Neoplasias abdominais - Informações, especialistas e perguntas frequentes

O que é?

Neoplasia é o termo utilizado para designar o crescimento exagerado das células do corpo humano. Quando elas ocorrem na região do abdome, são denominadas neoplasias abdominais. Elas podem ser benignas ou malignas. Na maioria dos órgãos do corpo humano a reprodução das células é essencial para preservar seu funcionamento com a reposição das células mortas devido ao envelhecimento. Porém, quando elas começam a se dividir em velocidade muito superior à esperada pelo corpo humano colocam em risco o equilíbrio do sistema. Ficam agressivas e não há possibilidade de o organismo controlá-las. Isso leva ao aparecimento de tumores ou neoplasias.

Qual é a causa?

Não há certeza sobre as causas das neoplasias. Alguns fatores são apontados como de risco. São eles: tabagismo, hábitos alimentares, alcoolismo, hábitos sexuais, medicamentos, exposição excessiva à luz do sol e fatores ocupacionais são os mais comuns. A hereditariedade também deve ser levada em conta.

Quais os sintomas?

Muitas delas não apresentam qualquer sintoma até que atinjam estado mais avançado. Algumas podem causar dores ou incômodo na região, má digestão, perda de peso sem que tenha sido feita qualquer dieta, deixar a pessoa apática, com dificuldade para evacuar e provocar vômitos.

Como fazer o diagnóstico?

O primeiro passo para fazer o diagnóstico das neoplasias abdominais é o exame físico. O médico pode sentir a formação desses sintomas ao apertar a região. O histórico familiar do paciente também é importante para saber se há necessidade de uma maior investigação nessa região. Os exames de imagem, especialmente os de ultrassom, são capazes de ajudar a visualização do tumor. Uma vez detectada a neoplasia, se faz necessária a realização de uma biópsia com a retirada de tecido do tumor para que o patologista possa dizer se ela é benigna ou maligna.

Qual o tratamento?

As neoplasias benignas podem ter um tratamento conservador. Exames periódicos podem indicar se o aumento é capaz de oferecer riscos de complicações maiores, o que pode levar à necessidade de cirurgia. Quanto detectada uma neoplasia maligna, a cirurgia é a única opção de tratamento. Pode ser seguida de radioterapia ou quimioterapia.

Especialistas em neoplasias abdominais

Encontre um especialista em Neoplasias Abdominais na sua cidade:
Pablo Mondragón

Pablo Mondragón

Oncologista, Cirurgião geral

Mossoró

Cesar Giovani Conte

Cesar Giovani Conte

Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral

Campo Grande

João Pablo Fioravanti Calheiros

João Pablo Fioravanti Calheiros

Cirurgião geral, Coloproctologista

Niterói

Gustavo Faria Ferro

Gustavo Faria Ferro

Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral

Aparecida de Goiânia

André Barreto

André Barreto

Cirurgião geral, Coloproctologista

Florianópolis

Felipe de Lucena Moreira Lopes

Felipe de Lucena Moreira Lopes

Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral

Sapiranga

Perguntas sobre Neoplasias abdominais

Nossos especialistas responderam a 6 perguntas sobre Neoplasias abdominais

Dra. Clarissa Alster Vicente
Dra. Clarissa Alster Vicente
Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral
São Paulo
Existe cura para a constipação. Talvez clínica, talvez cirúrgica depende do caso. A grande questão é o porquê que a sra/sr tem essa prisão de ventre. Dependendo, nem é câncer mas sim ou um problema…
1 respostas

Praticamente todas as neoplasias abdominais que se espelharam tem tratamento, caso o paciente esteja em condições clínicas para recebê-lo. Geralmente tratamento com objetivos de viver mais e…
3 respostas

Dr. Jose Francisco Mesquita Martins
Dr. Jose Francisco Mesquita Martins
Cirurgião do aparelho digestivo
Rio de Janeiro
Bom dia. A esquistossomose é uma doença que tem como evolução, graus variados de agressão ao fígado e seu sistema Porta. A doença estabelecida e crônica, pode ocasionar modificações na unidade…
2 respostas

Especialistas falam sobre Neoplasias Abdominais

São tumores de órgãos do abdome. Os mais comuns são os tumores de intestino, estômago, pâncreas e ovários. Há também outros tumores como os de rins, bexiga, estruturas musculares e tecidos moles. Na maioria dos casos o tratamento é cirúrgico. Nos casos avançados, o tratamento é a quimioterapia. Em caso de sintomas de alarme (perda de peso, dor abdominal recorrente, aumento do volume do abdome, vômitos, sangramentos nas fezes, fraqueza), é fundamental investigar junto a um especialista na área.

Diogo Stinguel Thomazini

Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral

Cariacica

Agendar uma visita

Atualmente o tratamento por videolaparoscopia tem sido muito recomendado tendo em vista que os objetivos oncológicos e funcionais são os mesmos para os pacientes em grande parte das patologias oncológicas. A cirurgia minimamente invasiva (videolaparoscópica), apresenta diversas vantagens, entre elas: - Melhor visão / precisão para o cirurgião; - Menor dor no pós operatório; - Menor sangramento durante a cirurgia; - Menor risco de infecção; - Menor cicatriz (melhor estética); - Menor período de internação hospitalar e; - Retorno mais rápido as atividades habituais.

Manoel Henrique Dutra

Oncologista, Cirurgião geral

Campo Grande

Agendar uma visita

Quais profissionais tratam Neoplasias abdominais?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.