Síndrome de guillain-barré - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Não descuide da sua saúde

Escolha a consulta online para iniciar ou continuar o seu tratamento sem sair de casa. Se precisar, você também pode marcar uma consulta no consultório.

Mostrar especialistas Como funciona?

Especialistas - síndrome de guillain-barré

Igor Bruscky

Igor Bruscky

Neurologista

Recife

Marcelo Vianna Raffo

Marcelo Vianna Raffo

Neurologista, Neurofisiologista

Porto Alegre

Ricardo Pereira de Carvalho

Ricardo Pereira de Carvalho

Neurologista

Goiânia

Felipe Queiroz Portela

Felipe Queiroz Portela

Neurologista

Boa Vista

Adecir Bispo

Adecir Bispo

Neurologista

Santa Maria

Perguntas sobre Síndrome de guillain-barré

Nossos especialistas responderam a 184 perguntas sobre Síndrome de guillain-barré

A evolução e progressão dos sintomas na síndrome de Guillain Barré costuma levar de 2 a no máximo 4 semanas.
O acometimento respiratório ocorre apenas em formas graves, geralmente já com…
1 respostas

Olá! Os sintomas que você relatou como febre, perda do apetite não estão relacionados à Síndrome de Guillain Barré, deve-se buscar outras causas, especialmente infecções. Já a dificuldade de…
1 respostas

Especialistas falam sobre Síndrome De Guillain-Barré

A Síndrome de Guillain-Barré (SGB) é uma reação autoimune do corpo. O organismo começa a combater um microorganismo, como vírus ou bactéria, e acaba atacando a si próprio. Uma doença rara e pouco conhecida, a SGB passou a ser assunto recorrente fora dos consultórios médicos depois que pesquisas científicas recentes mostraram que ela pode ser também desencadeada pelo vírus Zika. Os sintomas geralmente iniciam por fraqueza e formigamento nos pés e nas pernas, que se espalham para a parte superior do corpo, podendo ocorrer paralisia. Apesar de ser potencialmente grave, há muitos tratamentos disponíveis para ajudar a reduzir os sintomas, tratar as possíveis complicações e acelerar a recuperação.

A Síndrome de Guillain-Barré é uma grave doença neurológica caracterizada pela inflamação dos nervos periféricos e cranianos. Tem mecanismo autoimune, podendo ser deflagrada após uma infecção viral, bacteriana, trauma, cirurgia ou vacinação. O sintomas incluem dor lombar, fraqueza progressiva, perda de reflexos, da deambulação, retenção urinária, obstipação intestinal e, em casos graves, paralisia respiratória e dificuldade de deglutição. O diagnóstico é feito com base no quadro clínico, exame de líquor e de eletroneuromiografia. O tratamento é feito com uso de imunoglobulina humana ou plasmaférese. A maior parte tem boa evolução, sendo fundamental o tratamento e a reabilitação precoces.

Rodrigo Vargas

Neurologista

Goiânia

Quais profissionais tratam Síndrome de guillain-barré?

Pesquisas relacionadas


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.