Litíase - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Especialistas em litíase

Encontre um especialista em Litíase na sua cidade:
Marcio Fábio Ramos

Marcio Fábio Ramos

Urologista

Campos Dos Goytacazes

Will Kamayo

Will Kamayo

Urologista

Natal

Tharcisio Gê de Oliveira

Tharcisio Gê de Oliveira

Urologista

Vitória

Julio Martins Filho

Julio Martins Filho

Urologista

São José do Rio Preto

Lucas Schulze

Lucas Schulze

Urologista

Rio de Janeiro

Thiago Santos

Thiago Santos

Urologista

Fortaleza

Perguntas sobre Litíase

Nossos especialistas responderam a 3 perguntas sobre Litíase

Dr. Marcelo D'Oliveira
Dr. Marcelo D'Oliveira
Cirurgião geral
Rio de Janeiro
Normalmente os alimentos gordurosos estão mais associados aos sintomas de cólica biliar. A gordura estimula o trabalho da vesícula biliar, podendo causar sintomas por conta dos cálculos. Sugiro…
3 respostas

Não, febre diária após o procedimento cirúrgico. Procure o seu urologista urgente ou o pronto socorro.
2 respostas

Dr. Luciano Hugo Praun
Dr. Luciano Hugo Praun
Urologista
Blumenau
Este sintoma é normal sim. Quando há aumento da pressão na bexiga, ocorre refluxo de urina pelo cateter e desconforto local. A retirada do cateter melhorará este sintoma.
3 respostas

Especialistas falam sobre Litíase

Os cálculos renais devem ser tratados para evitar obstruir os rins, podendo causar sequela nestes. Não se preocupe apenas em tratar, mas sim em descobrir a causa de você ser um formador de cálculo renal. Marque uma consulta para esta investigação.

Grande experiência no tratamento de cálculos do trato urinário- Cálculos renais, ureterais e de bexiga. Realizo procedimentos normalmente por via endoscópica ( sem corte). Marque uma consulta.

Tácito Guimarães

Urologista

Belo Horizonte

Agendar uma visita

Uma pedra é dita renal quando está localizada na pelve renal ou em algum cálice renal. Quando é uma peça maior e se molda à configuração anatômica da pelve renal e a pelo menos dois cálices renais, passa a ser denominada de coraliforme. Define-se como cálculo renal quando o mesmo está localizado na pelve renal ou em um grupo calicial. Quando o cálculo está presente na pelve renal e também em dois ou mais grupos caliciais é chamado de cálculo coraliforme. Havendo suspeita de cálculo renal deve-se realizar exames por imagem para o diagnóstico, podendo ser realizado um raio x simples de abdômen, ultrassonografia do trato urinário, tomografia computadorizada de abdômen ou a urografia excretora.

Diogo Carlo Cruz Smith

Urologista

Aracaju


5 dicas que na dieta que podem reduzir o risco de formação de cálculo renal: 1)Beba água ao longo do dia. Para pessoas com história de cálculos renais, os médicos geralmente recomendam passar cerca de 2,6 litros (2,5 litros) de urina por dia 2)Em um local quente e seco ou exercita-se freqüentemente, é necessário beber ainda mais água. 3)Coma menos alimentos ricos em oxalato: beterraba, quiabo, espinafre, batata doce, nozes, chá, chocolate, pimenta preta e produtos de soja. 4)Reduza a quantidade de sal que você come e escolha fontes de proteínas não-animais, como legumes 5)Continue comendo alimentos ricos em cálcio, mas tenha cuidado com os suplementos de cálcio.

Popularmente conhecido como pedra no rim, o cálculo renal ou litíase é caracterizado pela cristalização dos sais minerais presentes na urina. O cálculo renal é uma condição bastante comum e suas crises são extremamente dolorosas. Relatos de pacientes que passaram por isso sugerem que as dores oriundas das cólicas renais são as que mais se assemelham à dor do parto. De acordo com relatos de pacientes que já sofreram de cólica renal, a dor pode se localizar na região lombar alta e abdominal, e pode irradiar-se para a virilha e genitais. A dor é aguda, costuma ser unilateral, e não é influenciada pela posição do paciente. Desconforto para urinar e sangramento na urina também podem ocorrer.

Litíase urinária é a presença de cálculos em qualquer região do trato urinário que compreende: rins, ureteres, bexiga e uretra. Estes cálculos, que comumente são chamados de pedras, podem ter diversas origens, e de acordo com sua localização podem causar sintomas leves, graves ou não apresentar qualquer sintoma. Por isso devemos fazer exames anuais. Procure seu urologista, que é o especialista mais indicado para um tratamento mais correto.

Luciano Hugo Praun

Urologista

Blumenau


Até 20% das pessoas podem apresentar litíase urinaria (ou “pedra nos rins”) em algum momento de suas vidas. Sabemos que cerca de 85% dos cálculos são compostos por cálcio, seguidos pelos cálculos de acido úrico, que correspondem a 10% do total. Existem diversas modalidades de tratamento do cálculo renal, desde o uso de remédios até realização de procedimentos cirúrgicos, variando de caso a caso. A Nefrolitotripsia Percutânea, indicada para cálculos de maior tamanho ou que não respondam à LECO. Trata-se de procedimento cirúrgico no qual objetiva-se o acesso renal e a extração dos cálculos através de uma pequena incisão na região lombar.

Dr. Walter Henriques Da Costa

Oncologista, Urologista

São Paulo

Agendar uma visita

Quais profissionais tratam Litíase?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.