Esquizofrenia e transtornos com características psicóticas - Informações, especialistas e perguntas frequentes

O que é?

A esquizofrenia é uma desordem cerebral crônica e incapacitante. O termo foi criado em 1911 pelo psiquiatra suíço Eugem Bleuler e tem o significado de mente dividida. A condição é apresentada por 1% da população e atinge homens e mulheres na mesma proporção. Ela aparece no final da adolescência ou no início da idade adulta, sempre antes dos 40 anos.

Qual é a causa?

A ciência ainda não conhece o causador da esquizofrenia. Estudos apontam apenas que uma combinação de fatores é necessária para seu desencadeamento. A genética é um deles. Filhos de indivíduos esquizofrênicos apresentam 10% a mais de chances de desenvolvimento da doença que a população em geral. Fatores biológicos como, por exemplo, problemas na gravidez ou complicações no parto que afetem o desenvolvimento do sistema nervoso, podem ajudar no desenvolvimento de seu quadro. Estudos feitos com a utilização de aparelhos de ressonância magnética e tomografia computadorizada mostram pequenas alterações cerebrais com diminuição, ainda que pequena, de algumas áreas do cérebro. O ambiente também é listado como possível colaborador para deflagrar a doença. O estresse, o uso de drogas, a alimentação e outros fatores sociais colaborariam para o desenvolvimento da esquizofrenia.

Quais os sintomas?

Muitos são os sintomas vinculados à esquizofrenia. Os principais são:

- delírios: o doente crê em ideias falsas, ilógicas ou até mesmo irracionais com a mais absoluta convicção. Acredita estar sendo perseguido ou observado o tempo todo. Suspeita de vizinhos ou mesmo de pessoas desconhecidas que encontra na rua.

- alucinações: o portador de esquizofrenia tem percepções que, na realidade, não existem. As alucinações auditivas são as mais comuns. Ele ouve vozes que fazem comentários sobre suas atividades. Muitas vezes, as vozes dão ordens de como ele deve agir em determinadas circunstâncias. Alucinações visuais, táteis e olfativas também já foram registradas.

- pensamento desorganizado: O doente fala de maneira ilógica e desconexa. Demonstra incapacidade de organizar seus pensamentos. Algumas vezes, o esquizofrênico acredita que seus pensamentos podem ser lidos e suas ideias roubadas. Ou mesmo ideias de outras pessoas podem ser inseridas em sua mente.

- alterações da afetividade: o portador de esquizofrenia tem dificuldade em expressar seus sentimentos. Por vezes, é incapaz de demonstrar qualquer sentimento. Em outras vezes, apresenta comportamento inadequado em relação ao contexto que se encontra.

- comportamento agressivo: os pacientes podem agir de forma impulsiva ficando extremamente agitados. Nessas situações, apresentam riscos de suicídio ou de agredir outras pessoas.

- falta de disposição: em outros momentos, o paciente fica apático. Não fala, se isola, não realiza das tarefas do dia a dia.

Como fazer o diagnóstico?

Não há qualquer exame laboratorial capaz de confirmar o diagnóstico de esquizofrenia. Ele só pode ser feito durante as manifestações da doença

Qual o tratamento?

Como não há cura, os tratamentos visam apenas controlar a doença. Boa parte dos pacientes precisa utilizar medicamentos antipsicóticos ou neurolépticos por toda a vida para evitar crises. A psicoterapia também é utilizada.

Especialistas em esquizofrenia e transtornos com características psicóticas

Encontre um especialista em Esquizofrenia E Transtornos Com Características Psicóticas na sua cidade:
Douglas Motta Calderoni

Douglas Motta Calderoni

Psiquiatra

São Paulo

Tatiane Maiochi Cunha

Tatiane Maiochi Cunha

Psiquiatra

Curitiba

Felipe Machado

Felipe Machado

Psiquiatra

Cotia

Vitoria Oliveira Reis

Vitoria Oliveira Reis

Psiquiatra, Terapeuta ocupacional

São Paulo

Luis Falivene Roberto Alves

Luis Falivene Roberto Alves

Psiquiatra

Campinas

Tiago Lenz De Brum

Tiago Lenz De Brum

Psiquiatra

Concórdia

Perguntas sobre Esquizofrenia e transtornos com características psicóticas

Nossos especialistas responderam a 61 perguntas sobre Esquizofrenia e transtornos com características psicóticas

 Dirk Belau
Dirk Belau
Psicanalista, Psicólogo
São Paulo
Primeiro, efetivamente lê-se que certos hackers usariam a câmera de um computador para olhar sem serem convidados. Segundo, eu gostaria lhe dar uma resposta um pouco pedagógica e peço a sua compreensão…
4 respostas

A psicose é um fenômeno onde geralmente há uma alteração da forma como interpretamos a realidade ao nosso redor, mais comumente de forma ameaçadora ou autorreferente. Não é muito comum vermos…
4 respostas

 Danilo Alves da Cruz
Danilo Alves da Cruz
Psicanalista
Campinas
Estou de acordo com o Psiquiatra Emerson R. Barbosa. E reforço a importância de um diagnóstico diferencial. Este sempre será feito com excelência por profissional capacitado e que se autorize…
3 respostas

Especialistas falam sobre Esquizofrenia E Transtornos Com Características Psicóticas

O indivíduo em surto psicótico apresenta grande mudança comportamental com agitação, pensamento desorganizado com idéias sem sentido e irreais (ex: supeita de que as pessoas estão tramando algo contra si) que não cedem nem mesmo com argumentação lógica, alterações dos sentidos - ouve vozes falando consigo ou entre elas, vêem pessoas, bichos, etc, tem sensações de toques ou de que algo se mexe em seu corpo, sentem cheiros ou gostos estranhos. Após o surto, o quadro que se manifesta é de isolamento, falta de iniciativa / interesse /engajamento em atividades, fala pouco, não demonstra afeto, tem pior desempenho em atividades que fazia antes. A medicação é essencial para controle da doença.

Rafael Ventura Lima

Psiquiatra

Santo André - Pb


Transtorno psiquiátrico crônico, com prognóstico reservado e que necessita do diagnóstico realizado por médico psiquiatra após tempo mínimo de 06 meses de acompanhamento ou história evolutiva. Necessita de tratamento psicofarmacológico podendo complementar com Estimulação Magnética Transcraniana com a finalidade de diminuição da "escuta de vozes" (alucinação audioverbal) e do consequente diminuição do sofrimento psíquico para o paciente.

Fuad Baida Marina

Psiquiatra

São José do Rio Preto


Sensações diferentes de imagens ou sons (alucinações). Percepçoes distorcidas da realidade (delírios), como de perseguiçao. Esses são sintomas chamados de psicóticos, presentes em diversas patologias na psiquiatria, do transtorno de humor à esquizofrenia, e que causam grande pertubação. O diagnóśtico precoce e tratamento medicamentoso adequados protegem o paciente da evolução negativas dos sintomas que podem se tornar irrreversíveis quando não tratados.

Raphael Luna

Psiquiatra

Belém

Quais profissionais tratam Esquizofrenia e transtornos com características psicóticas?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.