Angústia - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Especialistas em angústia

Encontre um especialista em Angústia na sua cidade:
Renata Camargo

Renata Camargo

Psicólogo

Camaquã

Ana Larissa Marques Perissini

Ana Larissa Marques Perissini

Psicólogo, Sexólogo

São José do Rio Preto

Andressa Mara Netto

Andressa Mara Netto

Psicólogo

Cristiany Moura Oliveira Lisita

Cristiany Moura Oliveira Lisita

Psicólogo

Goiânia

Ana Amélia de S. Pereira Piske

Ana Amélia de S. Pereira Piske

Psicólogo

Vitória

Rozei Maria Alves dos Santos

Rozei Maria Alves dos Santos

Psicólogo

Rio de Janeiro

Perguntas sobre Angústia

Nossos especialistas responderam a 4 perguntas sobre Angústia

Caro(a), assim como outros colegas, TB acredito que a ansiedade e os pensamentos obsessivos não devam ser apenas tratados com medicamento. Atitudes de "evitação" de uma situação ou…
6 respostas

 Cristine Pucci
Cristine Pucci
Psicólogo
Rio de Janeiro
Boa noite, com o seu relato você diz que sua angustia está mais do que presente em sua vida, e essa se transforma em uma paralização, ou seja acaba prejudicando em tudo! Na verdade a ansiedade…
4 respostas

Olá , no momento da crise, se for possível , entre em contato com o profissional que esteja lhe acompanhando, essa seria uma alternativa . Mas, se não for possível, respire profundamente varias…
6 respostas

Especialistas falam sobre Angústia

A angústia surge devido a um acumulo de sentimentos, sensações negativas que foram ignoradas ou não resolvidas. Quando surge, normalmente sentimos um mal estar não especifico ou em alguma parte do corpo, como aperto no peito ou na garganta mas que não conseguimos relacionar a nenhum evento. O trabalho na terapia é para identificar sentimentos ou situações em que o cliente tem dificuldade e desenvolver / aperfeiçoar habilidades para lidar saudavelmente com as situações geradoras de angustia.

Juliana Rezende Ferreira

Psicólogo

Belo Horizonte


Aperto no peito, sensação de vazio, sufocamento, inquietação, descontentamento e ansiedade. A angústia é uma manifestação emocional perturbadora e incômoda que, por se manifestar por meio de sintomas similares a outros problemas, é muito confundida com ansiedade, pânico, depressão e problemas cardíacos. A angústia é resultante do excesso de questionamentos, incertezas e cobranças pessoais. A busca constante por respostas existenciais, o sentimento de culpa, a frustração e o medo são outros fatores que também podem trazer a sensação de angústia. Em geral, a angústia pode ser resultante de alguma questão emocional mal resolvida ou a problemas existenciais. A psicoterapia pode ajudar nisso.

Cladismari Zambon

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo

Agendar uma visita

A angústia é um sentimento real, pode ser expressa em "sensação de nó na garganta, sudorese, dificuldade para respirar, medo de acontecer algo que não se sabe o que, pressão na cabeça, dor no peito, sensação de desespero, dentre outras descrições. A angústia invade a alma e vira e mexe, ela ainda está lá, tomando conta do individuo, impedindo-o de viver uma vida plena, satisfeita e feliz. É a mente e o corpo gritando. Gritando por socorro, por ajuda, por compreensão, por entendimento, por melhoria. Em casos de crises intensas e profundas é importante, além da terapia, o tratamento medicamentoso. Angústia pode ser compreendida por muitos por ausência de sentido e outras compreensões.

Marlene Galdino

Psicólogo

Campinas


A angústia é um sintoma geralmente associado à ansiedade. Pode ser um desconforto que se sente na região do peito, estômago. Pode trazer dificuldade em respirar bem, naturalmente. Esse sintoma, assim como outros, é um sinal de que há algo que precisa de atenção, de cuidado. Todo sintoma tem uma função boa por trás, assim que podemos dar ¨voz¨ à ele, entendendo o que seu Ser. seu Corpo sua Alma está pedindo. A psicoterapia é um caminho de investigação e elaboração para esses sintomas. Dependendo do caso, sessões de relaxamento e hipnoterapia auxiliam para trazer insights e bem estar.

Alessandra Maria Esquillaro

Psicanalista, Psicólogo

Jundiaí

Agendar uma visita

Angústia pode estar atrelada ao momento de vida atual, a descontentamento com relacionamento, carreira ou até mesmo pode ser reflexo de uma baixa autoestima. O papel da psicoterapia é identificar a causa dessa angústia e fortalecer o paciente para fazer as mudanças necessárias para exterminá-la. Todo sintoma traz uma importante mensagem a ser aprendida pelo paciente em seu momento atual de vida e o processo de autoconhecimento que se adquire no tratamento psicológico possibilita o aprendizado de temas importantes sobre si mesmo e a vivência de uma vida mais feliz e com mais propósito e portanto, diminuição da angústia.

Claudia Ribeiro Oliveira

Psicólogo

Jacareí


Angústia é a sensação psicológica que se caracteriza pelo sufocamento, pelo peito apertado, ansiedade, insegurança, falta de humor, e com ressentimentos aliados a alguma dor. Na psicoterapia é trabalhado o desenvolvimento emocional, fazendo com que o paciente reflita e traduza seus pensamentos, criando condições para contornar sentimentos que julga insuportáveis. A angústia é um problema de saúde e necessita de acompanhamento. Se ela anda sufocando-o, chega de sofrer em silêncio.

Angústia – é uma sintomatologia emocional inquietante e desconfortável, decorrente de um exagero de questionamentos, incertezas e cobranças pessoais, bem como pela busca constante de respostas existenciais e de sentimentos de: culpa, frustração, medo e vazio. Alguns sintomas muitas vezes fazem com que o diagnóstico seja confundido com outros tipos de transtornos , como pânico, ansiedade e depressão. O tratamento psicoterápico visa auxiliar o paciente a gerenciar melhor seus conflitos emocionais, por meio do desenvolvimento do seu autoconhecimento, levando a uma tomada de consciência da realidade dos fatos, melhorando, assim, sua qualidade de vida.

Lúcia Dornelas Cavalcante

Psicólogo

Recife


Diversos acontecimentos na vida podem desencadear a angústia, que é percebida a nível físico (peso no peito, sensação de bola na garganta, taquicardia, respiração pesada, etc.) e psíquico (medo, ansiedade, sentimentos negativos). Na terapia é possível explorar o que motiva essa sensação de angústia, como ela tem afetado o dia a dia do paciente e, à partir das reflexões geradas, a melhora pode ser gradualmente atingida.

Alana Zanlorenzi

Psicólogo

Campo Largo


A angústia é uma disposição ontológica fundamental fruto de uma necessidade de controlar o incontrolável e pode se manifestar como um sofrimento psicológico, mas que abre uma possibilidade de abertura para uma referenciação própria e singular (baseado em Rodrigues, 2006). A angústia quando não compreendida pode levar a depressão, ao sentimento de medo. E cabe ao psicoterapeuta junto a pessoa auxiliá-lo na compreensão de suas reais possibilidades de enfrentamento e desconstrução de suas incapacidades.

Paula Lúcia Cardoso Oliveira

Psicólogo

Campinas


É o que é impossível denominar. Diferente da ansiedade, que sabemos exatamente o motivo de estarmos assim, na angústia não conseguimos definir a causa, havendo uma sensação de desamparo, desconforto e aperto no peito.

A angústia, por ser um temor do desconhecido, por vezes é inominável para quem a sofre e, às vezes, incompreensível para quem convive com pessoas angustiadas. Pode apresentar-se por sensações físicas, como dor no peito, sensações de sufocamento, taquicardia, e/ou emocionais como tristeza profunda, insegurança, medo, ansiedade, insônia, etc. Pode surgir frente a lembranças ou fatos por acontecer. Caso seja uma sensação recorrente deve-se buscar ajuda profissional, evitando-se maiores sofrimentos físicos e psíquicos.

Judy Cavenago

Psicólogo

Belo Horizonte

Agendar uma visita

Angustia é uma sensação de insegurança, uma falta de humor, um ressentimento , e uma dor que chega a ser física , as vezes pode levar a um isolamento, uma imobilidade , e se assemelha a uma depressão. A angústia pode estar associada a traumas, complexos, ambiente repressor ou desgastante indicando que há um conflito interior que não foi tratada, não foi dado o devido valor a esses sentimentos o que pode impedir , ao longo do tempo, do indivíduo agir .Sintomas: crises de medo, ansiedade, palpitação , contraturas musculares, dores no corpo, dor no peito , dificuldades no sono irritabilidade.

Ana Lucia De Macedo

Psicólogo

São Paulo


Angústia é algo que se sente, que geralmente vem acompanhado por sensações físicas, um aperto no peito, dificuldade na respiração. A angústia pode aparecer por diversos fatores, como uma culpa, arrependimento, insegurança, fracasso, frustração ou ainda assim, sem nenhuma causa aparente. E o único alivio para a angústia é o enfrentamento, reconhecer é o primeiro passo para a mudança. Na análise a fala tem poder, conversar sobre suas angústias pode ser a solução para seus problemas. O psicanalista ajuda a enfrentar as desilusões que sozinhos não suportaríamos.

Raquel Schmidt Ferraz

Psicólogo

Santo André


Angústia é a sensação psicológica que se caracteriza pelo sufocamento, pelo peito apertado, ansiedade, insegurança, falta de humor, e com ressentimentos aliados a alguma dor.

Simon Santana Diniz

Psicólogo

Goiânia


A angústia se apresenta não tendo um objeto específico: não estamos angustiados em relação à uma ou outra coisa. A angústia em seu termo mais próprio diz respeito à um sofrimento em que é difícil para a própria pessoa localizar a sua origem. Considero a angústia como uma oportunidade para se alcançar um auto conhecimento importante, em que entrando em contato com aspectos mais desconhecidos de si é possível uma grande transformação de vida. A angústia coloca a questão de ter de cuidar da vida de forma mais apropriada. Entrar em contato com a angústia nem sempre é confortável para as pessoas, por isso trabalho de forma a dar espaço e lugar para esses sentimentos de forma cuidada e atenciosa.

Lucas Ribeiro Arruda

Psicólogo

São Paulo


Angústia é um sentimento. Este sentimento quando em exagero pode trazer diversos prejuízos para a vida da pessoa. Mas dosado ele serve como defesa. Angustia é um medo em que a pessoa não consegue definir, não tem algo concreto. Não conseguimos definir quando e como que começou apenas sentimos, não tem nenhum tipo de explicação real.

Jhenifer Lucena

Psicólogo

Belo Horizonte

Agendar uma visita

Aflição, grande ansiedade, ânsia, agonia, afligir-se, atormentar-se. Grande sofrimento ou atribulação.

Sempre ressalto que o sentimento não é a causa de um comportamento, e sim o estado que o nosso corpo se encontra. Uma pessoa angustiada geralmente sente um aperto no peito, dificuldades de respirar, pensamentos negativos e entre outras respostas. Quando um cliente relata sobre a sua angústia é possível identificar a causa desse desconforto e porque essa situação se tornou rotineira. A partir disso, de acordo com a história de cada um, é possível criar estratégias para ajudar o cliente a alterar seu ambiente e evitar tais sentimentos aversivos. Também é analisado em sessão se a angústia não está associada a outras comorbidades.

Fernanda Miranda Lins Vaz

Psicólogo

São Paulo


A angústia pode ser traduzida por um "aperto" no peito, por um vazio e uma insatisfação que incomodam, mas que, na maioria das vezes não conseguimos definir. Uma sensação que, ao mesmo tempo que é muito desagradável é também importante para nos fazer movimentar. Em geral é a partir da angústia que a pessoa procura alterar algo em sua vida, como mudar de emprego, de profissão ou separar, por exemplo. Importante salientar que a angústia pede por mudanças e pode ser uma oportunidade para evoluir, o que em geral acontece quando é acompanhada por um processo terapêutico que possibilite a conscientização, a apropriação e a validação dos próprios recursos.

Em nosso cotidiano, muitas vezes nos deparamos com situações conflituosas e angustiantes na qual influenciam e dificultam diretamente no bem estar, logo levando a pensamentos como de "estar sem saída". A ajuda de um profissional psicólogo em situações semelhantes a essa, é um trabalho conjunto entre o terapeuta e o paciente e/ou cliente, na compreensão dos motivos pelos quais levaram a se comportar de determinada maneira. E entender o porquê de alguns ambientes causarem tanto sofrimento. logo, o processo terapêutico será um meio de buscar novas possibilidades. Um momento de reflexão e de valorização da saúde mental.

Angústia é um sentimento de agonia mental que extrapola os limites psicológicos e pode ser percebido através de manifestações físicas, como dor no peito, aumento dos batimentos cardíacos, inquietação e sufocamento semelhante ao da asma. Pode ser desencadeada por diversos gatilhos mentais, como ansiedade, preocupações ou situações associadas a assuntos emocionais como frustração, culpa, insegurança ou ingratidão. Portanto, se você está sentindo muita angústia, não hesite em buscar tratamento. Se não for tratada, ela pode evoluir para problemas mais graves, como quadros de depressão, por exemplo.

Reação do indivíduo frente a situações, pensamentos e comportamentos que elevam o nível de excitação, ficando difícil de controlar de forma interna ou externa sua forma de agir diante do momento, da vida, de forma disfuncional. Esse mal estar pode sinalizar certo desamparo psíquico e biológico para elaborar as tensões e estresses da vida, das relações. Dependendo do grau de comprometimento, a indicação de ajuda médica e psicológica se faz necessária.

Rosangela Braga

Psicólogo

São José dos Campos


A angústia gera muito desconforto psíquico e físico. Frenquentemente ela é confundida com os transtornos de ansiedade ou pânico. A angústia necessariamente é um sofrimento do presente. Geralmente os angustiados relatam dores no tórax e desconforto no peito. Descartado qualquer problema cardiológico, o paciente deve procurar o psiquiatra para traçar o tratamento medicamentoso, associando acompanhamento psicoterapêutico comportamental com sessões semanais, onde o paciente sera levado a reconhecer padrões de pensamento inadequado e comportamento disfuncional e à partir desse reconhecimento avaliar e reestruturar novos pensamentos e comportamentos.

Queridos pacientes, acredito que a origem de todos os sintomas psicológicos reside na angustia que o ser humano sente frente a uma situação onde ele não tenha preparo físico ou emocional para compreender, enfrentar e superar. Assim me especializei, durante 26 anos, em tornar este ser humano mais fortalecido para compreender, enfrentar e superar tudo aquilo que o impedia de ser mais feliz e realizado como pessoa, melhorando significativamente seus relacionamentos e proporcionando mais saúde emocional. Tudo isso realizado com muito amor, dedicação e profissionalismo.

Dra. Judah Linhares

Psicólogo

Hortolândia


Todos iremos sentir, em algum momento de nossas vidas, a angustia. Em parte devido as obrigações, aos prazos, a correria do dia a dia, as conturbadas relações interpessoais com as quais nos deparamos seja em casa, no trabalho, no relacionamento amoroso. Algumas vezes elas são causadas também por idéias, aqueles pensamentos insistentes. Conversar com um psicólogo sobre estes sentimentos é utilizar de uma válvula de escape para dar vazão a eles. Você ganha confiança, compreende melhor o que é esta angustia e tem a possibilidade de aprender a lidar com ela.

Podemos chamar de angústia a forte sensação psicológica, caracterizada por "abafamento", insegurança, falta de humor, ressentimento e dor. Na moderna psiquiatria é considerada uma doença que pode produzir problemas psicossomáticos. Wikipédia Para a psicologia, a angústia pode ser um sintoma de depressão. Porém, nem todas as pessoas com angústias periódicas devem ser tidas por depressivas. Ansiedades podem levar a angústia. É importante sempre detectar e tratar com ajuda de psicoterapia para que não se torne um mal maior como a depressão ou síndrome de pânico! Muitas vezes não são necessários medicamentos mas se ela evoluir pode ter que usá-los por um período com a ajuda de um psiquiatra.

A angústia é um estado emocional, uma forte sensação psicológica, bem como uma sensação física. É uma inquietude que provoca ansiedade e afeta o pensamento, humor e comportamento podendo levar ao isolamento, indisposição e a dependência de drogas. A dor da angústia é semelhante a depressão é deprimente e causa intensa dor. Os medicamentos psiquiátricos são de grande ajuda para aliviar a dor causada pela angústia, é muito importante buscar ajuda psiquiátrica. A psicoterapia ajuda o paciente e sua família a contar suas histórias e descrever a experiência da dor em sua relação com outros problemas em suas vidas, podendo assim, resgatar alivio para alma.

Quais profissionais tratam Angústia?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.