Pseudomixoma peritoneal - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Especialistas em pseudomixoma peritoneal

Encontre um especialista em Pseudomixoma Peritoneal na sua cidade:
William Augusto Casteleins

William Augusto Casteleins

Oncologista, Cirurgião geral

Curitiba

Agendar uma visita
Gustavo Andreazza Laporte

Gustavo Andreazza Laporte

Cirurgião oncológico, Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral

Porto Alegre

Agendar uma visita
Carlos Augusto Rodrigues Veo

Carlos Augusto Rodrigues Veo

Oncologista, Cirurgião oncológico

Barretos

Fábio Oliveira Neves

Fábio Oliveira Neves

Cirurgião geral, Cirurgião oncológico

Vitória da Conquista

Bruno José De Queiroz Sarmento

Bruno José De Queiroz Sarmento

Cirurgião oncológico

Brasília

Gustavo Novaski

Gustavo Novaski

Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral, Cirurgião oncológico

Campinas

Perguntas sobre Pseudomixoma peritoneal

Nossos especialistas responderam a 6 perguntas sobre Pseudomixoma peritoneal

Dr. Marcos Vinicius Franca
Dr. Marcos Vinicius Franca
Oncologista, Médico clínico geral
Taguatinga
Ola. O resultado final da biopsia de todo o tumor operado, associado a maior informacao de qual foi efetivamente a cirurgia realizada para remover o apêndice, bem como a informacao dos exames…
2 respostas

Dra. Simone Perales
Dra. Simone Perales
Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral, Cirurgião oncológico
Campinas
Difícil dizer sem avaliar seus exames de imagem e a lesão no fígado. O ideal é que procure um cirurgião especialista em cirugia de fígado para avaliar a possibilidade de tratamento. A disposição!
1 respostas

Dr. William Augusto Casteleins
Dr. William Augusto Casteleins
Oncologista, Cirurgião geral
Curitiba
Atualmente já são 51 centros no Brasil. Aproveitando o comentário anterior, o Meeting foi excelente na troca de experiências e formalizou o cadastro de todos estes centros.
Em Curitiba…
3 respostas

Especialistas falam sobre Pseudomixoma Peritoneal

O que é o Pseudomixoma Peritoneal e como se trata? É uma doença rara, mas apesar da sua aparente gravidade, hoje é uma condição curável. Implantes no peritônio (uma membrana que reveste a maior parte dos órgãos abdominais), originados de um tumor no apêndice cecal, produzem e secretam uma grande quantidade de mucina (um muco gelatinoso). O paciente percebe um crescimento lento e progressivo das dimensões do abdomen. A quimioterapia por via endovenosa não é eficaz. O tratamento "padrão-ouro" aceito hoje no mundo inteiro é a cirurgia de citorredução máxima, com aplicação de quimioterapia hipertérmica intra-peritoneal (HIPEC).

Andrea Petruzziello

Cirurgião oncológico, Oncologista

Curitiba

Agendar uma visita

O pseudomixoma peritoneal consiste na disseminação peritoneal de uma neoplasia mucinosa de origem apendicular (apêndice cecal). Essa neoplasia pode ser benigna (adenoma) ou maligna (adenocarcinoma). Muitas vezes se apresentam com aumento do volume abdominal pelo acúmulo de uma substância gelatinosa chamada mucina. O tratamento consiste na ressecção completa de todos os focos de doença peritoneal (cirurgia citorredutora) associada a administração intra-peritoneal de quimioterapia aquecida (da sigla em inglês HIPEC) com altas taxas de cura.

Márcio Carmona Marques

Oncologista, Cirurgião geral

São Paulo

Agendar uma visita

Quais profissionais tratam Pseudomixoma peritoneal?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.