Transtornos de ansiedade - Informações, especialistas e perguntas frequentes

O que é?

A ansiedade é uma característica normal do ser humano. Trata-se de um sentimento bastante vago de medo do que possa acontecer no futuro. Uma ameaça externa faz o organismo aumentar o seu ritmo para reagir a ela. Ela se torna patológica quando a reação do corpo torna-se excessiva e passa a ocorrer sem que exista um acontecimento real capaz de dispará-la.

Há vários tipos de transtornos de ansiedade. Entre os mais comuns estão:

- Síndrome do pânico: a pessoa sofre crises súbitas, muito parecidas com ataques cardíacos, sem justificativa. Essas crises ocorrem esporadicamente em diferentes situações gerando insegurança.

- Fobia social: medo de interagir com outras pessoas.

- Agorafobia: medo de lugares abertos ou de lugares públicos com a presença de multidões.

- Transtorno obsessivo compulsivo (TOC): manias ou rituais criados em diversas situações.

- Transtorno de estresse pós-traumático: depois de um acidente ou quando a pessoa é vítima de uma violência, reage como aquilo fosse se repetir a cada momento.

- Transtorno de ansiedade generalizada: é um quadro de ansiedade crônica sem qualquer fundamento para o nervosismo.

- Transtorno de ansiedade de separação: medo de perder alguém que ama. Mais comum em crianças.

Qual é a causa?

Não se sabe exatamente a causa que transforma a ansiedade normal do ser humano em patológica. Acredita-se que dois fatores sejam os responsáveis pela modificação do quadro. O primeiro deles seria genético. Pessoas com familiares próximos vítimas de transtornos de ansiedade teriam maior possibilidade de desenvolver a doença. O segundo responsável para o desenvolvimento de quadro patológico de ansiedade seria o estresse.

Quais os sintomas?

O sintoma principal que caracteriza o transtorno de ansiedade é a constante preocupação ou tensão sem que existam motivos para isso. Há muitos outros sintomas que variam de pessoa para pessoa. Entre eles estão: dificuldade de concentração, fadiga crônica, irritabilidade constante, dificuldade para adormecer e quando o sono chega não é satisfatório, inquietação, tensão muscular, tremedeira, dores de cabeça, dores de estômago, náusea, diarreia, palpitações, sudorese, vômitos e dificuldade respiratória. Os transtornos de ansiedade atingem adultos e também crianças. São mais comuns em mulheres que em homens. Nelas, podem gerar alterações, inclusive, hormonais chegando a suspender os períodos menstruais.

Como fazer o diagnóstico?

Os diagnósticos dos transtornos de ansiedade normalmente ocorrem por exclusão. Com a extensa gama de sintomas, o médico pode realizar exames para descartar outras causas para eles. No entanto, o mais importante é a entrevista realizada pelo profissional de saúde. Ele deve obter do paciente um relato detalhado dos sintomas para não apenas diagnosticar um transtorno de ansiedade, mas também classificá-lo de acordo com a categoria e intensidade.

Qual o tratamento?

De acordo com a classificação do transtorno de ansiedade e de sua intensidade, os médicos podem enveredar por três caminhos no tratamento. Os transtornos mais leves podem ser solucionados com mudanças de hábito na vida das pessoas com o aumento de atividades capazes de ajudar na diminuição do estresse. Iniciar uma rotina diária de exercícios e ampliação os horários destinados ao lazer podem ajudar a reduzir o quadro de ansiedade. A psicoterapia também é utilizada no auxílio ao combate da doença. O uso de medicamentos é outra opção. Antidepressivos e calmantes podem ser utilizados quando necessário. Nada impede que o médico utilize até mesmo as três opções conjuntamente.

Especialistas em transtornos de ansiedade

Encontre um especialista em Transtornos de Ansiedade na sua cidade:
Douglas Motta Calderoni

Douglas Motta Calderoni

Psiquiatra

São Paulo

Priscila Tavante

Priscila Tavante

Psiquiatra

Taguatinga

Daniel Minahim

Daniel Minahim

Psiquiatra

São Paulo

Bruno Gherman

Bruno Gherman

Psiquiatra

Rio de Janeiro

Felipe Machado

Felipe Machado

Psiquiatra

Cotia

Luis Falivene Roberto Alves

Luis Falivene Roberto Alves

Psiquiatra

Campinas

Perguntas sobre Transtornos de ansiedade

Nossos especialistas responderam a 248 perguntas sobre Transtornos de ansiedade

Boa tarde,

Situações de estresse extremo, principalmente relacionadas a ameaça ou risco à vida podem desencadear respostas como hiperatividade e revivência do fato que podem ser…
3 respostas

Prof. Dr. David De Lucena
Prof. Dr. David De Lucena
Psiquiatra
Fortaleza
Ansiedade em grande quantidade pode gerar em teoria qualquer sintomatologia física, sendo este dado inerente de cada pessoa. Sensações de dormência como você descreve podem sim estar relacionado…
3 respostas

 Caio Reis
Caio Reis
Psicólogo, Psicanalista
Salvador
Tudo vai depender de seu quadro clínico. Ou seja, se é algo pontual, se o medicamento é usado para aliviar sintomas, porém uma psicoterapia é necessária para compreender melhor a causa, dentre…
12 respostas

Especialistas falam sobre Transtornos de Ansiedade

A ansiedade é um problema que acomete grande parte da população atualmente. Todas as pessoas apresentam um determinado nível de ansiedade. Mas quando a ansiedade aumenta muito, pode deixar de ser algo normal e se tornar patológica. Talvez você tenha se sentido muito inquieto, nervoso e preocupado. Talvez você esteja apresentando sintomas físicos como taquicardia, falta de ar, aperto no peito, mãos geladas, tontura e dor de cabeça. Talvez você perceba que está perdendo o autocontrole. Estes são sinais de alerta. Busque uma avaliação e orientações médicas.

Transtorno de ansiedade já é considerado o mal do século e não à toa que a busca por ajuda neste sentido vem aumentando cada vez mais. E com isso a ciência avançou muito para auxiliar os pacientes com este transtorno. A Terapia Cognitivo-Comportamental oferece inúmeras técnicas que costumam trazer resultados significativos nesses casos.

A ansiedade passa a ser doença quando afeta o dia a dia do individuo tanto com sintomas físicos - palpitações, suor excessivo, tremor, insônia – quanto com sintomas emocionais – medo excessivo, angustia, preocupação extrema. Fatores genéticos aumentam a probabilidade de ser portador da doença. O tratamento é a base de antidepressivos e ou psicoterapia. Solicito exames laboratoriais que auxiliam a diferenciar ansiedade de outros diagnósticos clinicos. Tem cura e o acompanhamento tem abordagem integral, com o objetivo de que o paciente volte à rotina normal.

Vivian Machado

Psiquiatra

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

A primeira coisa que precisa fazer é identificar qual é a sua maior preocupação, qual o contexto mais profundo existente nela, e que mexe com seus medos, determine algo que possa ser feito a respeito. Determine qual a probabilidade da sua preocupação acontecer, quais hipóteses e saídas pode encontrar para a situação. O que de pior pode acontecer, seria algo superável? Pense nas melhores hipóteses, e nas estratégias do que pode ser feito. Verifique se você tem muitos pensamentos limitantes que te impedem de encontrar a solução, se são exagerados ou muito negativos. Pense em quantas vezes já passou pela mesma situação e conseguiu resolver, e quantas vezes seus pensamentos te enganaram?

Cleunice Paez Borges

Psicólogo

São Paulo


Ansiedade é um um estado psíquico normal, natural e fundamental na vida de todos nós. Mas em alguns casos, quando esse mecanismo sofre pertubações a ansiedade pode começar a interferir em nosso cotidiano, de forma a torna a tornar-se prejudicial atingindo o organismo como um todo e gerando patologias. Convido você a buscar entender seus sintomas? Como o seu corpo se comunica com você, como ele está se sentindo, como esta se defendendo e como podemos fazer para retornar a um equilíbrio saudável. Te convido a fazer as pazes com sua ansiedade e usar ela a se beneficio desenvolvendo um mecanismo muito importante para sua vida e interação com o meio e na relação com os outros. Busque a Mudança.

Podemos dizer que a ansiedade é uma preocupação excessiva com o futuro. Dito desta forma fica evidente que a ansiedade é uma característica normal em todas as pessoas. No entanto junto com o excesso vem o perigo de que esta característica se transforme em patologia. A diferença de alguém com transtorno de ansiedade para quem tem ansiedade em níveis normais é que a pessoa classificada no transtorno não tem apenas momentos de pico. A ansiedade é persistente e/ou com pensamentos sistemáticos. É válido ressaltar que os níveis de ansiedade podem ser tão altos que se chega a ter sintomas físicos, como suor, falta de respiração e taquicardia.

Cladismari Zambon

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo

Agendar uma visita

A ansiedade corresponde à preocupação com acontecimentos futuros, enquanto o medo é uma reação aos acontecimentos do presente. Estes sentimentos podem causar sintomas físicos, como ritmo cardíaco acelerado ou tremores. Existem várias perturbações de ansiedade conforme as causas dos sintomas, incluindo perturbação de ansiedade generalizada, fobias específicas, agorafobia, perturbação de ansiedade social, perturbação de ansiedade de separação e perturbação de pânico. É frequente as pessoas apresentaram mais de uma perturbação de ansiedade.

Anderson Faria Garcia

Psicólogo

Uberlândia


Os casos de transtorno de ansiedade tem aumentado significativamente nos dias atuais. O acompanhamento psicológico proporciona ao paciente a obtenção de foco, melhores resultados em sua vida pessoal e profissional , já que neste este transtorno o sujeito está sempre preocupado com algo e nunca consegue viver plenamente o momento presente, vive numa ansiedade e insatisfação constante. Sendo assim o tratamento psicológico o ajuda a ter seu próprio tempo, planejar sem se consumir co uma situação,ter mais qualidade de vida. Em alguns casos há drmanda de acompanhamento psiquiátrico também, para que diminua um pouco os sintomas, tenha o mínimo de estabilização para então acontecer a mudança.

Kênia Silva Barbosa Carvalho

Psicanalista, Psicólogo

Contagem


A ansiedade se manifesta de diversas formas. Para algumas pessoas, com o tempo, a ansiedade que antes era considerada um traço de personalidade passa a se manifestar de maneira mais intensa, mais limitante, podendo chegar a desencadear crises mais intensas e até mesmo quadros de pânico. A psicoterapia é fundamental para que o paciente aprenda mais sobre como vive essa ansiedade, como ela se manifesta, com o que de sua história de vida ela se relaciona e possa lidar com essas sensações de formas diferentes.

Flávia Pachiega

Psicólogo, Psicanalista

Curitiba


Ao chegar com um quadro de ansiedade, há a preocupação de fazer com que o paciente deixe de viver suas aflições em relação ao futuro e volte ao momento presente, refletindo sobre a sua vida. É um tratamento longo, porém eficaz, que ajuda o indivíduo a se livrar dos pensamentos distorcidos em relação a sua vida. A meditação é uma prática realizada para auxiliar esse momento de sofrimento.

Jéssica Moura Piovan

Psicólogo

São Paulo


O medo e a ansiedade são manifestações psicológicas naturais e importantes para a manutenção da vida, porém, quando se ocorrem de maneira desproporcional ou de forma intensa, isso se torna mesmo um grande desafio pessoal, gerando uma série de sintomas físicos e psíquicos que merecem atenção e tratamento. A psicoterapia compreende um processo de auto-conhecimento, de avaliação da estrutura do pensamento e da dinâmica psicológica que levaram ao desenvolvimento do transtorno. É um processo prático de aprendizado do enfrentamento da ansiedade, da compreensão de si mesmo, da linguagem própria, de modo a permitir uma nova relação consigo e com o mundo.

Rodrigo Oliveira Lazzarini

Psicanalista, Psicólogo

Campinas


O Coaching é uma prática que traz incontáveis benefícios para quem pretende eliminar a ansiedade. Os conhecimentos, técnicas e recursos inovadores do Coaching permitem que, especialmente com o enfoque no Autoconhecimento, a pessoa reflita sobre seu potencial, suas habilidades, capacidades e realize seus sonhos a partir desse descobrimento. O Coaching para Controle da Ansiedade, proporcionará você a entender a ansiedade e seus sintomas. A partir daí, o objetivo será buscar o melhor caminho para utilizar a ansiedade ao seu favor e alcançar os melhores resultados. A Programação Neurolinguística (PNL) será nossa Metodologia de Excelência, o que ajudará você a ter um maior controle emocional.

Marcelo Pires

Psicanalista, Psicólogo, Terapeuta complementar

São José do Rio Preto


A ansiedade é um substantivo abstrato utilizado para designar um sentimento de ânsia, desejo, fervorosidade. Sendo assim, pode-se compará-la às diversas emoções características do ser humano (amor, raiva, amizade, inveja, gratidão, magoa, dentre outros). O estresse e a preocupação presentes na sociedade contemporânea corroboram, cada vez mais, o desenvolvimento da ansiedade no indivíduo. O que diferencia a ansiedade saudável que motiva e impulsiona da ansiedade patológica é o grau que ela ocupa na vida das pessoas. A manifestação da ansiedade é comum diante de algumas situações do dia a dia , uma prova difícil, apresentação de um trabalho, entrevista de emprego, encontro amoroso.

A ansiedade é uma emoção necessária para a sobrevivência humana,pois vem como uma alerta para que o indivíduo seja mais atencioso em algumas situações novas e desafiadoras,nesse aspecto é natural se sentir ansioso(a). Já no transtorno de ansiedade a pessoa tem um padrão constante e prejudicial (sentimento de incapacidade em realizar as tarefas do dia-a-dia, pois, entra em pânico,tensão ou nervosismo, pensamentos ruins ,falta de concentração,insônia,medo constante,dor ou aperto no peito e o aumento das batidas do coração,respiração ofegante ou falta de ar).Nas consultas com os meus pacientes identifico a causa específica,com intervenções, técnicas e conteúdos elaborados para a melhora.

Daniela De Jesus Ramos

Psicólogo, Terapeuta complementar

Lauro de Freitas

Agendar uma visita

Pessoas ansiosas têm características em comum: têm sensações físicas incômodas, evitam ativamente as situações que podem ser desconfortáveis e desencadear esses sintomas e sofrem consequências por conta dessas evitações, já que muitas vezes não conseguem realizar certas coisas calmamente. A forma como as pessoas interpretam as situações interferem diretamente na forma como sentem e agem. Logo, se conseguirmos reestruturar a maneira de pensar, podemos mudar a maneira de sentir e de se comportar. A base do tratamento é a reestruturação de pensamentos distorcidos para pensamentos realistas, a resolução de problemas, o manejo da ansiedade e, no tempo certo, a exposição gradual.

Vivemos uma época de grande estresse e muita exigência, o que gera aumento da nossa resposta ansiosa e sensação de angústia e tensão. Quando o nível e a frequência desses sintomas (excesso de pensamentos e de preocupação, tensão, medo, inquietação, irritabilidade, falta de energia, evitação de lugares e pessoas e etc.) se tornam muito altos, desenvolvemos os Transtornos de Ansiedade, devido ao sofrimento que sentimos ou que causamos. Esses transtornos são os mais prevalentes e comuns na sociedade. Com a busca precoce e boa adesão ao tratamento, rapidamente melhoramos e voltamos à nossa normalidade. Atividade física e psicoterapia são fundamentais para o processo terapêutico efetivo.

Os Transtornos de Ansiedade podem ser considerados como os principais males do mundo moderno. Não é de hoje que eles existem, mas a rotina corrida e os diversos compromissos diários, somados ao estresse, pressões profissionais, fobias e privações socais constantes, potencializam o desenvolvimento desses tipos de desordem mental. Alguns transtornos de Ansiedade: Transtorno de fobia específica, Transtorno de ansiedade social, Transtorno do pânico, Agorafobia, Transtorno de ansiedade generalizada, Transtorno obsessivo-compulsivo, Transtorno de estresse pós-traumático... Por meio da psicoterapia é possível identificar as causas do problema, e promover avanços significativos.

Renata Toribio Nunes

Psicólogo

Porto Alegre


A principal característica de um nível alto de ansiedade acaba desencadeando sintomas físicos e psicológicos. É comum a todos nós, mas ela passa a ser patológica quando começa a aparecer em diversas situações do dia a dia sendo considerada exacerbada em relação ao risco ou perigo real gerado pela situação; esta ansiedade traz limitações para o paciente e compromete suas atividades de vida diária. A terapia ajuda a controlar a ansiedade e desenvolver controle emocional. São sessões semanais que contam com estratégias e técnicas comportamentais para lidar com a ansiedade, controlar as crises e reduzir os sintomas que estão incomodando.

Os Transtornos de Ansiedade são marcados por terem como principal característica um nível alto de ansiedade que acaba desencadeando sintomas físicos e psicológicos. Existem vários tipos de transtornos de ansiedade, e os mais comuns são: transtorno de ansiedade generalizada, síndrome do pânico, fobia social, fobias específicas (altura, insetos, etc), transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) e transtorno de estresse pós-traumático. O tratamento para transtornos de ansiedade pode incluir terapia cognitiva comportamental, terapia de exposição, treinamento da atenção, exercício e a utilização de técnicas de relaxamento e formação da assertividade.

Luciana Costa Barros

Psicólogo

Curitiba


A ansiedade nem sempre é algo ruim, mas, quando se torna muito intensa, pode trazer muito sofrimento e prejuízo para a vida. Pessoas ansiosas preocupam-se em excesso e tem dificuldade de relaxar. Podem sentir também sensações físicas como falta de ar, tremores, aceleramento cardíaco e palpitações. Por acreditar que tem uma doença física, os pacientes frequentemente procuram outros especialistas como cardiologistas ou neurologistas. O tratamento é muito eficaz e inclui medicação e psicoterapia.

Dennison Carreiro Monteiro

Psiquiatra

Recife


A ansiedade é uma reação normal do ser humano diante de situações que podem provocar medo, dúvida ou expectativa. No entanto, quando esse sentimento persiste por longos períodos de tempo e passa a interferir nas atividades do dia a dia, a ansiedade deixa de ser natural e passa a ser motivo de preocupação.

Ellen Martins Peiter

Psicólogo

Rio de Janeiro


A ansiedade é uma reação normal do ser humano diante de situações que podem provocar medo, dúvida ou expectativas. Quando persiste por longos períodos e passa a interferir nas atividades do dia a dia, necessita de tratamento. O objetivo do tratamento para transtorno de ansiedade que enlvovem vários sintomas é ajudar o paciente a agir normalmente na vida cotidiana, minimizando suas preocupações. Técnicas específicas como respiração, relaxamento, meditação, arte, resolução de conflitos , desconstrução de pensamentos distorcidos etc. fazem parte do processo da terapia.

Rosana Britzki De Sordi

Psicólogo

São Bernardo do Campo

Agendar uma visita

Podemos dizer que a ansiedade é patológica quando ela se torna irrealista, no momento em que é tão frequente e tão intensa chegando a causar algum prejuízo na vida da pessoa, quando a pessoa deixa de fazer atividades, de aproveitar a vida devido ao quadro de ansiedade. Todos os transtornos de ansiedade envolvem algum nível de Sintomas Cognitivos: receio de perder o controle ou ter algum dano. Sintomas Emocionais: como ficar nervoso, assustado ou apreensivo. Ou sintomas Comportamentais como agitação física ou evitação de situações ameaçadoras. A avaliação de cada caso deve ser feita com cautela, para um tratamento efetivo e duradouro.

Letícia Aparecida Batista

Psicólogo

Vinhedo


O aspecto determinante dos transtornos de ansiedade é a sensação de medo sobre o que poderia acontecer no futuro, de modo que pode causar dificuldades, para estas pessoas, funcionarem no dia a dia. Experimenta-se, também, a evitação, ou seja, fazem o possível para evitar situações que provoquem essa resposta emocional, tão indesejável. Como resultado, passam a viver em intensa vigilância e têm dificuldade em realizar seus trabalhos, desfrutarem de seus momentos de lazer ou participar de atividades sociais com familiares ou amigos. O tratamento envolve o uso de medicamentos e alguns tipos de Psicoterapia. A consulta, por si só, tem um efeito terapêutico.

A ansiedade é uma reação normal do ser humano diante de situações que podem provocar medo, dúvida ou expectativa. O individuo não precisa se preocupar se perceber que essa ansiedade não esta atrapalhando em seu cotidiano, porem se essa ansiedade persistir por períodos longos e começar a interferir em suas atividades do dia a dia então são hora de começar a se preocupar e procurar ajuda. Alguns sintomas de alerta: Preocupações excessivas. Expectativas apreensivas. Medos irracionais.Problemas do sono Fobias.Compulsões perfeccionistas. O motivo dessa Ansiedade pode ser variado como questões familiares, amorosas, relacionadas ao trabalho, à saúde ou de várias outras origens. Terapia ajuda.

Virginia Fernandes

Psicólogo, Terapeuta complementar

Santo André

Agendar uma visita

É cada vez mais comum pacientes me procurarem se queixando de ansiedade...e mais ainda aqueles que já recorreram ao seu médico de confiança ou ao neuro ou psiquiatra para buscar o alívio através de remédios. A questão é que a causa do problema permanece...às vezes por um fator bastante circunstancial outras por coisas que já vem carregando a muito tempo em sua vida. Falar sobre isso ajuda e muito. Encontrar o significado disso é libertador. Experimente buscar ajuda psicoterápica para se sentir melhor. Ser escutado e falar a respeito é um ótimo meio.

Os transtornos de ansiedade possuem como característica principal a ansiedade e perturbações comportamentais relacionadas em níveis que levam a um sofrimento significativo ou interferem na funcionalidade do indivíduo. Segundo classificação atual do Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders (DSM-5), os principais transtornos do grupo são: pânico, transtorno de ansiedade generalizada, transtorno de ansiedade social e fobia específica. O tratamento para os quadros de ansiedade envolve acompanhamento psiquiátrico e psicológico.

A ansiedade é um estado emocional pertinente a todos os seres humanos e o resultado um mecanismo de sobrevivência inato que nos ajuda a identificar e a nos proteger de situações que sejam perigosas ou ameaçadoras para nós. Contudo, quando sentimos com frequência um alto nível de ansiedade ao realizarmos as nossas atividades corriqueiras do dia-a-dia, isso pode ser um indicativo de que precisamos de uma ajuda profissional especializada, já que o esperado era que conseguíssemos realizá-las com um nível de ansiedade que não nos provoque sofrimento. A Terapia Cognitivo-comportamental aliada ao EMDR apresenta grande eficácia na redução da ansiedade e melhora da qualidade de vida do paciente.

Ansiedade é uma emoção complexa, exclusiva do ser humano. Trata-se de uma vivência de apreensão, medo, preocupações e sensações físicas como falta de ar, palpitações, tensão muscular etc. A ansiedade, a princípio, é uma experiência normal e até mesmo saudável! Quando ocorre em intensidade leve, ela é capaz de nos motivar para a ação, de nos energizar e aumentar nossa capacidade de concentração e raciocínio! Por outro lado, a ansiedade pode ser patológica, quando causa grande sofrimento, prejudica o indivíduo em suas atividades ou quando a pessoa deixa de fazer as coisas que gostaria para fugir da ansiedade. Essas características estão presentes nos chamados transtornos de ansiedade.

Os Transtornos de Ansiedade(TA) incluem transtornos que possuem características de medo e ansiedade patológicos com perturbações comportamentais associadas. Os TA diferem entre si nos tipos de objetos ou situações que desencadeiam medo, ansiedade ou comportamentos de evitação e/ou esquiva e de ideação cognitiva associada. Assim, embora os TA tendam a ser altamente comórbidos entre si, podem se diferenciar através de um exame clínico detalhado dos tipos de situações que são temidos ou evitados pelo conteúdo dos pensamentos ou crenças associados. Os Transtornos de Ansiedade se diferenciam do medo ou da ansiedade adaptativos por serem excessivos ou persistirem além de períodos apropri

A ansiedade é uma reação natural do organismo, mas pode se tornar uma doença quando acontece de forma desproporcional. O Transtorno de Ansiedade se manifesta com diversos sintomas, por diferentes motivos e, inclusive, pode estar associado a outras doenças. O tratamento psicológico do Transtorno de Ansiedade que utilizo inicia-se com a identificação precisa da origem da ansiedade; o levantamento de alternativas viáveis para a resolução de desconfortos atuais; o treinamento cognitivo para a habilidade de dominar pensamentos sabotadores que produzem e/ou intensificam a ansiedade; e o treinamento emocional para desenvolver maior autocontrole em situações estressantes.

Eduardo Santos

Psicólogo

Ribeirão Preto

Agendar uma visita

O transtorno de ansiedade está crescendo em todo o mundo. Quando damos inicio ao tratamento psicológico evitamos que possa evoluir para um transtorno do panico ou depressão. Na terapia vamos explorar os fatores que podem estar levando você a sentir - se ansioso, explorando as possibilidades que temos em nossa vida.

Filipe Torelli

Psicólogo

Sorocaba


São transtornos que causam mal estar como angústia ao pensar em coisas ruins que podem acontecer, ir muitas vezes ao banheiro para fazer xixi ou cocô (por nervosismo), medo de perder o controle, aceleramento do coração, entre outros sintomas. Muitas vezes, o paciente acredita que alguma coisa está errada com o corpo (nó na garganta, taquicardia, etc) e começa a fazer vários exames que não acusam nada, e o médico informa ser estresse. A terapia é fundamental para o desaparecimento do quadro, pois age na causa (as medicações fazem o controle dos sintomas; quando se pára de tomar, há grande chances dos sintomas voltarem sem a psicoterapia).

Sandra Mara Comper

Psicólogo

Balneário Camboriú


Existem diferentes transtornos causados pela ansiedade e segundo a OMS (2017), o Brasil é o país com a maior taxa de transtorno de ansiedade do mundo. Os sintomas da ansiedade variam de pessoa para pessoa, mas envolvem (1) sensações fisiológicas, como suor, tremor, coração acelerado; (2) pensamentos relacionados à incerteza, preocupações excessivas e orientação negativa aos problemas; e (3) comportamentos de evitação ou de enfrentamento com múltiplas tarefas que acabam levando a sensação de exastão e diminuindo a qualidade de vida. Na terapia cognitivo comportamental são abordados esses aspectos com o objetivo de compreender suas causas e aprender novas formas de lidar com as situações.

Taisa Borges Grün

Psicólogo

Florianópolis


A ansiedade é concebida como um fenômeno natural de extrema importância por atuar na manutenção e sobrevivência da vida humana. Ela tem características de sinalizar para o sujeito algo, alguma situação que poderá vir a acontecer. O grande desafio surge quando os sinais da ansiedade (como, taquicardia, falta de ar, sufocamento, suor nas mãos/pés/rosto, calafrios, desconforto torácico/abdominal, medo de morrer, irritabilidade, ou tensão muscular, entre outros) aparecem de forma abrupta, intensa e constante de forma a afetar negativamente a vida, as relações e o trabalho do sujeito. Assim, a terapia é uma alternativa interessante na busca da compreensão desse fenômeno psicológico.

Wellington Albuquerque Filho

Psicólogo

Cabo de Santo Agostinho

Agendar uma visita

Os transtornos de ansiedade incluem transtornos que compartilham características de medo e ansiedade excessivos e perturbações comportamentais relacionados. Os ataques de pânico se destacam dentro dos transtornos de ansiedade como um tipo particular de resposta ao medo. Existem também as fobias sociais, as fobias específicas, a ansiedade generalizada e a ansiedade induzida por substâncias/medicamentos. O tratamento varia de acordo com a patologia e normalmente é feito com o uso de antidepressivos e ansiolíticos. A psicoterapia pode também ajudar significativamente.

A ansiedade é um sentimento inerente à condição humana e algumas vezes ela é necessária para nos protegermos de algum perigo e nos prepararmos para alguma situação que não conhecemos. Porém, quando a ansiedade é excessiva, pode ocasionar muitos prejuízos pessoais e profissionais para a vida de uma pessoa. Então é necessário que ela busque um tratamento com um psicólogo e em muitos casos com psiquiatra, visando a redução dos sintomas e a busca de estratégias para lidar melhor com a ansiedade.

Ansiedade é aquele estado de tensão provocado pela preocupação exagerada com relação a algum acontecimento cujo resultado pode ser desagradável. É quando temos aquela sensação de aperto no peito, aquele nó na garganta sobre nem se sabe bem o porquê. Esse conflito entre o que queremos que aconteça e o que pode ser o resultado, causa este descompasso no nosso pensamento.

A ansiedade é um dos sintomas mais presentes na atualidade, talvez devido ao ritmo de vida que levamos, a urgência em saber de tudo, controlar e prever tudo, bem como a dificuldade em esperar as coisas acontecerem, já que tudo, nos dias de hoje, acontece na velocidadee na internet. Só que nem sempre conseguimos ter controle das coisas ou saber exatamente como elas vão acontecer, e isso pode gerar sintomas desagradáveis, como taquicardia, respiração acelerada, sudorese excessiva, entre outros. São as chamadas crises de ansiedade. Tudo isso pode ser tratado e melhor compreendido durante a psicoterapia. Procure ajuda!

Mayra Kruse De Morais

Psicanalista, Psicólogo

São Paulo


A ansiedade é como um sinal amarelo que nos permite ficarmos atentos a situações de perigo e ter comportamentos necessários para lidar com uma ameaça. Ela é fundamental para a nossa sobrevivência. A Ansiedade torna-se um Transtorno quando ela é muito intensa nos prejudica. Por exemplo: a ansiedade em relação a uma avaliação é tão paralisadora que a pessoa não consegue se concentrar, ou a ansiedade a um encontro só nos faz pensar na desculpa para faltar ao mesmo. A ansiedade patológica é uma resposta inadequada a determinado estímulo e ocorre quando situações simples são respondidas com intensa ansiedade. Se você se identifica, posso lhe ajudar com técnicas específicas e comprovadas.

Atualmente as queixas de sintomas de ansiedade estão se ampliando devido ao contexto social e cultural em que vivemos, no qual temos que dar conta de diversas demandas com grande pressão por resultados. Estes sintomas podem se caracterizar por mudanças nos hábitos alimentares, alterações do humor, alterações do sono, irritabilidade, preocupações excessivas, sentir-se pouco produtivo, assim como diversos sintomas físicos como taquicardia, dores abdominais, sudorese em excesso, tremores. Atuo com as terapias comportamentais mais atuais para o desenvolvimento de habilidades de o cliente/paciente para lidar de forma mais efetiva com situações desencadeadoras de sintomas de ansiedade.

As sensações que nos invadem com a ansiedade são muito similares às que surgem em um passeio de montanha russa em que começamos a nos sentir mal. Nossa respiração se acelera e nosso coração não pode parar. Sentimos que de um momento ao outro vai acontecer alguma coisa conosco. Nossas sensações estão bagunçadas, algo nos aprisiona no peito, ficamos imóveis e sem capacidade de reação. Por isso é importante que, quando nos dermos conta de que algo vai mal, consultemos um profissional que nos ajude e dê coerência emocional ao que está acontecendo conosco.

O transtorno de ansiedade é o transtorno mental que mais atinge nossa população. Segundo estimativas da OMS 9,3% dos brasileiros têm algum transtorno de ansiedade. Este transtorno é caracterizado por preocupação excessiva, medo, sintomas físicos como taquicardia, sudorese, tremores, por vezes sensação de morte ou de estar gravemente doente, dificuldade de concentração, alterações do sono. O quadro de ansiedade pode evoluir com alterações do humor, como por exemplo a depressão, fazendo com que aumente a incapacidade. A causa do transtorno é multifatorial, onde fatores biológicos, psicológicos e sociais podem estar presentes e desencadear o quadro, todos devem ser abordados no tratamento.

Paula Fabrício

Psiquiatra

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Em nível de informação, os transtornos de ansiedade se traduzem sob a forma de: - Transtorno de Pânico; - Fobia Social; - Fobia Específica; - Transtorno de Estresse Pós-Traumático; - Transtorno Obsessivo-Compulsivo; - Transtorno de Ansiedade de Separação; - Mutismo Seletivo (Falar em público); - Transtorno de Ansiedade Generalizada; - Agorafobia; - Transtorno de Ansiedade Induzido por - Substância/Medicamento - Transtorno de Ansiedade devido à outra Condição Médica. Portanto, é de fundamental importância a avaliação e o acompanhamento do psicólogo, junto ao apoio familiar.

Paulo Crespolini

Psicólogo

São Paulo


O tratamento psicológico buscaria conhecer a ansiedade, o que ela é, como se apresenta, como e sentida pelo cliente para assim entender qual o significado dela em sua vida. Todo esse processo psicoterápico gera autoconhecimento, o que motiva a tentar viver da melhor forma possível conhecendo melhor suas habilidades e limita coes e aprendendo a lidar com os obstáculos. As síndromes ansiosas sao ordenadas em dois grandes grupos: quando a ansiedade faz-se constante e permanente (ansiedade generalizada, livre e flutuante) e em momentos que existam crises abruptas e intensas (crises de pânico, que poderá configurar futuramente um transtorno de pânico, caso ocorram de forma repetitiva).

A ansiedade é caracterizada por um sentimento vago e desagradável de medo e apreensão, ou seja, uma tensão ou um desconforto proveniente da antecipação do perigo, de algo desconhecido ou estranho, acompanha a maioria dos indivíduos ao longo da vida, a elevação de seus níveis é esperada em certas situações, principalmente naquelas em que não se pode controlar/prever todos os elementos. A ansiedade envolve a antecipação por parte do indivíduo de que algo ruim irá ocorrer, torna-se um transtorno psicológico quando interfere negativamente na vida do indivíduo, levando ao sofrimento psíquico e provocando prejuízos em diversos âmbitos na vida da pessoa.

O que é Ansiedade? A ansiedade é a expectativa de uma ameaça futura caracterizada pelo sentimento de desconforto, em conjunto com a preocupação excessiva e também do medo. Ela pode ser leve ou grave e é bem difícil de controlar, pois atinge um alto grau de intensidade em poucos minutos. Além disso, pode durar muito tempo e, geralmente, está acompanhada de sintomas físicos. Causas: Não se sabe ainda quais são as reais causas da ansiedade. Entretanto, pode ser compreendida entre as experiências vividas pela pessoa e que acabam por ser traumáticas, além de características hereditárias ou, até mesmo, um efeito colateral de algum medicamento que é tomado diariamente.

Vivian Peratelli

Psicólogo

Jundiaí


A ansiedade é a expectativa de uma ameaça futura caracterizada pelo sentimento de desconforto, em conjunto com a preocupação excessiva e medo inconsiste. Suas causas podem ser compreendidas através de experiencias traumáticas vivenciadas pelo individuo, bem como características hereditárias ou efeitos colaterais de medicamentos. A ansiedade em um grau avançado pode impactar de tal forma a vida do indivíduo que o mesmo acaba deixando de fazer coisas simples do dia-a-dia,com o intuito de prevenir o desconforto que sente. Com a psicoterapia o individuo perceberá o que alimenta a sua ansiedade, identificará as possíveis causas e reconhecerá as emoções e comportamentos que comprometem seu vigor.

A ansiedade é uma reação comum diante de situações como entrevistas de emprego, nascimento de uma criança, conflitos no trabalho e em relacionamentos e pode provocar medo, dúvida ou expectativas. Porém, ao notar preocupação excessiva ou expectativa apreensiva persistente e de difícil controle que tende a durar por mais de seis meses, combinada a apresentação de sintomas como inquietação, irritabilidade, dificuldade de concentração e perturbações no sono, é recomendada a procura por acompanhamento médico psiquiátrico aliado a um tratamento psicológico para a compreensão dos sintomas e possível intervenção com tratamento multidisciplinar.

Jessica Do Nascimento Porto

Psicólogo

Santo André


Na minha prática com clientes com transtornos de ansiedade, parto do que o cliente traz (seus sintomas e sua história de vida) para entendê-lo em seu momento presente e, a partir disso, trabalho com as três dimensões humanas: emoção, motor e pensamento por meio da fala, do trabalho corporal e criativo para que o/a cliente percebe suas necessidades, reveja e reflita sobre seus conceitos, crenças, verdades e amplie seus recursos e seu auto-suporte, tornando-se capaz de fazer escolhas diferentes, assumindo uma atitude mais autônoma e integrativa no mundo.

Ana Paula Carlucci De Cunto

Psicólogo

Brasília


Por que nos tornamos pessoas ansiosas? Cada vez mais, em nosso cotidiano, nos deparamos com sintomas de ansiedade. Os motivos são variados, podem estar associados a certos medos, à insegurança em que vivemos, às excessivas preocupações com o futuro ou, até mesmo, com situações que nos exigem uma posição imediata. Há momentos em que não temos descanso, somos invadidos por determinados pensamentos, 24hs por dia, 7 dias por semana, sem conseguir desligar, relaxar ou desviar aqueles que nos causam angustia e sofrimento. Colocamos toda nossa energia em repensar o passado e se preocupar com o futuro que nos esquecemos de viver o presente, no aqui e agora.

É caracterizado pela ansiedade excessiva e preocupação exagerada com os eventos do dia-a-dia. Pode ser considerada como o principal "mal do mundo moderno". É diferente da ansiedade saudável, aquela que sentimos quando temos um evento importante, uma viagem, uma entrevista de trabalho. Quando ela atinge uma preocupação desproporcional e não real , é classificada como transtorno, desencadeando uma série de sintomas, entre eles: pensamentos disfuncionais, inquietude, dificuldade de concentrar-se, mente em "branco", irritação, tensão muscular, insônia, sintomas gástricos, taquicardia e etc... Importante ser acompanhado pelo psiquiatra para analise de tratamento medicamentoso e psicólogo .

Marcia Regina Cunha Greenhalgh

Psicólogo

Campinas


Ansiedade é um termo geral utilizado para falar sobre vários distúrbios que causam nervosismo, medo, apreensão ou preocupação. A ansiedade é uma reação que todo indivíduo experimenta diante de algumas situações do dia a dia, como falar em público, expectativa para datas importantes, entrevistas de emprego, vésperas de provas, exames de saúde entre outras. Contudo, algumas pessoas vivenciam esta reação de forma exacerbada, frequente e intensa, podendo ser considerada como uma ansiedade patológica e vir a comprometer a saúde emocional. Os transtornos de ansiedade podem e devem ser tratados a fim de elevar a qualidade de vida do paciente e minimizar os riscos de agravamento do quadro.

Lucimar Brandão

Psicólogo

Belo Horizonte

Agendar uma visita

Quais profissionais tratam Transtornos de ansiedade?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.