Transtorno obsesivo compulsivo (toc) - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Telemedicina disponível!

Agende uma consulta à distância com qualquer especialidade e seja atendido sem sair de casa.

Mostrar especialistas Como funciona?

Especialistas - transtorno obsesivo compulsivo (toc)

Encontre um especialista na sua cidade:
Denise Vilas Boas

Denise Vilas Boas

Psicólogo

Fortaleza

Sheila Hauck Barbosa

Sheila Hauck Barbosa

Psiquiatra

São Paulo

Simone M de Almeida

Simone M de Almeida

Psicólogo

São Paulo

Fenelon Laba Da Costa

Fenelon Laba Da Costa

Psiquiatra

Curitiba

Renata Camargo

Renata Camargo

Psicólogo

Camaquã

Perguntas sobre Transtorno obsesivo compulsivo (toc)

Nossos especialistas responderam a 176 perguntas sobre Transtorno obsesivo compulsivo (toc)

Bom dia, sim é possivel, porém é preciso se tratar com a psicoterapia, pode ser um tratamento um pouco mais prolongado mas vai ajudar muito. Entre as terapias mais adequadas para tratar TOC é…
29 respostas

Efeito colateral são efeitos que a medicação tem, além do efeito principal. Não tomar medicação, por definição, não tem como ter "efeito colateral". Se sua pergunta é se pode haver…
2 respostas

A sertralina é indicada para o tratamento de Transtornos Ansiosos. A medicação tem um prazo para fazer efeito. Ainda é muito cedo para se obter a resposta desejada. Não se pode afirmar que…
2 respostas

Especialistas falam sobre Transtorno Obsesivo Compulsivo (TOC)

O TOC se caracteriza por pensamentos recorrentes dos quais a pessoa não possui controle e são repulsivos, conflitantes com sua moral; e comportamentos que o indivíduo reconhece como absurdos ou exagerados. Pode estar relacionados a checagem, perfeccionismo, superstição, organização excessiva, contaminação de sujeiras, medo de contrair doenças, pensamentos (de conteúdo relacionado a violência, blasfêmia ou sexualidade), repetições (inclusive mentais), acúmulo de objetos sem utilidade. Sabe-se que o neurotransmissor Serotonina está implicado em sua causa e que o córtex frontal e os gânglios da base são regiões cerebrais mais afetadas. O transtorno é tratável com medicação e terapia.

Rafael Ventura Lima

Psiquiatra

São Paulo


Pensamentos que não saem da mente acompanhados de rituais complexos e rígidos comprometem a qualidade de vida de quem tem transtorno obsessivo compulsivo.Trata-se de um quadro de difícil manejo, marcado por pensamentos inconvenientes que invadem a cabeça sem aviso prévio. Eles são seguidos por um rito ou um comportamento repetido, que serve de escape para acalmar a mente.

Segundo os critérios do DSM-IV, o TOC é descrito como um transtorno psiquiátrico caracterizado pela presença de obsessões e/ou compulsões, capazes de interferir com o funcionamento normal do indivíduo. Essas obsessões ocorrem por no mínimo uma hora por dia, promovendo significativo sofrimento ou comprometimento social para o indivíduo.O tratamento psicoterápico na abordagem da Gestalt-terapia para o portador desse transtorno irá propor por meio de recursos,técnicas criativas e eficientes,facilitando assim,o desenvolvimento do auto-suporte,a capacidade de fazer escolhas, digerir e a organização da própria existência,criando e descobrindo sua própria personalidade.

Monica Elisiario

Psicólogo

Belo Horizonte

Agendar uma visita

É uma condição no qual o indivíduo experimenta idéias intrusivas. Está associado a sentimento de medo, angu´stia, e estresse contantes, tornando-se um problema do dia a dia da pessoa, afetando negativamente a qualidade de vida da pessoa. Na psicoterapia o trabalho do sintoma é feito de uma forma mais dirigida, com exercícios práticos a serem realizados durante a semana. Mas poderá haver em alguns casos, situações onde o trabalho de acolhimento seja maior do que o trabalho mais prático.

Cátia Cilene Torres Castilho

Psicólogo, Terapeuta complementar

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

O Transtorno Obsessivo Compulsivo se caracteriza pela presença de obsessões e/ou compulsões que consomem tempo ou interferem de forma significativa nas rotinas diárias do indivíduo, no seu trabalho, na sua vida familiar ou social, causando muito sofrimento.

O transtorno obsessivo compulsivo(TOC) deve ser tratado com uma técnica conhecida com Exposição com Parada de Resposta (EPR). Ela consiste basicamente em expor o paciente à situação que ele evita e trabalhar para que o paciente não caia na tentação de agir compulsivamente. Vamos a um exemplo prático bem reduzido: uma pessoa que tenha compulsão de lavar as mãos sempre que pega em uma maçaneta de porta. Então, com auxílio do terapeuta esse paciente iria pegar na maçaneta e simplesmente não iria lavar as mãos. Ele só poderia lavar as mãos quando não estivesse mais ansioso. Esse tratamento tem sido o mais eficaz para tratar TOC.

Ricardo Daud Amadera

Psicólogo

São Paulo


Para ser caracterizado TOC, é necessário que haja obsessões ou compulsões graves o suficiente para causar um sofrimento ao paciente. Obsessões são pensamentos, sentimentos, ideias recorrentes e intrusivas (ou seja, invasivas, difíceis de controlar). Já a compulsão é um comportamento consciente, como contar, verificar, evitar, feito de forma a diminuir a angústia causada pela obsessão. O TOC é muito mais comum em crianças e adolescentes do que se imaginava. Na população em geral, o TOC é o quarto diagnóstico psiquiátrico mais comum. Para o tratamento, é necessário o uso de medicamentos, orientação familiar e acompanhamento psicopedagógico e psicoterápico para melhorar a autoestima.

Pedro Henrique Costa Meneses

Psiquiatra

Vitória


O TOC se caracteriza pela presença de obsessões e compulsões. Obsessões são pensamentos, ideias, impulsos ou imagens indesejadas que se repetem constantemente. As compulsões são comportamentos ou respostas mentais repetitivas usadas na tentativa de aliviar o sofrimento. O TOC quando não é tratado pode levar a pessoa a desenvolver outros transtornos e a piorar os sintomas obsessivos.

Nevile Luiz Turatti

Psicólogo, Sexólogo

Sinop

Agendar uma visita

O Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) é caracterizado por ideias, imagens ou pensamentos intrusivos, indesejáveis e recorrentes, ou impulsos que parecem tolos, sobrenaturais, sórdidos, ou horríveis e que causam extrema ansiedade e aflição (obsessões), ou por urgências em fazer algo que vá diminuir o desconforto devido às obsessões (compulsões). As obsessões mais comuns são a contaminação, dúvida, perda e agressividade. As pessoas com TOC se sentem compelidas à executar comportamentos intencionais, repetitivos, propositais, chamados de rituais para equilibrar suas obsessões: lavando-se devido à contaminação, checar, esconder coisas, duvidar, contar, organizar, repetir palavras, etc.

O transtorno obsessivo compulsivo caracteriza-se pela presença de obsessões (pensamentos repetitivos com conteúdo de dúvida sobre temas diferentes que geram ansiedade) e compulsões (comportamentos realizados em resposta às obsessões com intuito de aliviar a ansiedade gerada). O transtorno causa grande sofrimento e leva a pessoa a consumir até horas de seu dia com os rituais (lavagem das mãos, limpeza, organização da casa, checagem) com grande sofrimento. O tratamento envolve uso de medicação e terapia de exposição com prevenção de resposta. O paciente é exposto ao objeto que gera ansiedade, de maneira gradual e controlada com bons resultados.

Caio Magno Matos De Almeida

Psiquiatra

São Paulo


A questão da neurose obsessiva coloca o sujeito em uma série de rituais de comportamentos, ideias e pensamentos repetitivos que, muitas vezes, o impede de fazer suas atividades regulares e de se relacionar livremente com as demais pessoas. O tratamento recomendado é a psicoterapia/análise com um psicanalista.

Nadir Lara Junior

Psicanalista, Psicólogo

Curitiba

Agendar uma visita

O TOC é um transtorno de ansiedade no qual os aspectos principais são a ocorrência repetida de obsessões e/ou compulsões de gravidade suficiente a ponto de consumir mais de 1 hora por dia e/ou causar sofrimento acentuado ou prejuízo funcional. As obsessões são normalmente associadas a uma elevação da ansiedade, sofrimento e culpa, acompanhadas por uma compulsão que visa reduzir ou eliminar a ansiedade ou desconforto causado pela obsessão. A terapia cognitiva é muito efetiva para o tratamento do TOC, pois ensina o paciente a enfrentar o distúrbio entre as sessões.

Fabio Souza

Psicólogo

São Paulo


O TOC (Transtorno obsessivo-compulsivo) é um dos transtornos de ansiedade mais comuns juntamente com as Fobias e o Transtorno de Pânico. A terapia cognitivo-comportamental ( TCC ) tem se caracterizado como a psicoterapia de maior eficácia no tratamento do TOC.

O Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC), é uma doença crônica que tem como sintomas a presença de “manias” e/ou obsessões. Para ignorá-los e neutralizá-los o indivíduo realiza rituais, compulsões ou por meio de evitações. Os tipos mais comuns de obsessão são: preocupação com simetria; sujeira ou limpeza excessiva; germes ou contaminação; fazer verificações; doenças; pecado; culpa entre outros. A psicoterapia tem a finalidade de ensinar o individuo formas diferentes de pensar, se comportar e reagir, elaborando situações que a ajude a sentir menos ansiedade/medo, sem a presença dos pensamentos obsessivos ou compulsivos.

Jack Leite

Psicólogo

São Paulo

Agendar uma visita

Pensamentos intrusivos, recorrentes e que ocasionam em grande angústia, associado, em muitos casos, a atitudes repetidas para que esses pensamentos logo saiam. Assim sente a pessoa portadora do Transtorno Obsessivo Compulsivo - TOC. Erroneamente vinculado a simples atos do cotidiando, como o "excesso de organização", o TOC pode estar presente, inclusive, em crianças, causando desde cedo limitações importantes que necessitam de tratamento com o psiquiatra para serem remitidos e eliminados.

Raphael Luna

Psiquiatra

Belém


O TOC é um transtorno mental incluído no Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais, quinta edição (DSM-5), da APA.O TOC é um transtorno no qual estão presentes alterações no pensamento (obsessões), no comportamento (compulsões ou rituais e evitações) e emocionais (ansiedade, medo). Também é muito frequente o aumento do foco da atenção nos objetos, nos lugares e nas pessoas que despertam as obsessões ― a hipervigilância ― bem como a indecisão e a lentidão para realizar certas tarefas.

Nesse Transtorno Mental, a pessoa apresenta ideias recorrentes que não quer ter, que independem da sua vontade e das suas crenças e que causam grande desconforto. Um exemplo bem comum é por exemplo achar que não trancou uma porta quando sabe que acabou de trancar, achar que mãos estão sujas quando as vê limpas ou acabou de lava-las. Existem tratamentos que podem trazer alivio dos sintomas, envolvendo psicoterapia, psicoeducação, envolvimento familiar e medicamentos específicos.

Sergio De Arruda Brotto

Psiquiatra

São Paulo


As apresentações clínicas do TOC são diversas, algumas vezes bastante particulares. As obsessões e compulsões podem ser preocupações exageradas e atos excessivos de limpeza, organização, contagem ou verificações, por exemplo. Pensamentos e comportamentos relativos a assuntos considerados constrangedores ou vergonhosos também podem ocorrer. No TOC, os pensamentos e comportamentos repetitivos fogem do controle. Ao longo do tempo, isso causa significativo sofrimento íntimo e pode prejudicar o trabalho, interferir na vida social e comprometer a qualidade de vida. Felizmente, a boa notícia é que existem tratamentos eficazes e seguros para o TOC.

Renan Rocha

Psiquiatra

Criciúma


O Transtorno obsessivo Compulsivo - TOC é um transtorno mental que se caracteriza pela presença de Obsessões ( pensamentos , imagens ou impulsos indesejáveis ) e ou Compulsões ( atos físicos ou mentais realizados para de afastar as obsessões). Para que seja caracterizado como um transtorno, é necessário que as obsessões ou compulsões consumam mais de uma hora por dia, causando desconforto e atrapalhando a vida social, familiar, profissional, acadêmica e outras áreas da vida do indivíduo.

O Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) apresenta sintomas como: pensamentos, impulsos ou imagens recorrentes e intrusivos que causam acentuada ansiedade ou sofrimento; a pessoa tenta ignorar os pensamentos, impulsos ou imagens ou neutralizá-los com algum outro pensamento ou ação; comportamentos repetitivos (p.ex. lavar as mãos, organizar, verificar) ou atos mentais (p. ex. orar, contar ou repetir palavras em silêncio) que a pessoa se sente forçada a executar em resposta a um pensamento. A TCC para o TOC visa promover a melhora nos sintomas obsessivos e compulsivos e o alívio da ansiedade através da modificação de crenças errôneas das obsessões, bem como tentativas de controlar a obsessão.

O Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) é uma doença que costuna trazer muito sofrimento para as pessoas que sofrem com esses sintomas. Os pensamentos que invadem e mente sem pedir licença e os comportamentos feitos na tentativa de aliviar a ansiedade causada pelo pensamento são característicos da doença. Normalmente o tratamento farmacológico traz alívio substancial dos sintomas e melhora muito a qualidade de vida de quem sobre com esse problema.

Geraldo Moreira

Generalista

Recife


Até Freud criar a categoria psicopatológica retirando-a do campo da psicose (P. Pinel a definia como "Mania sem delírio"), e introduzir o termo, "Obsessivo" eram até trancados em manicômios. A psicanálise desde então tem tratado a neurose obsessiva com sucesso e remissão de sintomas, até hoje sem necessidade de medicamento. Foi após isso, que a psiquiatria cooptou o termo, criando a sigla TOC, e enquadrando-a na categoria dos transtornos, voltando a receitar medicamento, e reduzindo o tratamento psicológico ao comportamental que não atua sobre a causa psíquica. O método psicanalítico segue eficaz.

Frederico Bernardo De Oliveira Muller

Psicanalista, Psicólogo

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Pensamentos excessivos (obsessões) que levam a comportamentos repetitivos (compulsões). O transtorno obsessivo-compulsivo é caracterizado por pensamentos e medos irracionais (obsessões) que levam a comportamentos compulsivos. O TOC costuma se concentrar em temas como o medo de germes ou a necessidade de organizar os objetos de uma maneira específica. Os sintomas geralmente começam de modo gradual e variam ao longo da vida. O tratamento inclui psicoterapia

Victor Rosa

Psicólogo

Niterói


O TOC se caracteriza por obsessões e/ou compulsões recorrentes que prejudicam muito o funcionamento cotidiano. As obsessões são 'ideias, pensamentos, impulsos ou imagens considerados intrusivos e inadequados, e que geram ansiedade ou aflição intensa. Entre as obsessões comuns, estão pensar repetidas vezes sobre ter prejudicado os outros, sobre contaminações e duvidar sobre ter fechado a porta de casa. As compulsões são 'comportamentos ou atos mentais repetitivos cujo objetivo é prevenir ou reduzir a ansiedade ou a aflição'. Entre as compulsões mais comuns estão lavar as mãos, verificar e contar objetos com demasiada frequência. (Franklin; Foa, 2009).

Igor Costa

Psicólogo

Salvador


O transtorno obsessivo-compulsivo consiste na combinação de obsessões e compulsões. As obsessões são ideias ou imagens que vem à mente da pessoa repetidamente, de maneira insistente e à revelia de sua vontade. Os temas dessas ideias invasivas podem ser extremamente variados, entretanto, em grande número de casos dizem respeito à higiene, contaminação, transmissão de doenças, organização de coisas, catástrofes, pecados etc. As obsessões enraízam-se na consciência da pessoa e parecem ter vida própria, levando às compulsões, que são comportamentos estereotipados, desagradáveis e inúteis, que fazem com que a pessoa fique muito ansiosa se os executar.

Ana Lúcia Pereira

Psicólogo

São Paulo


Realizo infusões de Cetamina para o tratamento do Transtorno Obsessivo Compulsivo que não teve resolução com o tratamento convencional. Faço infusões por veia da medicação Cetamina dentro de ambiente hospitalar com doses ajustadas à resposta da pessoa.

Tiago Gil

Anestesiologista

São Paulo


O Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC) é um transt. comum, crônico e duradouro. Obsessões São pensamentos repetidos, impulsos ou imagens mentais que causam ansiedade. (Medo de germes, preocupação excessiva). Compulsões São comportamentos repetitivos que uma pessoa com TOC sente o desejo de fazer em resposta a um pensamento obsessivo. (Lavagem excessiva das mãos, verificar coisas repetidamente). Tratamento A partir do diagnóstico, feito no consultório por meio de uma avaliação, o Psicólogo começa a traçar a rota de recuperação. Se você ou um ente querido apresentam sinais do Transtorno Obsessivo Compulsivo, procure um profissional que poderá ajudá-lo a controlar as obsessões e compulsões.

Renato Castro

Psicólogo

Atendimento Online - Todos Os Estados Brasileiros E Para Brasileiros(As) Que Estão No Exterior.

Agendar uma visita

Quais profissionais tratam Transtorno obsesivo compulsivo (toc)?

Pesquisas relacionadas


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.