Obstrução nasal - Informações, especialistas e perguntas frequentes

O que é?

A obstrução nasal é caracterizada pela diminuição do fluxo de ar que passa pelas fossas nasais. Ela acontece com muita frequência, em especial nos períodos mais frios.

Qual é a causa?

As obstruções nasais são classificadas em dois grupos: funcionais e anatômicas. As funcionais são causadas pelas diversas formas de rinite e infecções. Desvio de septo, aumento dos cornetos nasais, formação de pólipos nasais e tumores estão entre as principais obstruções nasais anatômicas.

Quais os sintomas?

Dores de cabeça, respiração bucal, boca seca, doenças na garganta, alterações respiratórias (especialmente durante o período do sono), redução do olfato, perda do apetite e febres estão entre os sintomas mais comuns.

Como fazer o diagnóstico?

Um exame físico é suficiente para diagnosticar a obstrução nasal.

Qual o tratamento?

No caso das infecções virais, não há necessidade de medicação. O paciente se recuperará sozinho em um período de até dez dias. Drogas podem ser usadas para diminuir os sintomas e deixar o indivíduo mais confortável. No caso das rinites não alérgicas, medicamentos podem resolver a situação. Todavia, rinites alérgicas costumam ser crônicas e não podem ser curadas. Apenas seus sintomas são controlados. É possível até mesmo recorrer a algumas vacinas antialérgicas para diminuir o número de substâncias causadoras de crises. A melhor maneira de se lidar com a doença é prevenir o desenvolvimento de crises. Algumas medidas relativamente simples podem ser tomadas: higiene ambiental adequada (limpar a casa com um pano molhado evitando “levantar a poeira”); evitar o contato com substâncias que provocam a alergia; não ter animais em casa; usar colchão e travesseiros de espuma cobertos por uma capa protetora; não fumar e evitar ambientes onde há fumantes, especialmente os locais fechados; lavar o nariz com soro fisiológico; e utilizar produtos de higiene pessoal sem odores fortes ou corantes. Já nos casos de obstrução nasal anatômica, a cirurgia é uma das opções para sanar o problema.

Especialistas em obstrução nasal

Encontre um especialista em Obstrução Nasal na sua cidade:
Rodrigo Silverio Dias

Rodrigo Silverio Dias

Otorrino

Mineiros

Marina Ferraz Gontijo

Marina Ferraz Gontijo

Otorrino

Brasília

Rafael Pinz

Rafael Pinz

Otorrino

Florianópolis

Luiz Henrique Vaz

Luiz Henrique Vaz

Otorrino

Itajaí

Raquel Mendez

Raquel Mendez

Otorrino

Rio de Janeiro

Izabela Avila

Izabela Avila

Otorrino

Itajaí

Perguntas sobre Obstrução nasal

Nossos especialistas responderam a 27 perguntas sobre Obstrução nasal

Boa noite.
É muito comum a piora da rinite durante a gestação, inclusive pela necessidade de suspensão dos tratamentos convencionais nas primeiras semanas.
A sugestão é lavar o nariz…
1 respostas

Sim. O gotejamento pós nasal pode ocorrer por diversos motivos além da rinite alergica e da rinossinusite cronica.
Apenas para citar alguns exemplos, pacientes com manifestação extra-esofágica…
2 respostas

Boa tarde,
É importante usar o avamys corretamente, deslocando o jato ligeiramente para a lateral do nariz em ambos os lados, para reduzir as chances de sangramento. Além disso, hidratar…
2 respostas

Especialistas falam sobre Obstrução Nasal

Obstrução nasal é um sintoma de restrição ao fluxo de ar pelo nariz, que tem como as 3 principais causas: desvio de septo, hipertrofia de conchas nasais e insuficiências de válvulas nasais. Os tratamentos cirúrgico são, respectivamente, septoplastia, turbinectomias e rinoseptoplastias funcionais.

Renato Alves De Sousa

Otorrino

Belo Horizonte


A obstrução nasal, congestão nasal ou popularmente chamado nariz entupido, é definida como um bloqueio da passagem nasal, que pode interromper a respiração normal e a drenagem dos seios, e levar a inúmeros outros problemas. A obstrução nasal pode resultar de várias causas possíveis, incluindo as seguintes: • Resfriados ou gripes • Rinite crônica alérgica ou não-alérgica • Clima seco ou ar frio (ar condicionado) • Sinusite • Corpo (objeto) estranho preso no nariz • Cornetos nasais aumentados • Uso excessivo de sprays descongestionantes nasais • Desvio do septo nasal • Pólipos nasais • Adenóides aumentadas • Tumores nasais benignos ou malignos

A obstrução nasal prejudica direta e indiretamente a qualidade de vida daqueles que a possuem, uma vez que interfere nas atividades diárias, atividade física e, principalmente, na qualidade do sono. A obstrução pode ocorrer por doenças alérgicas e inflamatórias associadas ou não a alterações da estrutura (formato interno) do nariz como o desvio do septo nasal e o aumento dos cornetos. A partir do diagnóstico é possível oferecer o tratamento adequado para cada caso que pode ser clínico ou cirúrgico. Hoje em dia existem técnicas cirúrgicas por videoendoscopia que nos possiblitam corrigir estes defeitos trazendo uma melhor respiração ao paciente e consequentemente mais qualidade de vida.

Paula De Oliveira Oppermann

Otorrino

Porto Alegre


A obstrução nasal é um sintoma, e não um diagnóstico. Trata-se de uma manifestação sintomática importante de muitas doenças sistêmicas e locais, que pode acometer pessoas de todas as idades e raças. é um sintoma muito prevalente, que pode afetar de forma decisiva a qualidade de vida do paciente. Devido a obstrução nasal e consequente respiração bucal, o paciente pode causar alterações nessas estruturas (boca seca, halitose, faringites, disfonia), além de sintomas gerais como fatiga, baixo rendimento escolar, distúrbios do sono...O diagnóstico depende da avaliação do paciente na anamnese e exame físico, além de exames complementares como tomografia ou endoscopia. Cada caso deve ser avaliado.

Janaína Kopp

Otorrino

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

A obstrução nasal e respiração oral de suplência é uma alteração funcional da fisiologia respiratória que acomete desde crianças aos idosos. Cada faixa etária tem alterações anatômicas que mais característicamente geram esta condição como hipertrofia adenoideana na criança, desvio de septo nasal e poliposes nasossinusais em pacientes adultos. Têm sérias consequências para o paciente como alterações do desenvolvimento do esqueleto facial e de fala em crianças, roncos e apnéia do sono em adultos, além de perda do olfato. Seu tratamento é de extrema importância, e muitas vezes seus portadores não se dão conta da situação por serem respiradores orais crônicos.

Eduardo Bogaz

Medico do sono, Otorrino

São Paulo

Agendar uma visita

Uma das queixas mais comuns nos ambulatórios de otorrinolaringologia, sempre deve ser investigada e corretamente tratada. A obstrução nasal, na maioria das vezes, está associada ao desvio do septo e hipertrofia dos cornetos nasais. Boa parte dos casos podem ser tratados clinicamente através de medicamentos e, em casos refratários, a cirurgia pode ser capaz de melhorar muito a qualidade de vida do paciente. Porém, a obstrução nasal também pode esconder doenças mais graves, como os tumores nasais. Por esse motivo, o diagnóstico preciso SEMPRE deve ser realizado, através de um exame físico adequado e exames complementares, como a nasofibroscopia (endoscopia nasal).

Inicialmente devemos diferenciar nariz trancado das dificuldades de respirar por causas pulmonares , cardíacas e até emocionais. Caso confirme que haja uma causa de obstrução no nariz isso pode ser corrigido cirurgicamente ou algumas vezes através de medicação . As causas mais comuns sao : os desvios de septos (a cartilagem e osso da região que separa as fossas nasais dentro do nariz esta “torta”), aumento dos cornetos inferiores (carnes esponjosas), aumento de adenoide (comum em crianças) e rinite alérgica. O diagnóstico é realizado clinicamente no consultório.

O desvio de septo nasal é uma das causas mais comuns de obstrução nasal. A cirurgia de septoplastia pode ser indicada nos casos em que não há melhora com o tratamento clínico. Frequentemente, além do desvio de septo, o paciente apresenta também a hipertrofia dos cornetos nasais, o que contribui para a obstrução do nariz. Assim, em conjunto com a septoplastia, muitas vezes é também necessário a turbinectomia, cirurgia para remover o excesso dos cornetos nasais. Quando o desvio de septo nasal está associado a deformidades de ponta e dorso nasal, pode ser necessário corrigir também a aparência externa para melhorar o funcionamento do nariz, o que chamamos de rinosseptoplastia.

Quais profissionais tratam Obstrução nasal?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.