Doenças prostáticas - Informações, especialistas e perguntas frequentes

O que é?

A próstata é uma glândula que faz parte do sistema reprodutor masculino. Ela tem como função produzir e armazenar um fluído que constitui (de 10% a 30%) o fluido seminal. Esse fluido seminal, conjuntamente com os espermatozoides, forma o sêmen. Ela é localizada abaixo da bexiga e pesa de 15 a 20 gramas. São três as doenças que mais a afetam:

Infecção (prostatite aguda ou crônica)

Trata-se de uma infecção bacteriana que atinge 10% dos homens com idade em 30 e 50 anos. Pode ser aguda ou crônica. Quando a prostatite é aguda, o paciente tem febre, sente tremores, fraqueza, dor e vontade quase incontrolável de urinar. Sua urina sai escura, exala um cheiro forte e pode conter sangue. O diagnóstico pode ser feito com uma entrevista e exame físico com o paciente. Exames laboratoriais de sangue (PSA- Antígeno Prostático Específico) e de urina (cultura e bacteroscópico) podem ajudar o médico. O tratamento é feito com medicamentos (antibióticos e anti-inflamatórios) e repouso. A prostatite crônica tem sintomas mais leves. Não apresenta febre, mas precisa do uso medicamentos antibacterianos por períodos mais longos.

Hiperplasia benigna

A hiperplasia benigna é o crescimento exagerado da próstata sem formação de tumores. Afeta de 80% a 90% dos homens após os 40 anos e seu principal sintoma é a dor na hora de urinar. Além disso, o jato de urina fica fraco, há gotejamento, maior frequência de urina no período noturno e aparecimento de sangue. Na grande maioria das vezes (90%), pode ser tratada com medicamentos e acompanhamento clínico. Nos outros casos, é recomendada a cirurgia para remoção total ou parcial da próstata.

Câncer

O câncer de próstata é o adenocarcinoma mais comum no homem. Quanto mais precoce for o diagnóstico, maior a chance de cura. Para realizar o diagnóstico, o médico precisa fazer uma entrevista com o paciente. O histórico familiar (hereditariedade) é importante. O exame físico (toque retal) também. Exames laboratoriais como o nível de PSA no sangue podem ajudá-lo. Porém, quando há suspeita de câncer, há necessidade da realização do ultrassom transretal com biópsia prostática. O câncer na próstata não apresenta sintomas no início. Por isso, consultas regulares com o urologista após os 40 anos são essenciais para o diagnóstico precoce. A cirurgia é o único tratamento indicado. O envelhecimento é a o principal motivador das doenças de próstata. O órgão cresce com o tempo. A presença de casos na família também é um fator de risco assim como o hábito de fumar, o consumo excessivo de álcool, carne vermelha e leite.

Especialistas em doenças prostáticas

Encontre um especialista em Doenças Prostáticas na sua cidade:
Carlos Brandt Filho

Carlos Brandt Filho

Urologista

Recife

Anderson de Oliveira Galvão

Anderson de Oliveira Galvão

Urologista

Nova Lima

Antonio Jose Alves de Souza Junior

Antonio Jose Alves de Souza Junior

Cirurgião geral, Urologista

Juiz de Fora

Rafael Neuppmann Feres

Rafael Neuppmann Feres

Urologista

Ribeirão Preto

André Leonardo Eyng

André Leonardo Eyng

Urologista

Florianópolis

Perguntas sobre Doenças prostáticas

Nossos especialistas responderam a 50 perguntas sobre Doenças prostáticas

Sugiro que procure um urologista para avaliar você e seus exames e lhe orientar o acompanhamento. abraço
1 respostas

Dr. Victor Hugo Senra Victor
Dr. Victor Hugo Senra Victor
Urologista
Rio de Janeiro
Normalmente sim, mas depende se você fez alguma cirurgia prostática prévia, da sua idade e volume da próstata. Independente do valor do PSA, a consulta e exame por um um urologista são indispensáveis.
1 respostas

Procure seu médico para lhe orientar as alterações compativeis com seu quadro. abraço
1 respostas

Especialistas falam sobre Doenças Prostáticas

A próstata pode ser acometida por doenças benignas (hiperplasia ou infecções) e malignas (câncer, descrito em mais detalhes em outros artigos). A Hiperplasia (HPB) é o crescimento benigno da próstata, que é natural do envelhecimento masculino e causará os sintomas de dificuldade miccional. A infecção (prostatite) podem estar relacionadas a DSTs (especialmente clamídea e gonorréia) ou infecções urinárias. Pode ser aguda (com quadro de febre, mal estar, sangramento e sintomas urinário) ou crônica, causando sintomas irritativos por longo período de tempo: aumento da frequência urinária, desconforto ou dor entre o escroto e o ânus ou dor no canal da urina.

Hoje o câncer da próstata, excluindo os tumores da pele, é o câncer mais comum no homem e o segundo que mais mata. A arma mais poderosa contra esta doença é seu diagnóstico precoce, pois nas fases iniciais, com o tumor limitado a próstata, as chances de cura são muito boas. A próstata também apresenta um tipo de crescimento benigno (Hiperplasia Benigna da Próstata), podendo levar a dificuldade de urinar por estreitamento da uretra. Isto acarreta problemas como aumento das idas ao banheiro durante o dia e a noite (piorando muito a qualidade do sono), pode comprometer a bexiga e dos rins, assim como infecção urinária, sangramento, pedra na bexiga e até uso de sondas para urinar.

Pacientes com dificuldade de esvaziamento da bexiga e aumento da frequência urinária noturna, podem estar com doença prostática. A avaliação anual da próstata nos permite acompanhar seu crescimento e o risco de aparecimento de tumor prostático. Iniciamos o tratamento clínico e na falha deste e nos casos mais graves, utilizamos os métodos cirúrgicos mais adequados a cada tipo de paciente.

O que é HPB? A hiperplasia prostática benigna (HPB) é uma das doenças mais frequentes no homem. Consiste no crescimento benigno da próstata. Seu crescimento é decorrente de processo natural e inerente ao envelhecimento do homem - ligado diretamente à testosterona (hormônio masculino). Estima-se que cerca de 50% dos homens apresentam algum grau da doença após os 50 anos; e que mais de 30% necessitarão de tratamento durante a vida. Por isso, a HPB, juntamente com o câncer de próstata, deve ser motivo de vigilância nas consultas urológicas, principalmente a partir dos 40/50 anos de vida da população masculina.

Marco Dionisio

Urologista

Rio de Janeiro


A próstata é uma glândula e faz parte do aparelho reprodutor humano. Ela fica abaixo da bexiga e acima do reto, englobando toda a volta da primeira porção da uretra. A próstata colabora com a produção do fluido seminal que ajuda a carregar os espermatozoides durante a ejaculação. Um dos problemas mais comuns da próstata é o seu crescimento benigno, que, com o passar do tempo, pode comprimir a uretra e causar dificuldade para urinar. Outras patologias que também podem acometer a próstata são o câncer de próstata e as prostatites (infecções e inflamações da próstata).

Diogo Carlo Cruz Smith

Urologista

Aracaju


Entre os problemas prostáticos mais frequentes, encontram-se a Hiperplasia Prostática Benigna, ou HPB, e o Câncer de Próstata. A Hiperplasia Prostática Benigna (HPB) é uma condição em que a próstata aumenta de volume. Pode causar sintomas urinários como dificuldade miccional, aumento da frequencia urinária, diminuição do jato urinário, esforço para iniciar uma micção, sensação de resíduo na bexiga após uma micção. Seu diagnóstico é feito através de consulta, exame físico e exames complementares, e seu tratamento pode ser tanto medicamentoso quanto cirúrgico.

A próstata é uma glândula localizada ao lado da bexiga (no homem). Com o passar da idade, pode evoluir com o aumento de tamanho (hiperplasia prostática) e também com câncer. A hiperplasia (HPB) pode levar a sintomas como: jato urinário fraco, sensação de esvaziamento incompleto da bexiga e micções noturnas, podendo também causar sangramento na urina, cálculos na bexiga e até insuficiência renal. O Câncer de Próstata costuma ser assintomático, e o diagnóstico precoce ainda é a melhor prevenção, com tratamento particularizado para cada paciente. Acompanhei dois dos maiores cirurgiões de próstata do Brasil e do Mundo, Prof. Miguel Srougi e Dr. Vipul Patel, e aqui desempenho esses ensinamentos.

Luis Fernando Dip

Cirurgião geral, Urologista

Francisco Beltrão

Agendar uma visita

A próstata é uma glândula relacionado ao aparelho reprodutivo masculino, mas está anatomicamente relacionada ao aparelho urinário masculino. Ela é responsável por algumas doenças dos homens, sendo as mais comuns a hiperplasia prostática benigna ( HPB), câncer de próstata e, mais raramente as prostatites. Todo homem deve anualmente procurar um urologista para sua avaliação preventiva.

Gilberto Vianna

Urologista

São José dos Campos


As patologias da próstata podem iniciar cedo, em adultos jovens, se apresentando na forma de prostatites (inflamação aguda ou crônica) em adultos de meia idade como os casos de câncer de próstata e nos homens mais velhos através da hiperplasia prostática benigna.

Rafael Pauletti Goncalves

Urologista

Natal


As doença da próstata podem ser inflamatórias, infecciosas, benignas ou malignas. Cada uma delas têm características próprias e em consequências seu diagnóstico e tratamento também são diferentes. Apesar de algumas doenças da próstata ocorrem em indivíduos jovens, a maioria acontece em homens de mais idade. Neste caso prevalecem a ocorrência de aumentos benignos da próstata e os tumores malignos. O tratamento destas duas doenças são completamente diferentes, dai a importância do diagnóstico correto e preciso.

Com o envelhecimento, o homem pode sofrer piora na função miccional em decorrência de alterações na próstata e/ou bexiga que na maioria das vezes não estão relacionadas com o Câncer de Próstata. Assim, uma investigação dirigida deverá ser realizada para tentar solucionar os problemas relacionados à micção.

A Sociedade Brasileira de Urologia recomenda que todo homem com idade superior a 50 anos ou com 45 anos para aqueles com fatores de risco (como histórico familiar de câncer de próstata ou raça negra), deve consultar anualmente com o urologista. Na consulta urológica de rotina, vamos abordar o tema em questão, avaliando os fatores de risco (quando houver), sintomas prostáticos e realizar o exame físico e toque da próstata (quando indicado), além de esclarecer suas dúvidas sobre as doenças da próstata. Previna-se.

Alisson César Freitas Alvarenga

Urologista

Belo Horizonte


Atualmente a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) orienta o rastreamento populacional de câncer de Próstata (o chamado preventivo da próstata) para homens a partir dos 50 anos de idade, e para pacientes de alto risco (que tiveram parentes com a doença) a partir dos 45 anos.

Tiago Soares Bissonho

Urologista

Fortaleza


A próstata é uma glândula que abraça o canal da uretra antes dela chegar à bexiga - sua função é ajudar a produzir o sêmem. Com o avanço da idade, muitas vezes essa glândula se hiperplasia e causa dificuldade de urinar - a isso damos o nome de Hiperplasia Prostática Benigna. Não se torna câncer de próstata, entretanto os dois problemas podem existir no mesmo paciente. O tratamento varia, desde medicamentos que aliviam os sintomas e causam uma "regressão" do tamanho da próstata, passando por cirurgias (RTU de próstata - retiramos fragmentos do "miolo" da próstata usando uma fina câmera e com isso desobstruímos); e também a cirurgia a céu aberto para próstatas muito grandes.

Quais profissionais tratam Doenças prostáticas?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.