Adenóides - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Quais são as adenóides?

As adenóides são glândulas que fazem parte do sistema de defesa contra a infecção na infância, e estão localizadas na garganta. Elas estão localizadas na parte de trás do nariz, logo atrás do palato e úvula. Elas aumentam de tamanho, desde o nascimento até cerca de quatro anos, em seguida, afinam até desaparecer na idade adulta.

A principal desvantagem é que as adenóides estão localizadas precisamente na confluência do nariz, garganta e as duas trompas de Eustáquio, que são os dois tubos que dão vazão a cada orelha. Qualquer inflamação das adenóides, com o seu muco abundante entope o nariz provoca descarga de mucosas da garganta e bloqueia a ventilação dos ouvidos.

Quais os sintomas causados ??por adenóides?

Podem ser aumentadas devido a infecções repetidas durante a infância. Quando as adenóides estão infectados, eles produzem uma grande quantidade de muco espesso que entope o nariz, garganta e ouvidos.

Os principais sintomas são:

  • Obstrução nasal com abundância de muco espesso, o que impede a criança de respirar pelo nariz, causando-lhe uma voz nasal, respirar pela boca e, à noite, o ronco durante o sono. Na ocasião pode estar associada com sinusite.
  • Muco abundante na garganta, a criança pode engolir e depois expelir o muco como vômitos , ou pode ser na própria garganta, produzindo uma voz rouca.
  • Dor de ouvido e infecções repetidas das adenóides, pode causar drenagem do ouvido (um ou ambos).

Que complicações podem ocorrer com adenóides?

As principais complicações são:

  • Mau hálito, especialmente pela manhã quando você acorda de um sono à noite.
  • A criança, incapaz de respirar normalmente pelo nariz, tem que fazê-lo na boca, o que leva, em última instância, a deformação no desenvolvimento do palato, que é muito alto e estreito, o que torna difícil a dentição.
  • Se a obstrução nasal também vier com um amígdalas muito alargada, pode haver parada respiratória durante o sono, que é o que é conhecido medicamente como síndrome obstrutiva de apneia do sono.
  • O muco abundante na garganta às vezes pode contribuir para a produção de bronquite, repetidamente, e, raramente, pneumonia, porque a adenóide atua como uma fonte persistente de infecção.
  • A repetição pode causar otite e tímpano perfurado, fazendo com que o ouvido da criança não se desenvolva adequadamente, tornando-se assim uma otite crônica.

Que outras circunstâncias podem causar obstrução nasal em crianças?

Qualquer corpo estranho que a criança coloque no nariz, pode levar a desvio de septo (que pode ser inato ou causado por um golpe no nariz) ou em casos de alergia que ocorre um inchaço no interior o nariz.

Como é diagnosticada?

Primeiro, por seus sintomas. O aumento da adenóide pode ser observado em crianças mais jovens, menos de dois anos, pela palpação da mesma, e em crianças mais velhas. Realizar uma radiografia.

Que tratamento fazer?

  • Com medicamentos: O tratamento medicamentoso visa eliminar a infecção destruindo o muco abundante mas não pode reduzir o tamanho das adenóides.
  • Intervenção cirúrgica visa eliminar a adenóide.

Quando operar a adenóide?

A indicação para a operação é estabelecida quando há complicações, tais como: obstrução do nariz com a respiração bucal, ronco, nariz, resfriados freqüentes, bronquite recorrente dor de ouvido, e drenagem.

Pode causar um problema as operação de adenóides?

Não há nenhuma evidência de que a operação em crianças causem qualquer problema em suas defesas. Isso é porque elas são necessários em bebês, mas nenhuma função específica em crianças mais velhas. É normal para não repetir as adenóide.

Como é a operação de adenóides?

A operação em crianças é conhecida em termos médicos como adenoidectomia. O cirurgião otorrinolaringologista é responsável por doenças da garganta, nariz e ouvidos.

O modo de operação das adenóides é geralmente da seguinte forma: primeiro, o anestesiologista examina a criança completamente. Agora é comumente usado anestesia geral para tais operações. A técnica comumente utilizada é a remoção da adenoide como um todo, fazer uma curetagem cuidadosa da área, através da boca. A duração da operação varia de 5 a 10 minutos. O período de operação para a alta hospitalar é geralmente de cerca de seis ou oito horas, por isso, se a criança foi operada na manhã, pode ter alta na parte da tarde. A quitação é acompanhada por um médico. Vigilância da saúde é completada com a alta final, que geralmente ocorre uma semana após a operação.

Geralmente existe uma instrução para os pais, para informar sobre a operação de adenóides.

Instruções para os pais

Estas instruções são entregues em um consultório médico, uma vez que está provado que a criança deve estar em bom estado.

Instruções antes da cirurgia

  • A criança toma a medicação aconselhada pelo seu especialista, sempre evitando a aspirina.
  • A criança deve, normalmente jantar na noite antes da cirurgia e desde esse tempo, não pode tomar qualquer alimento por via oral, ou água, até cinco horas após a operação.

Instruções para após a cirurgia

Dieta:

durante as cinco horas de operação, a criança não pode tomar qualquer alimento por via oral, ou água. Depois de cinco horas, e durante as primeiras 24 horas após a cirurgia, vai começar uma dieta líquida à base de água, leite, sucos, sopas, bebidas quentes e refrigerantes. Então eles vão se mudar para uma dieta baseada em purês macio, iogurte de creme, ou pudim, terminando com uma dieta normal. A partir das primeiras 24 horas, a criança pode beber e comer normalmente, pois a situação após a operação não é de dor.

Regras da vida:

sete dias após a cirurgia, a criança precisa de repouso, sem sair de casa, mas não precisa ficar na cama. Nenhum esforço físico ou ser exposto a calor excessivo ou frio excessivo.

Medicação:

desde o dia após a cirurgia, a criança vai começar a tomar os medicamentos prescritos para o otorrinolaringologista.

Eventos normais que ocorrem após a cirurgia

Um vômito de sangue escuro, mais ou menos abundante, isolado, e dentro de quatro a seis horas após a operação.

A operação de adenóides não é dolorosa, mas se você tiver uma dor de garganta e / ou se espalhar para os ouvidos, use um supositório analgésico nas primeiras horas após a operação.

Normalmente, não há febre, mas no caso de alguma , especialmente nas noites seguintes à operação, e especialmente se é acima de 38 ° C pode colocar um supositório para a febre a fim de reduzi-la. Aspirina nunca deve ser usada para dor ou febre até 30 dias após a operação.

É comum ter mau hálito após a operação, que irá diminuir gradualmente. Esse odor vem de uma área forma sobre o local operado onde está ocorrendo cicatrização, mas não significa que a ferida estava infectada.

Eventos anormais que podem ocorrer após a cirurgia

  • Que a qualquer momento após a operação a criança começa a expelir sangue vermelho de forma contínua e sem qualquer esforço no nariz e / ou boca.
  • Vômitos escuros persistem para além de 6 horas após a cirurgia. Em ambos os casos, você deve contactar o seu médico ou ir ao departamento de emergência do hospital mais próximo.

Outras ressalvas:

  • Se a criança não tenha evacuado dentro de 48 horas de operação deve ser usado um supositório de glicerina infantil.
  • A criança, uma vez operada, não deve limpar a garganta, tossire ou forçar a garganta, especialmente nos primeiros dias após a operação.
  • A criança não deve assoar o nariz, porém ele vai ficar obstruído durante os 7 dias após a operação.

Revisão após a operação

Seu otorrinolaringologista terá um encontro indicando o local, dia e hora para realizar a primeira revisão após a operação.

Complicações

Como mencionado acima, pode ocorrer raramente sangramento imediato ou tardio, em conexão com a operação. O sangramento imediato geralmente ocorre logo após a cirurgia, eo sangramento tarde até uma semana após o procedimento. O sangue é vermelho em ambos os casos, abundante e nariz, contínua e / ou boca. Neste caso, você deve ir imediatamente ao centro médico a fim de evitar maiores conseqüências.

Resultados

Normalmente, a criança recupera dentro de 24 horas, começa a respirar normalmente pelo nariz, ganha peso e cresce de uma forma saudável para completar o seu desenvolvimento com sucesso.

Especialistas em adenóides

Encontre um especialista em Adenóides na sua cidade:
Paula De Oliveira Oppermann

Paula De Oliveira Oppermann

Otorrino

Porto Alegre

Daniela Boeira da Silva

Daniela Boeira da Silva

Otorrino

Joinville

Marília Camargo de Souza Sardeto

Marília Camargo de Souza Sardeto

Otorrino

Guarapuava

Perguntas sobre Adenóides

Nossos especialistas responderam a 209 perguntas sobre Adenóides

A obstrução nasal pode ocorrer por diversos fatores que não só a hipertrofia das amigdalas e adenoide, logo, o nariz pode sim ficar obstruído mesmo após a cirurgia. Converse com seu médico para…
1 respostas

A cirurgia de amígdalas e adenóide é uma cirurgia muito segura , embora tenha riscos inerentes a qualquer procedimento cirúrgico ! Porém o paciente com aumento de amígdalas e adenoide pode ter…
2 respostas

Dr. Fernando César Mariano
Dr. Fernando César Mariano
Otorrino, Medico do sono
Curitiba
Olá! A cirurgia da adenóide - adenoidectomia - é um procedimento cirúrgico de muita ajuda para as crianças que sofrem com obstrução nasal, roncos, sono agitado. Não é comum observamos secreção…
1 respostas

Especialistas falam sobre Adenóides

A hipertrofia de adenóide, a “ carne esponjosa” que fica localizada na parte de trás do nariz, pode ser uma causa de obstrução nasal. É mais comum na infância. Em alguns casos o seu crescimento é tanto que pode impedir a passagem do ar do nariz para a garganta, e se essa obstrução for muito intensa a ponto de não permitir uma respiração nasal adequada, como roncos ou dificuldades respiratórias durante o sono, pode haver necessidade de cirurgia.

Vivian Wiikmann

Otorrino

São José do Rio Preto

Agendar uma visita

Ronco,apnéia e obstrução nasal são frequentes em crianças.Muitas destas são causadas por hipertrofia da adenóide (tecido linfático na região da nasofaringe posterior ao nariz) e que dificultam a passagem de ar,obrigando a respiração pela boca.O diagnóstico é realizado com a videonasofaringoscopia e o tratamento poderá ser clínico ou cirúrgico ( adenoidectomia ).

Humberto Camara Pimenta Soares

Otorrino

Divinópolis


A amigdalectomia e a adenoidectomia, são o os nomes dados à remoção cirúrgica das tonsilas palatinas (amígdalas) e das tonsilas faríngeas (adenóides) - órgãos que reforçam a imunidade de todo o trato aero ­digestivo superior, podendo sua função estar comprometida principalmente por hipertrofia (aumento) ou infecções repetidas. O principal objetivo destas cirurgias é restabelecer uma adequada respiração nasal, normalmente prejudicada em pacientes com hipertrofia de amígdalas e adenóide. A Oto One está à disposição para o esclarecimento de eventuais dúvidas.

As adenoides aumentam de volume nos primeiros anos de vida em resposta a estímulos antigênicos, mas começam a regredir por volta dos seis, sete anos de idade até que na adolescência restam apenas resíduos delas. Em algumas crianças elas podem estar muito aumentadas de tamanho ou infectadas de maneira crônica, perdendo assim sua função imunológica e gerando problemas de saúde. A hipertrofia tardia das adenoides e as adenoidites geralmente estão associadas às infecções das amígdalas.

Eric Thuler

Otorrino

São Paulo


A Adenóide ou tonsila faríngea é um órgão linfóide localizado na Nasofaringe (Rinofaringe ou Cavum), ou seja, no "fundo do nariz", que todos os indivíduos possuem. Em alguns casos, principalmente na primeira década de vida, este órgão pode crescer de forma exagerada e se tornar hipertrofiado (hipertrofia de adenóides), causando obstrução nasal crônica, respiração oral de suplência, Apnéia Obstrutiva do Sono e, a longo prazo, deformidades orofaciais importantes. Raramente algum tratamento medicamentoso tem efeito no tratamento desta hipertrofia. Desta forma, normalmente seu tratamento exige cirurgia, a Adenoidectomia.

Édio Cavallaro

Otorrino

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

As adenoides são pequenos pedaços de tecido na parte de trás do nariz, acima do telhado da boca. Você não pode ver as adenoides de uma pessoa olhando em sua boca. As adenoides são parte do sistema imunológico, porém encolhem com o decorrer da idade e eventualmente desaparecem ao final da adolescência. Por vezes, elas começam a trazer mais problemas que benefícios. Os problemas mais comuns que afetam as adenóides são gripes e sinusites frequentes. O aumento significativo das adenóides causa obstrução nasal, respiração pela boca à noite, roncos, problema para deglutir os alimentos, infecções de ouvido,perda de audição e problemas no sono.

A adenóide (ou tonsila nasofaríngea) é um tecido linfóide localizado no teto da nasofaringe, que é o espaço localizado na região mais posterior da cavidade nasal. Aumenta rapidamente de tamanho nos primeiros 6 a 7 anos de vida e geralmente atrofia na adolescência. Em bebês e crianças pequenas, esse tecido pode hipertrofiar e preencher essa região da nasofaringe com consequente obstrução da via aérea nasal, obstrução da ventilação da tuba auditiva, e fala anasalada. Possui função de promover uma imunidade regional, uma vez que esteja exposta a antígenos, tanto alimentares quanto veiculados pelo ar. Contudo, a ressecção cirurgia não leva a aumento da suscetibilidade a infeções.

Janaína Kopp

Otorrino

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Adenoidectomia com lâmina de microdebridador: A cirurgia da remoção das vegetações adenóides vem sofrendo modificações com o passar dos anos. É uma tendência mundial a utilização de aparelho de vídeo e microdebridador para a sua remoção completa e melhor visualização do campo cirúrgico.

Susan Balaciano Tabasnik

Otorrino

Rio de Janeiro


A adenoide é um tecido que faz parte do sistema imunológico da criança. Diferente do que algumas pessoas acham, adenoide não é doença. O tratamento medicamentoso ou a indicação de operar (adenoidectomia) é quando a adenoide é muito grande ou está muito inflamada e assim , os benefícios dela, como de proteger a criança contra infecções, traz junto alterações na saúde e desenvolvimento da criança, como roncos, babar ao dormir, ter pesadelos, respirar com a boca aberta. Assim , a indicação de operar a adenoide, não é simplesmente te - la e sim ela trazer alterações a saúde. O otorrinolaringologista é o médico que avalia e indica o tratamento medicamentoso ou cirúrgico, quando necessário.

Adenóides são comumente conhecidas como "Carne Esponjosa". Na verdade é uma "glândula" localizada na parte mais profunda do nariz composta por tecido linfóide. O problema dela na realidade é quando tem tamanho muito grande, o que ocorre nas crianças pequenas. Quando são muito grandes ocupam toda a parte profunda do nariz e da faringe obstruindo a passagem do ar inspirado. Assim causa respiração bucal, sinusites de repetição, otites de repetição, ronco e apneia do sono na criança, dentre outros. Quando causam tais problemas é recomendado remover as adenóides através de uma cirurgia através da própria boca da criança chamada Adenoidectomia

Adenoides, é o aumento de tecido linfoide na região do cavum (no fundo do nariz, acima do céu da boca). Tem seu papel principal a presentar antígenos ao corpo. Existe indicação de remoção cirúrgica quando obstrui completamente, bloqueia ou quando gera infecções de repetição. Os principais sintomas são resfriados de repetição e/ou respiração bucal, roncos noturnos. A cirurgia é feita em bloco cirúrgico e a recuperação é geralmente tranquila em crianças.

Lucas Sol Da Costa

Otorrino

Almenara


O aumento do tecido adenoidiano, especialmente em crianças, é o principal responsável por quadros de obstrução nasal e roncos. O tratamento mais eficaz na maioria dos casos é a remoção cirúrgica, denominada adenoidectomia. É um procedimento seguro quando corretamente indicado e realizado por profissional adequadamente treinado, no caso, o otorrinolaringologista.

Quais profissionais tratam Adenóides?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.