Ansiedade da separação - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Especialistas em ansiedade da separação

Encontre um especialista em Ansiedade da Separação na sua cidade:
Maria Regina de Souza

Maria Regina de Souza

Psicanalista, Psicólogo

Juiz de Fora

Erica Carolina Correia

Erica Carolina Correia

Psicólogo

Almirante Tamandaré

Renata Maria Sapucahy Cavalcante

Renata Maria Sapucahy Cavalcante

Psicanalista, Psicólogo

São José dos Campos

Mallu Navarro

Mallu Navarro

Psicólogo

Santos

Fabrício Pereira Masse

Fabrício Pereira Masse

Psicanalista, Terapeuta complementar

Ana Paula Bernardes

Ana Paula Bernardes

Psicólogo

Lavras

Perguntas sobre Ansiedade da separação

Nossos especialistas responderam a 3 perguntas sobre Ansiedade da separação

 Luana Fernandes Galindo Oliveira
Luana Fernandes Galindo Oliveira
Psicólogo
Santo André
Caro (a)...
Procure ajuda de um psicólogo, para que haja um melhor entendimento do que está ocorrendo. O profissional também irá te orientar e/ou encaminhar para o psiquiatra quando necessário.
8 respostas

Dra. Taina Silva Kern e Rabelo Conceição
Dra. Taina Silva Kern e Rabelo Conceição
Médico acupunturista, Psicólogo
Montes Claros
Bom dia!
A separação envolve questões relacionadas a luto (elaboração de perda) e alto índice de stress. Cada pessoa lida com a mesma situação de forma diferente, e com um tempo diferente…
20 respostas

 Sayonara Machado
Sayonara Machado
Psicólogo
Rio de Janeiro
A ansiedade da separação, envolve toda e qualquer separação não estabelecida como "normal".
Ex: Separação de filhos dos pais por morte, por doença e até pela separação conjugal,…
10 respostas

Especialistas falam sobre Ansiedade da Separação

Minha preocupação maior é sempre amparar meus pacientes nesse momento tão difícil, pois a dor da perda, a dor da separação é, sem dúvida, uma das piores dores que existem. Procuro também elevar a auto-estima e fortalecer psicologicamente meus pacientes, para que possam, através da resiliência voltar a viver de uma forma prazerosa e alegre.

Dínerson Fiuza

Psicólogo, Sexólogo

São Paulo

Agendar uma visita

A Ansiedade da Separação se evidencia como um medo excessivo pela perda dos pais, ou de um deles, podendo acarretar prejuízos na vida social e escolar da criança e do adolescente, fase em que mais comumente este quadro se manifesta. Muitas vezes, pode comprometer a dinâmica da família e a relação do par parental. A partir da avaliação do quadro ansioso manifestado, o tratamento será focado tanto no paciente quanto na família de modo a levar todo sistema a uma estruturação mais saudável para todos.

A separação conjugal nem sempre termina de forma amigável, principalmente quando envolve crianças. Esses conflitos muitas vezes impossibilitam as pessoas a se reencontrarem. As angustias, magoas, sensações de perdas e abandono, são algumas variáveis muito comuns nas separações. A psicoterapia é fundamental para melhor compreensão sobre os aspectos da separação, reflexão sobre os fatores positivos das experiências vividas e dar um novo sentido a existência.

Sebastião Nascimento

Psicólogo, Sexólogo

Manaus


A ansiedade da separação é uma demanda que acomete a maioria das pessoas na atualidade, pois é resultante de questões que precisam ser tratadas em análise e que possibilita o paciente a se perceber, assim como trabalhar as questões de valor pessoal. O analista acompanha o paciente e o mesmo percebe como ele funciona no seu relacionamento. Se desejar realizar este tratamento, pode me contactar que iniciaremos um trabalho de análise.

O aconselhamento, ao invés de medicamentos, é o tratamento de escolha para o transtorno de ansiedade de separação, que é de gravidade ligeira. Para as crianças que não quer ter melhorado com aconselhamento sozinho, sofrem de sintomas mais graves, ter outros problemas emocionais, além de transtorno de separação, tratamento deve consistir de uma combinação de abordagens. Psicoterapia, medicação, e aconselhamento dos pais são três intervenções que foram encontrados para ser eficazes para o tratamento do transtorno de ansiedade de separação, particularmente em combinação. A terapia comportamental aplicada em separação de casais, filhos que sofrem esta separação, pós morte.

Maria Cristina Cagnin

Psicopedagogo

Cotia


Por vezes, processos de separação com pessoas ou situações afetivamente significativas produzem ansiedade e sofrimento. Ainda que seja um efeito comum e não necessariamente problemático, pode se transformar em sofrimento que causa prejuízos e que eventualmente demanda acompanhamento por um profissional.

Patrícia Burgos Leite

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo


Tratamento quando a pessoa tem dificuldades de separar-se de pessoas familiares. Muito recorrente na infância, mas pode ser um sintoma de qualquer idade.

Fernanda Turbat

Psicanalista, Psicólogo

Florianópolis

Agendar uma visita

Ajudar a superar separação, mostrando que existe vida e que a pessoa ainda tem beleza, que outras pessoas no futuro gostarão dele(a), que não está sozinho(a) , principalmente ajudar a não procurar a pessoa que terminou para não sofrer ainda mais.

É um comportamento que aparece na criança por volta do 8º ate o 18º mês quando a criança começa a perceber que a mãe é uma pessoa distinta dele. Geralmente acontece quando esta se afasta por instantes ou se ausenta por um momento maior. O bebê ou a criança teme ser abandonado e em decorrência disso sente grande pavor, pode ter pesadelos até queixas físicas regulares.

No desenvolvimento infantil é esperado que a criança manifeste ansiedade ao afastar-se de suas figuras parentais ou de referência. Em um afastamento prolongado, como uma viagem a trabalho, é natural que a criança demonstre saudades, manifeste algumas alterações de comportamento como chorar ao ir dormir ou até mesmo queixas somáticas como dores de cabeça ou dores de barriga. No transtorno de ansiedade de separação, estas vivências se intensificam e expressam-se em situações onde o afastamento não justifica a intensidade do comportamento ansioso. Esse transtorno pode prejudicar o desenvolvimento infantil, sua vida escolar, familiar e social. O melhor recurso é procura ajuda de um psicólogo.

Giuliana Nacif

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo


Uma das técnicas da TCC, é a aceitação, onde aplicamos no envolvimento ativo e consciente dos eventos pessoais sem tentativas desnecessárias de mudar sua frequência ou forma. A aceitação não possui um fim em si mesma, mas é incitada como método para aumentar as ações baseadas em valores. Significa não lutar o tempo todo contra os sentimentos aversivos que surgem , como ansiedade, raiva, frustração, e sim deixá-los surgir, observá-los, interpretá-los e deixá-los passar, desenvolvendo uma ação mais consciente em relação a eles.

Ansiedade da separação está atribuida a crianças nos primeiros meses de vida quando se veem afastada de seus pais, mas os pais tb podem expwrimentar esse sentimento, claro que de forma diferente da criança... Fantasias do que pode ocorrer na ausencia são comuns e podem trazer diferentes niveis de ansiedade. Conversar sobre isso pode ajudar.

Olá querido paciente, Ansiedade de separação ocorre sempre que o indivíduo se sente inseguro frente a uma situação onde ele precisa se separar de alguém ou lugar que lhe traz segurança para alguém ou lugar desconhecido. Isso ocorre mais comumente em crianças que precisam ir para a escola, mas também pode acontecer com adolescentes ou adultos quando precisam mudar de emprego, estado civil, cidade etc. A pessoa entra em um estado de ansiedade muito grande e tende a apegar-se ainda mais a situação atual evitando enfrentar a situação necessária ou desejada. A Psicoterapia pode lhe auxiliar a compreender a origem, eliminar fantasias e fortalecer para o enfrentamento dos desafios reais.

Judah Linhares

Psicólogo

Hortolândia


Vocês já ouviram falar sobre dependência emocional? Pois é existe, e ela é mais comum do que nós imaginamos. A dependência emocional é caracterizada por um "amor" que aprisiona e é tóxico. O relacionamento está destruído, não há mais reciprocidade, carinho e amor. O dependente afetivo se anula, perde a autoestima, faz tudo pelo parceiro e insiste em se manter naquela relação. A pessoa morre de medo de ser abandonada pelo outro, aceita migalhas de "amor" e acredita não merecer mais que isso, vivendo completamente um relacionamento que gera muito sofrimento.

Francielly Fideles

Psicólogo

Goiânia

Quais profissionais tratam Ansiedade da separação?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.