Incontinência urinária por estresse - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Não descuide da sua saúde

Escolha a consulta online para iniciar ou continuar o seu tratamento sem sair de casa. Se precisar, você também pode marcar uma consulta no consultório.

Mostrar especialistas Como funciona?

Especialistas - incontinência urinária por estresse

José Boto Cruz

José Boto Cruz

Ginecologista

Sobral

Rebecca Sotelo Pinheiro da Silva

Rebecca Sotelo Pinheiro da Silva

Ginecologista

Rio de Janeiro

Renata Volcan Almeida

Renata Volcan Almeida

Ginecologista

Porto Alegre

Guilherme Athayde Veloso Abib

Guilherme Athayde Veloso Abib

Urologista

Cachoeiro de Itapemirim

Fernando Antonio Pinheiro Ramalho

Fernando Antonio Pinheiro Ramalho

Urologista

Belo Horizonte

José Gonçalves Cordeiro filho

José Gonçalves Cordeiro filho

Urologista

Teresina

Perguntas sobre Incontinência urinária por estresse

Nossos especialistas responderam a 1 perguntas sobre Incontinência urinária por estresse

Este fato fica mais evidente quando o paciente procura um médico e este passa diversos medicamentos, em momentos diferentes e mesmo assim o problemas não é resolvido. Assim como a incontinência…
3 respostas

Especialistas falam sobre Incontinência Urinária Por Estresse

A incontinência urinária por estresse ou por esforço ocorre no momento em que há um esforço físico que aumenta a pressão intra abdominal, e essa pressão se reflete no assoalho pélvico. Essa perda de urina pode ocorrer no momento da tosse, espirro, risada, caminhada, corrida, carregar um peso ou relação sexual. A Fisioterapia Pélvica com seus recursos e exercícios específicos trabalha para a conscientização e fortalecimento da musculatura do assoalho pélvico que tem por função a continência urinária, além da continência fecal, manter as vísceras no lugar e participar da atividade sexual.

Quais profissionais tratam Incontinência urinária por estresse?

Pesquisas relacionadas


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.