Transtorno da personalidade dependente - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Não descuide da sua saúde

Escolha a consulta online para iniciar ou continuar o seu tratamento sem sair de casa. Se precisar, você também pode marcar uma consulta no consultório.

Mostrar especialistas Como funciona?

Especialistas - transtorno da personalidade dependente

Rafaella Fernandes

Rafaella Fernandes

Psicólogo

Natal

Regina Stela Matos Damazio

Regina Stela Matos Damazio

Psicólogo

Criciúma

Laís Mendes

Laís Mendes

Psicólogo

Maricá

Samira Falcão

Samira Falcão

Psicólogo

São Paulo

Daniela Coutinho

Daniela Coutinho

Psicólogo

Rio de Janeiro

Renata Camargo

Renata Camargo

Psicólogo

Camaquã

Perguntas sobre Transtorno da personalidade dependente

Nossos especialistas responderam a 10 perguntas sobre Transtorno da personalidade dependente

Não necessáriamente , depende das comorbidades (outros transtornos associados) , do grau de sofrimento capacidade de suportar frustrações.
9 respostas

Oi, esse sentimento de culpa é esperado principalmente quando o relacionamento é abusivo, digo Isso, porque a culpa é base nessas relações. Assim, seria bom para vc se fortalecer e não voltar…
9 respostas

Especialistas falam sobre Transtorno da personalidade dependente

A maior parte dos pensamentos de uma pessoa muito dependente são irreais e quase sempre emocionais. Precisamos buscar manter um equilíbrio entre o lado racional e emocional isso poderá ajudá-lo em decisões para atender aos seus desejos, seria um bom caminho para a melhora dos quadros de ansiedade e depressão. Em casos de personalidade dependente, deve-se trabalhar a autoconfiança, o apego excessivo, a reestruturação mental de modo que se torne mais adaptado para viver. Trabalhar a autonomia e melhora nas decisões é um bom passo para se adequar e aprender a ser resiliente com as frustrações.

Cleunice Paez Borges

Psicólogo

São Paulo


A característica essencial do Transtorno da Personalidade Dependente é uma necessidade invasiva e excessiva de ser cuidado, que leva a um comportamento submisso e aderente e ao medo da separação. Este padrão começa no início da idade adulta e está presente em uma variedade de contextos. Os comportamentos dependentes e submissos visam a obter atenção e cuidados e surgem de uma percepção de si mesmo como incapaz de funcionar adequadamente sem o auxílio de outras pessoas. Geralmente têm grande dificuldade em tomar decisões corriqueiras, tendem a ser passivos e a permitir que outras pessoas tomem iniciativas e assumam a responsabilidade pela maioria das áreas importantes de suas vidas.

Betânia Tassis

Psicólogo, Psicanalista, Sexólogo

Guapimirim

Agendar uma visita

É um transtorno de personalidade ansiosa caracterizado pela incapacidade de ficar sozinho. As pessoas com transtorno de personalidade dependente precisam de outras pessoas para obter conforto, segurança, conselhos e apoio. Embora as pessoas que não apresentam este quadro clínico às vezes tenham esses sentimentos, as pessoas com TPD não vivem sem a aprovação de outros. Elas desenvolvem sintomas de ansiedade quando estão sozinhas.

Maria Teresa Barbosa Lopes Lauar

Psicólogo

Belo Horizonte

Quais profissionais tratam Transtorno da personalidade dependente?

Pesquisas relacionadas


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.