascular.

Bárbara Ruivo

Angiologista, Cirurgião vascular

São Paulo


Trombose Venosa Profunda consiste na presença de um coágulo no sistema venoso profundo, dificultando de maneira significativa o retorno venoso e provocando sintomas como dor, inchaço e vermelhidão do membro acometido. Além dos sintomas e riscos locais, existe o risco de deslocamento do coágulo para o pulmão provocando embolia pulmonar.

Ana Bittencourt Detanico

Angiologista, Cirurgião vascular

Goiânia

Agendar uma visita

Trombose Venosa Profunda (TVP). ✏️ É uma doença que se caracteriza pela formação aguda de trombos em veias profundas. Alguns fatores de risco são trombofilias, pós-operatório de grandes cirurgias, câncer, gravidez, imobilidade ou paralisia e idade avançada. O paciente pode se queixar de dor, inchaço e alteração da cor no membro afetado. Ao sentir esses sintomas é importante procurar um médico para realizar o diagnóstico e o tratamento o mais rápido possível a fim de evitar complicações graves.

Jovita Veras

Angiologista, Cirurgião vascular

Fortaleza


A Trombose Venosa Profunda (TVP) é a doença causada pela coagulação do sangue no interior das veias profundas, geralmente no membro inferior. Os sintomas mais comuns são a inchação e a dor. As situações que podem provocar a trombose: cirurgias de médio e grande portes, infecções graves, traumatismo, a fase final da gestação e o puerpério (pós-parto) e qualquer outra situação que obrigue a uma imobilização prolongada. O diagnóstico é através da USG com Doppler. A TVP necessita de tratamento imediato porque o trombo pode se desprender e chegar até o pulmão provocando Embolia Pulmonar. O tratamento mais comum é o uso de heparina de baixo peso molecular e/ou anticoagulantes orais.

Teodorico Neto

Angiologista, Cirurgião vascular

Olinda


A trombose venosa é uma doença que acomete principalmente as veias das pernas, podendo levar a complicações sérias de forma rápida como a embolia pulmonar e a longo prazo como a síndrome pós-trombótica na qual ocorrem alterações graves no membro acometido caso não seja tratada com eficácia e não seja realizado seguimento adequado dos pacientes. As mulheres são as principais acometidas.

Victor Hugo Lauro Soares

Angiologista, Cirurgião vascular

Fortaleza


Trombose Venosa Profunda(TVP) dos membros inferiores ocorre quando há formação de coágulos de sangue dentro de uma veia profunda do membro. Isso causa bloqueio da circulação e dificuldade do retorno sanguíneo ao coração, gerando sintomas como inchaço e dor na perna. Geralmente, é causada por múltiplos fatores de risco associados: longos períodos de imobilidade, cirurgias recentes, trombofilias, câncer, obesidade, varizes, uso de reposição hormonal, uso de anticoncepcionais, dentre outros. O quadro mais grave da doença, ocorre quando o coágulo formado dentro da veia, migra para o pulmão, bloqueando a circulação pulmonar (Embolia Pulmonar), ocasionando falta ar grave, podendo levar à morte.

A trombose Venosa Profunda (TVP) é caracterizada pela formação de coágulos (trombos) dentro das veias profundas dos membros. A obstrução do retorno venoso pode levar a dor e inchaço. A TVP está associada a alteração genética, uso de anticoncepcionais, tabagismo, tumores, cirurgias, traumas e imobilizações prolongadas. No início, pode ocorrer desprendimento do trombo que migra para o pulmão, levando a problemas cardíacos e pulmonares, que pode ser fatal. O Tratamento é com anticoagulantes, que impedem a formação e progressão do trombo. O Uso de meia elástica também é recomendado para evitar a Sd. pós-trombótica, caracterizada por aparecimento tardio de varizes, pigmentação da pele, e úlceras.

A Trombose Venosa Profunda (TVP), conhecida como flebite ou tromboflebite profunda, é a doença causada pela coagulação do sangue no interior das veias - vasos sangüíneos que levam o sangue de volta ao coração - em um local ou momento não adequados (devemos lembrar que a coagulação é um mecanismo de defesa do organismo). As veias mais comumente acometidas são as dos membros inferiores (cerca de 90% dos casos). Os sintomas mais comuns são a inchação e a dor. É uma patologia mais freqüente em pessoas portadoras de certas condições predisponentes - uso de anticoncepcionais ou tratamento hormonal, tabagismo, presença de varizes, pacientes com insuficiência cardíaca, tumores malignos...

Leonardo Carletto Borges

Angiologista, Cirurgião vascular

Natal

Agendar uma visita

A trombose venosa profunda é o resultado de uma coagulação patológica. Em geral, é decorrente da associação de fatores de risco congênito (próprios do indivíduo) e adquiridos. Os principais fatores de risco são: cirurgias e trauma (imobilizações), aumenta com a idade, câncer, obesidade, gravidez e pós-parto, trombose prévia, trombofilias (alterações genéticas ou adquiridas), varizes e viagens de longa distância. Os principais sintomas são a dor e o edema unilateral de um membro inferior. Deve ser imediatamente diagnostica e tratada, a fim de evitar a progressão, a embolia pulmonar e até a morte. O acompanhamento especializado reduzirá as chances de complicações.

Jaison Luiz Argenta

Angiologista, Cirurgião vascular

Brasília


Trombose venosa ocorre quando o sistema de coagulação é ativado sem que haja cortes ou traumas na veia, ocasionando seu entupimento. A trombose deve ser imediatamente diagnosticada e tratada devido ao risco de embolia pulmonar. Hoje existem tratamentos com medicações de uso oral que permitem que alguns pacientes sejam tratados sem necessidade de internação hospitalar.

Ludmila Bertti Coelho

Angiologista, Cirurgião vascular

Brasília

Quais profissionais tratam Trombose venosa?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.