Raiva - Informações, especialistas e perguntas frequentes

O que é a raiva?

A raiva é uma doença infecciosa causada por um vírus da família rhabdovirus, caracterizado por ter uma predileção especial pelo sistema nervoso.

É uma doença comum?

A raiva é uma doença com distribuição mundial, é porque há um reservatório animal variado e difícil de erradicar.

Estima-se que a cada ano morrem no mundo 25.000 pessoas infectadas com o vírus da raiva. Também somos obrigados a vacinar mais de meio milhão de pessoas anualmente.

Como a doença é?

A principal via de transmissão da doença é a saliva de um animal infectado com vírus da raiva, seja como resultado de uma mordida, lambida ou ferida na pele.

A raiva é incluída em um grupo de doenças chamado zoonoses, ou seja, doenças transmitidas dos animais vertebrados para o homem ou animal ou doenças comuns aos vertebrados e o homem. Atualmente mais de 150 zoonoses são conhecidas.

Embora praticamente todos os animais de sangue quente são suscetíveis à raiva, geralmente a transmissão da doença ocorre através de dois modelos: o urbano e o da selva. O primeiro modelo é composto por cães ou gatos não são imunes à doença, e o segundo, lobos, raposas, macacos, chacais, coiotes e morcegos infectados pelo vírus.

O mecanismo de transmissão varia de um continente para outro. Por exemplo, na Europa, o reservatório são raposas selvagens e lobos constituintes, enquanto que na América são os morcegos e gambás.

O que acontece quando o vírus entra no nosso corpo?

O vírus geralmente entra no corpo através de uma mordida, de onde se espalha pelo corpo através dos nervos, atingindo o sistema nervoso central (medula espinhal e cérebro). Ele se multiplica, isto é, gera novos vírus com infecciosidade, e se espalha para os pulmões, fígado ...

Quais são os sintomas da doença?

Período de incubação

Inicialmente há um período de incubação, geralmente de duração entre um e três meses. Durante esta fase o paciente não apresenta quaisquer sintomas. Então, durante um ou dois dias, o paciente tem febre, mal estar, dor de cabeça, náuseas, vômitos e um monte de nervosismo, sendo o senso comum que ele esteja sofrendo de dormência, dificuldade em respirar ou problemas com a deglutição. É normalmente nesta fase, quando não há consulta a um médico.

Período de excitação

Isto é seguido por um período de excitação, em que o paciente pode ter grande agitação, alucinações e até convulsões, a respiração é muito irregular, com salivação espumosa, espasmos musculares da laringe, quando o paciente vê a água, que em termos médicos é expresso como hidrofobia.

Período paralítico 

Se o paciente não morrer de parada cardíaca, há o período de final ou paralítica, que apresenta uma paralisia das extremidades.

Assim, em um período de tempo normalmente não superior a duas semanas, uma pessoa infectada com vírus da raiva acaba morrendo inexoravelmente.

Qual é o prognóstico?

É muito escuro, após o início da morte doença ocorre em praticamente 100% dos pacientes.

Existe um grupo de pessoas que têm maior risco para esta doença?

Determinados grupos da população estão em maior risco de exposição ao vírus da raiva, é espeleólogos (porque eles podem ter contato com morcegos infectados) e de pessoal relacionados com animais infectados (veterinários, pessoal de laboratório, os caçadores, guardas florestais, pessoal do jardim zoológico, etc) .. Todos estes grupos devem ter medidas específicas de prevenção.

Existe algum tipo de prevenção?

Profilaxia da raiva é a prevenção ou com base em duas medidas: a vacinação e a administração de imunoglobulina anti-rábica.

A vacina é feita a partir de vírus morto, e faz com que a nossa resposta do sistema imunológico gere anticorpos (defesas seletivamente dirigidas contra o vírus da raiva).

A imunoglobulina  anti-rábica humana envolve a administração de anticorpos para trazer um mecanismo de defesa (não é necessário para o nosso corpo produzi-lo), sendo de fundamental importância em casos graves e, como vacinação suplementar.

Que passos devem ser tomados após a mordida de um animal suspeito de estar infectado?

O primeiro passo deve ser feita é lavar o ferimento com água e sabão, em seguida, aplique álcool ou tintura de iodo, é aconselhável a sutura da ferida cirúrgica.

Deverá tomar a vacina anti-rábica com três doses, uma no dia de exposição, uma vez por semana e nas últimas três semanas. Também deve ser dada imunoglobulina da raiva humana, no caso de fundos não estão disponíveis a primeira dose da vacina deve ser o dobro ou o triplo da quantidade normal.

Será que a população em geral deve ser vacinada contra a raiva?

Uma vez que esta é uma doença excepcional de vacina anti-rábica não está coberto pelo programa de vacinação em vigor. Vacinação anti-rábica é realizada somente em grupos de alto risco ocupacional (veterinários, pessoal de laboratório, zoológicos, espeleólogos) ou de passageiros em áreas de selva. A vacinação é a administração de três doses, a segunda dose uma semana após o primeiro eo terceiro mês após a administração da primeira, recomendando uma dose de reforço de três anos somente se o risco de infecção persiste.

Existe um tratamento eficaz para as pessoas infectadas?

Infelizmente não existe tratamento medicamentoso específico contra a raiva, uma vez iniciada a doença ou de vacinação ou o uso de imunoglobulina específica parar o curso da doença, as medidas só são baseados na terapia intensiva de suporte respiratório e cardíaco ao paciente.

Vampirismo e raiva

Vários autores têm observado a grande semelhança entre alguns sintomas de pacientes infectados com o vírus da raiva com as descrições clássicas das pessoas afectadas por vampirismo, também existem em ambos os iniciar uma comum para o início dos sintomas: a mordida de um morcego.

Especialistas em raiva

Encontre um especialista em Raiva na sua cidade:
Fernando Gatti de Menezes

Fernando Gatti de Menezes

Infectologista

São Paulo

Ledivia Sampaio N Espinheira

Ledivia Sampaio N Espinheira

Infectologista

Salvador

Maria Cristina Gama de Oliveira

Maria Cristina Gama de Oliveira

Infectologista

Rio de Janeiro

Carolina Arana Stanis Schmaltz

Carolina Arana Stanis Schmaltz

Infectologista

Rio de Janeiro

Talib Moyses Moussallen

Talib Moyses Moussallen

Infectologista

Vitória

Perguntas sobre Raiva

Nossos especialistas responderam a 38 perguntas sobre Raiva

Dra. Keilla Mara Freitas
Dra. Keilla Mara Freitas
Infectologista
São Paulo
não é risco. não tem indicação de receber vacina contra a raiva.
1 respostas

Dra. Keilla Mara Freitas
Dra. Keilla Mara Freitas
Infectologista
São Paulo
Não é necessária nenhuma conduta adicional apenas por ter entrado em contato com sangue de cachorro.
1 respostas

Dra. Jaqueline Potratz
Dra. Jaqueline Potratz
Neurologista
Londrina
A raiva é uma doença zoonótica que pode ser transmitida por mordedura, arranhadura na pele ou por lambedura em mucosas.
Os principais transmissores da doença na área urbana são os cães…
1 respostas

Quais profissionais tratam Raiva?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.