Nefropatia diabética - Informações, especialistas e perguntas frequentes

O que é nefropatia diabética?

O aumento da glicemia em pessoas com diabetes pode levar ao surgimento de uma doença renal específica conhecida como nefropatia diabética. Por sua vez, nefropatia diabética pode ser agravada pela presença de hipertensão, ou seja, pressão arterial elevada nas artérias. A nefropatia diabética pode ser detectada através de um teste de urina para medir pequenas quantidades de proteína (microalbuminúria).

Atualmente, o tratamento da nefropatia diabética é muito mais avançado do que no ano passado, quando muitos pacientes necessitando de diálise ou transplante renal.

Qual é a causa da nefropatia diabética?

A elevação dos números de glicose no sangue é um fator importante. A lesão dos pequenos vasos do rim leva a uma perda de proteína na urina. A nefropatia diabética é freqüentemente associada com hipertensão, que pode não ocorrer até após os rins serem afetados. Também pode ocorrer com retinopatia diabética, uma forma de envolvimento ocular devido à diabetes.

Quais são os sintomas da nefropatia diabética?

Quando começa a se desenvolver, não tem sintomas. No entanto, quando a função renal  é prejudicada pode ocorrer sintomas como:

  • Fadiga
  • Náuseas e vômitos
  • Coceira na pele
  • Gosto metálico na boca
  • Azia
  • Edema (retenção de líquidos) nas pernas ou as pálpebras.

Quais são os sinais de alerta?

Os altos níveis de glicose no sangue aumentam o risco de nefropatia diabética. Por esta razão, é imperativo:

  • Manter os níveis de glicose no sangue o mais próximo possível do normal.
  • Medir a quantidade de proteínas (albumina) na urina uma vez por ano.
  • Ter um bom controle da pressão arterial.

Como você diagnostica nefropatia diabética?

O diagnóstico é feito através da medição da quantidade de proteínas (albumina), que são eliminadas na urina. É desejável coletar a amostra de urina durante a noite.

  • Um valor de eliminação de albumina de menos de 20 microgramas por minuto é normal.
  • Valores entre 20 e 200 microgramas por minuto é microalbuminúria ou, lesão renal incipiente.
  • Com números acima de 200 microgramas por minuto = macroalbuminúria ou nefropatia diabética estabelecida.

Às vezes é necessário medir a função renal. Para isso, realizar uma coleta de urina 24 horas e a tomada de uma amostra de sangue. Com os resultados destes testes são calculados depuração da creatinina. Tenha em mente que outras doenças que não seja diabetes, tais como infecções do trato urinário também podem alterar a quantidade de proteína na urina.

Dieta

Em muitos casos onde está presente e macroalbuminúria detectada uma redução significativa da função renal, é necessário a introdução de uma dieta pobre em proteínas.

Qual é o prognóstico?

Se microalbuminúria é detectado numa fase precoce, o tratamento pode começar, reduzindo assim o risco de progressão da doença . Apenas um pequeno número de pacientes experimenta uma redução progressiva da função renal e tratamento que exija diálise ou transplante renal.

Como é a nefropatia diabética?

Tratamento da nefropatia diabética inclui o seguinte:

  • Normalização dos níveis de glicose no sangue com comprimidos para diabetes ou insulina.
  • Se a microalbuminúria é detectada, está indicada a administração de medicação para controlar a pressão arterial, mesmo se o paciente não tem altos níveis de pressão arterial.
  • Se o paciente é hipertenso, deve haver controle rigoroso dos níveis de pressão arterial, muitas vezes usando combinações de várias drogas.
  • Se a função renal é reduzida de forma significativa, reduzir a quantidade de proteína dietética. Nos estágios finais da doença renal a diálise é necessária, que pode ser de duas formas: a hemodiálise regular ou diálise peritoneal ambulatorial contínua.
  • Finalmente, estabelecida a nefropatia, onde a função renal deteriorou-se, você pode precisar de um transplante de rim.

Não descuide da sua saúde

Escolha a consulta online para iniciar ou continuar o seu tratamento sem sair de casa. Se precisar, você também pode marcar uma consulta no consultório.

Mostrar especialistas Como funciona?

Especialistas - nefropatia diabética

Mauro Sergio Marrocos

Mauro Sergio Marrocos

Nefrologista, Médico clínico geral

São Paulo

Alexandre Neves Gonçalves

Alexandre Neves Gonçalves

Generalista

Santos

Fabio Dutra

Fabio Dutra

Nefrologista

Salvador

Flavia Silva Reis

Flavia Silva Reis

Nefrologista

Jundiaí

Rafaela Coelho

Rafaela Coelho

Nefrologista

São José dos Campos

Marcela Borges

Marcela Borges

Nefrologista

Goiânia

Perguntas sobre Nefropatia diabética

Nossos especialistas responderam a 10 perguntas sobre Nefropatia diabética

Se existe um controle rigoroso da glicemia melhor avaliado pela hemoglobina glicada, que não pode estar acima de 6,5 ,seus rins estarão protegidos !
3 respostas


O diabetes mellitus é a primeira causa de doença renal crônicas nos EUA e a segunda no Brasil, perdendo para a hipertensão.
O dano renal causado pelo diabetes é de modo geral irreversível,…
3 respostas


A Nefropatia diabética compromete os rins. É preciso estar atento porque pacientes com Nefropatia comumente apresentam outras complicações associadas como a Neuropatia diabética (nervos) e a…
2 respostas

Especialistas falam sobre Nefropatia Diabética

O Diabetes Mellitus, conjunto variado de doenças que se configuram por aumento da glicose no sangue, é uma das maiores causas de doença renal com necessidade de diálise. Aproximadamente 25% das pessoas com diabetes tipo I e 5 a 10% dos portadores de diabetes tipo II desenvolve insuficiência nos rins. Qualquer pessoa com diabetes (tipo I ou II) corre o risco de desenvolver doença renal. A nefropatia diabética se manifesta após vários anos depois de o paciente contrair diabetes. A doença nos rins não apresenta sintomas precoces. Além de invisível, o processo de danificação dos rins é irreversível e pode progredir até converter-se em insuficiência renal crônica terminal.

Luis Gustavo Trindade

Médico clínico geral, Nefrologista

Belo Horizonte

Agendar uma visita

Quais profissionais tratam Nefropatia diabética?

Pesquisas relacionadas


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.