Bipolaridade - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Especialistas em bipolaridade

Encontre um especialista em Bipolaridade na sua cidade:
Erika Luchiari

Erika Luchiari

Psicólogo

Osasco

Edirê dos Santos Ferreira

Edirê dos Santos Ferreira

Psicólogo

Florianópolis

Deusa R. Matos

Deusa R. Matos

Psicólogo

São Paulo

Andréa Vieira da Cunha

Andréa Vieira da Cunha

Psicólogo

São Paulo

Láys Feitosa Arsênio

Láys Feitosa Arsênio

Psicólogo

Porto Velho

Beatriz De Moura

Beatriz De Moura

Psicólogo

Rio de Janeiro

Perguntas sobre Bipolaridade

Nossos especialistas responderam a 4 perguntas sobre Bipolaridade

Olá, talvez se você entender um pouco o que está por trás de um diagnóstico psicológico você entenda a fluidez dos mesmos. Os transtornos psíquicos são definidos com base em um conjunto de sintomas,…
5 respostas

 Cristine Pucci
Cristine Pucci
Psicólogo
Rio de Janeiro
Olá, acredito que sua mãe deva procurar novamente um profissional psiquiátrico para acompanhar a dosagem do medicamento em que sua mãe esteja usando, até para ver se precisará um reajuste na…
5 respostas

 Adriano Pordeus de Lima
Adriano Pordeus de Lima
Psicólogo
Fortaleza
Olá. A existência de um familiar com algum transtorno mental pode aumentar as chances de que outros parentes possam vir a apresentar outros transtornos, mas isso não significa que necessariamente…
5 respostas

Especialistas falam sobre Bipolaridade

"Bipolaridade" é o termo comum que se usa para se referir ao "Transtorno Bipolar". O Transtorno Bipolar é um problema que afeta o humor do indivíduo, caracterizado por episódios de depressão e episódios de euforia. Muitas vezes é confundido com oscilações mais abruptas no humor, assim um dos principais aspectos do transtorno é o correto diagnóstico que só poderá ser feito por especialista na área. Apenas após o correto diagnóstico, é escolhida a melhor forma de tratamento.

Ledo Daruy Filho

Psiquiatra

Caxias Do Sul


O transtorno bipolar caracteriza-se por uma alteração de humor que se alterna entre períodos de euforia e períodos de irritação ou depressão, ou oscilações de humor entre a mania e a depressão, que podem ser muito rápidas e ocorrer com muita ou pouca frequência. No transtorno Bipolar clássico cada fase dura, em geral, de três a seis meses, depois existe uma fase de estabilidade que é variável e posteriormente uma fase de euforia que também pode durar de três a seis meses. Com tratamento adequado este período pode ser abreviado.

O transtorno bipolar é caracterizado por alterações de humor que se manifestam como episódios depressivos alternando-se com episódios de euforia – também denominado mania – em diversos graus de intensidade. O acompanhamento psicológico promove o conhecimento do sujeito a identificar e a analisar as mudanças em seu comportamento que ocorrem na depressão e mania, seus pensamentos e de como lidar com essas alterações no cotidiano.

Carolina Marins

Psicólogo

São José dos Campos

Agendar uma visita

O tratamento de bipolaridade deve ser feito por psicoterapia, em conjunto com tratamento psiquiátrico. Como se trata de uma doença com sintomas muito fortes, se faz necessário o uso de remédios para controle destes sintomas e proporcionar um alívio ao paciente. A terapia abordará e investigará sentimentos e compulsões, bem como os gatilhos de comportamento bipolar. O tratamento é longo e as vezes se estende por toda a vida. Mas o paciente pode ter uma vida normal e muito satisfatória com os tratamentos adequados alistados acima.

O portador deste transtorno apresenta períodos de euforia, que duram, no mínimo, sete dias, e fases de humor deprimido, que se estendem de duas semanas a vários meses. Tanto na euforia quanto na depressão, os sintomas são intensos e provocam profundas mudanças na conduta, que podem comprometer não só os relacionamentos familiares, afetivos e sociais, como também o desempenho profissional, a posição econômica e a segurança do paciente e das pessoas que com ele convivem. Alguns eventos podem precipitar a manifestação desse distúrbio do humor como estresse prolongado,remédios inibidores do apetite (anorexígenos e anfetaminas), e disfunções da tireoide. A psicoterapia é fundamental no tratamento.

Elenir Paro

Psicanalista, Psicólogo

Fortaleza


O transtorno bipolar (TB) consiste em uma doença psiquiátrica bastante comum que produz um grande impacto não só em termos das variáveis da doença, mas também em outros importantes domínios, como o funcionamento psicossocial, a qualidade de vida e a situação socioeconômica do paciente que recebe esse diagnóstico. A identificação dos sintomas visa a ajudar a pessoa e a família a identificar sintomas específicos das fases de depressão e mania, diferenciar os estados de humor normais dos patológicos, tomar consciência de sua situação clínica e lidar com conflitos familiares onde o problema é atribuído à doença do paciente, saber o que muda em sua vida modo como vê a si e aos outros, e o futuro.

Tratamento voltado para pessoas que apresentam transtorno bipolar tipo I e transtorno bipolar tipo II.Os episódios maníacos incluem sintomas como euforia, dificuldade para dormir e perda de contato com a realidade. Já os episódios depressivos são caracterizados por falta de energia e motivação, além de perda de interesse nas atividades cotidianas. Os episódios de alteração de humor podem durar dias ou meses e também podem estar associados a pensamentos suicidas. Ambos, são tratados com tratamento psicoterápico.

Bipolaridade ou transtorno maniaco depressivo esta ligado a alternancia de humor que podem ir de uma depressão profunda a uma fase de mania... O tratamento se da com medicação e psicoterapia.

A bipolaridade se caracteriza com a ocorrência de ciclos depressivos e maníacos, que variam a forma e a duração. No quadro maníaco os pacientes podem apresentar sintomas como o aumento da autoestima, fala acelerada, distração, irritabilidade, arrogância, desinibição, compulsão para compras e outros. No quadro depressivo aparecem sintomas de tristeza, choro fácil, vazio de sentimentos e sentido, angustia, desespero, desânimo e outros. O tratamento envolve o autoconhecimento do funcionamento de cada ciclo, autocontrole e o aprendizado de novos comportamentos mais saudáveis. Em muitos casos é indicado o tratamento medicamentoso psiquiátrico para auxiliar na estabilização do humor.

O transtorno bipolar se divide em 2 tipos. TB tipo I e TB tipo II. O transtorno bipolar tipo I é caracterizado por no mínimo 1 episódio maníaco ao longo da vida. No entanto, a vasta dos indivíduos cujos sintomas atendem aos critérios para um episódio maníaco também tem episódios depressivos maiores durante o curso de suas vidas. O transtorno bipolar tipo II requer um ou mais episódios depressivos maiores e pelo menos um episódio hipomaníaco durante o curso da vida. Ele não é mais considerado uma condição “mais leve” que o TB I, em razão da quantidade de tempo que pessoas com essa condição passam em depressão.

Bipolaridade tem haver com alteração de humor. Cabe ressaltar que vc pode ter uma vida normal, desde que entenda como ela se apresenta, atuando em seu comportamento e o que vc deve fazer pra saber lidar e controlar sua manifestação. Para isso precisa buscar um profissional que possa te ajudar. Venha conversar comigo.

Quais profissionais tratam Bipolaridade?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.