Vaginite - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Especialistas em vaginite

Encontre um especialista em Vaginite na sua cidade:
Viviane Cristine Pissetti

Viviane Cristine Pissetti

Ginecologista

Florianópolis

Carolina Melo Andrade Ico

Carolina Melo Andrade Ico

Ginecologista

Salvador

Marcelo Coradini de Oliveira

Marcelo Coradini de Oliveira

Ginecologista

São Paulo

Everaldo Porto Cunha

Everaldo Porto Cunha

Ginecologista

São Bernardo do Campo

Janaíne Rossoni

Janaíne Rossoni

Ginecologista

Florianópolis

Luiza Helena Assumpção Alencar

Luiza Helena Assumpção Alencar

Ginecologista

Brasília

Perguntas sobre Vaginite

Nossos especialistas responderam a 20 perguntas sobre Vaginite

Bom dia. A conjuntivite, geralmente é uma infecção bacteriana nos olhos, e o tratamento, nesse caso , deve ser feito com antibiotico. Não sei se vc usou apenas local ou se usou antibiotico sistêmico.…
2 respostas

Olá. Sempre siga as orientações do seu médico. Agende a sua consulta de reavaliação e esclareça suas dúvidas.
A sua avaliação clínica através da sua história clínica, suas queixas e exame…
1 respostas

Olá. Sempre siga as orientações do seu médico. Agende a sua consulta de reavaliação e esclareça suas dúvidas.
A avaliação clínica através da história clínica, das queixas e exame físico…
1 respostas

Especialistas falam sobre Vaginite

A vaginite geralmente é causada por uma alteração no equilíbrio normal de bactérias vaginais, uma infecção ou níveis reduzidos de estrogênio após a menopausa. Os sintomas incluem um corrimento vaginal incomum, coceira ou irritação, dor ao urinar e dor durante a relação sexual. Em geral, o tratamento inclui medicamentos para as causas subjacentes. Sendo necessário procurar um medico para avaliação.

Dr. Erastos Brancalhão

Ginecologista

Birigui


É necessário realizar exame físico para avaliar a secreção vaginal, que pode ser patológica ou fisiológica. Também chamado de "corrimento" ou "escorrimento", algumas características indicam necessidade de urgência na avaliação, como: odor fétido (cheiro forte, muitas vezes comparado com cheiro de peixe) e irritação vaginal (como ardência e coceira). Além disso, pode ser classificado de acordo com o tempo de duração, algo agudo (com início recente) ou crônico (que já persiste há alguns meses). É muito importante que se evite a auto-medicação, o que pode piorar a condição ou dificultar seu reconhecimento. Sempre procure auxílio médico.

Viviane Cristine Pissetti

Ginecologista

Florianópolis

Quais profissionais tratam Vaginite?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.