Halitose - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Não descuide da sua saúde

Escolha a consulta online para iniciar ou continuar o seu tratamento sem sair de casa. Se precisar, você também pode marcar uma consulta no consultório.

Mostrar especialistas Como funciona?

Especialistas - halitose

Ana Cristina Pesquero

Ana Cristina Pesquero

Dentista

Goiânia

Mohamad Bahmad

Mohamad Bahmad

Otorrino

Brasília

Claudia Starling

Claudia Starling

Dentista

Belo Horizonte

Wille Fernando Annies

Wille Fernando Annies

Dentista

Curitiba

Paula Ido

Paula Ido

Dentista

Campinas

Jessica Scolari Miranda

Jessica Scolari Miranda

Dentista

Belo Horizonte

Perguntas sobre Halitose

Nossos especialistas responderam a 28 perguntas sobre Halitose

Olá. O ideal seria procurar um otorrinolaringologista para verificar se pode ser uma sinusopatia, por exemplo, ou outa causa relacionada à seios da face, garganta ou até mesmo língua...
2 respostas


O refluxo gastroesofágico gera descamação das mucosas bucal e do trato digestivo, com grande potencial para gerar alteração do hálito do paciente também por esse motivo. É fundamental fazer uma…
2 respostas


Os caseos ou caseum amigdalianos são debris celulares e restos alimentares que se depositam nas criptas amigdalianas;
A resolução por completa se dá pela cirurgia de remoção das amígdalas…
3 respostas

Especialistas falam sobre Halitose

As causas bucais correspondem de 92,7% a 96,2% dos casos de mau hálito, segundo o profissional. A saburra lingual lidera como o principal motivo da halitose. Em segundo lugar entram as doenças periodontais. “A saburra ou biofilme lingual é uma placa bacteriana esbranquiçada ou amarelada que se forma no fundo da língua e doença periodontal são as que acometem a gengiva, osso de suporte dos dentes e as fibras do ligamento (que unem gengiva, dente e osso)”. O mau hálito também pode ser decorrente de fatores externos à boca, apesar da incidência ser bem menor, de 3,8% a 7,3% dos casos. "As causas da halitose extrabucal mais comuns são pela ingestão de alimentos que alteram o odor do hálito

5 orientações para tratamento da halitose (mau hálito): Escovar a língua e remover a sabura com limpador de língua diariamente; Realizar gagarejos com água. Evitar uso de anti-sépticos bucais com álcool; Escovar os dentes e usar fio dental após as refeições; Tomar bastante água; Evitar tabagismo, etilismo e ingestão de alimentos condimentados com muito alho e cebola.

A Halitose, ou mau hálito, geralmente é causado por problemas bucais. Dentre estes problemas, estão a cárie, a doença periodontal (periodontite), a xerostomia (boca seca) e o acúmulo de resíduos e bactérias sobre a língua. Um profissional capacitado poderá diagnosticar o real motivo da halitose para cada paciente.

Rowan Vilar

Dentista

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Halitose é sinal de um desequilíbrio e não é uma doença. Para o correto diagnóstico é necessário uma avaliação detalhada e exames específicos como: sialometria (exame da saliva), avaliação organoléptica (considerado o teste padrão ouro-avaliação do ar exalado) e halitometria (aparelho halimeter ou o oral chroma).

Quais profissionais tratam Halitose?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.