Halitose - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Não descuide da sua saúde

Escolha a consulta online para iniciar ou continuar o seu tratamento sem sair de casa. Se precisar, você também pode marcar uma consulta no consultório.

Mostrar especialistas Como funciona?

Especialistas - halitose

Bruna Letícia Butzke

Bruna Letícia Butzke

Otorrino

Lajeado

Felipe Arnaud Dantas de Medeiros

Felipe Arnaud Dantas de Medeiros

Otorrino, Médico do sono

Natal

Ely Issac Mizrahi

Ely Issac Mizrahi

Otorrino

São Paulo

Leandro Morioka

Leandro Morioka

Otorrino

Jataí

Andrea Vieira Laercio Pontes

Andrea Vieira Laercio Pontes

Dentista

Fortaleza

Silvania Barcelos

Silvania Barcelos

Dentista

Belo Horizonte

Perguntas sobre Halitose

Nossos especialistas responderam a 32 perguntas sobre Halitose

Sim, a halitose pode ter outros fatores associados ao seu problema genético, que possa estar causando seu incomodo. Espero ter ajudado na sua dúvida .
1 respostas

sim, é normal. a amigdala tem alguns poros e neles vao acumulando restos de alimentos e formando os caseum.
Em alguns casos eles podem inflamar e propiciar a amigdalites ou geral mal hálito…
1 respostas

Olá, boa noite! Infelizmente, sim, é possível que haja deposição de matéria orgânica em reentrâncias da mucosa da faringe, mesmo após a retirada da amigdala. Isso não é comum, por isso sugiro…
1 respostas

Especialistas falam sobre Halitose

As causas bucais correspondem de 92,7% a 96,2% dos casos de mau hálito, segundo o profissional. A saburra lingual lidera como o principal motivo da halitose. Em segundo lugar entram as doenças periodontais. “A saburra ou biofilme lingual é uma placa bacteriana esbranquiçada ou amarelada que se forma no fundo da língua e doença periodontal são as que acometem a gengiva, osso de suporte dos dentes e as fibras do ligamento (que unem gengiva, dente e osso)”. O mau hálito também pode ser decorrente de fatores externos à boca, apesar da incidência ser bem menor, de 3,8% a 7,3% dos casos. "As causas da halitose extrabucal mais comuns são pela ingestão de alimentos que alteram o odor do hálito

5 orientações para tratamento da halitose (mau hálito): Escovar a língua e remover a sabura com limpador de língua diariamente; Realizar gagarejos com água. Evitar uso de anti-sépticos bucais com álcool; Escovar os dentes e usar fio dental após as refeições; Tomar bastante água; Evitar tabagismo, etilismo e ingestão de alimentos condimentados com muito alho e cebola.

A Halitose, ou mau hálito, geralmente é causado por problemas bucais. Dentre estes problemas, estão a cárie, a doença periodontal (periodontite), a xerostomia (boca seca) e o acúmulo de resíduos e bactérias sobre a língua. Um profissional capacitado poderá diagnosticar o real motivo da halitose para cada paciente.

Rowan Vilar

Dentista

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Halitose é sinal de um desequilíbrio e não é uma doença. Para o correto diagnóstico é necessário uma avaliação detalhada e exames específicos como: sialometria (exame da saliva), avaliação organoléptica (considerado o teste padrão ouro-avaliação do ar exalado) e halitometria (aparelho halimeter ou o oral chroma).

Sylvia Lessa Bini

Dentista

Belo Horizonte

Quais profissionais tratam Halitose?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.