Tenho TOC, tenho um ritual que é difícil de fazer, tem várias regras nele e acabo quebrando as regras sem querer, minha mente diz que tenho que refazer esse ritual, já que não fiz corretamente, há problema em deixar de fazer esse ritual sem refazê-lo?
 Mariana Montes
Mariana Montes
Psicólogo
Rio de Janeiro
Acredito que um dos passos para melhora dos sintomas do toc é interrompendo esses rituais. Parece que isso vem acontecendo de alguma maneira sem gerar um sofrimento muito intenso pra você. Mas o ideal mesmo é que você busque terapia para ter melhora efetiva desses sintomas

 Rita K. A.Costa
Rita K. A.Costa
Psicólogo
São Paulo
O TOC tem tratamento, e muitos deles sao minimizados ou eliminados com as técnicas da terapia cognitivo comportamental.
Aconselho você a procurar acompanhamento profissional, para melhor qualidade de vida.
Gde abraço
Rita Costa

 Esther Maynart P. Mikowski
Esther Maynart P. Mikowski
Psicanalista, Psicólogo
Aracaju
Olá! Se você está se perguntando se pode deixar de fazer o ritual, esse é o momento para buscar uma psicoterapia. Em psicoterapia, poderá fazer essa e outras perguntas que o levarão a lidar com aquilo que você está chamando de TOC e aquilo que sua mente diz.

 Cintia Avila Peres de Almeida Cabeça
Cintia Avila Peres de Almeida Cabeça
Psicólogo, Psicopedagogo
Itanhaém
A abordagem comportamebtql e extremamente eficaz p esse tipo de transtorno de personalidade. Vc necessita primeiramente rever os fatores originarios e desencadeantes desse comportamento.Ela trabalhara c o confronto de seus pensamentos e desviando o foco desse comportamento obsessivo q necessita ser evitado mas revendo esses fatores e gatilhos emocionais.

 Gislaine S. Machado
Gislaine S. Machado
Psicólogo
Florianópolis
Olá, o TOC é um transtorno que surge para que você suporte alguma sensação de caos em sua vida. É muito importante procurar ajuda para Re-significar está sensação. Desse modo, você poderá livrar-se desse hábito angustiante que sugere a falsa sensação de ordem interna. Na verdade a sua mente está presa a este ritual. Nada acontecerá de negativo, caso você não cumpra os rituais, na verdade em sua vida. Contudo, você não está diante de uma condição racional, e permanecerá com esta impressão de que algo ruim pode lhe acontecer, ou ainda, não conseguirá ficar em paz, caso não pratique tais hábitos. Existe tratamento para o controle do TOC, que deve ser feito por um Psiquiatra em conjunto com um Psicólogo. O Psiquiatra irá tratar os sintomas, evitando o agravamento do quadro e possíveis prejuizos que venhas a ter. O Psicólogo irá tratar as causas que a levaram a desenvolver este mecanismo. Busque ajuda, sua qualidade vida irá ampliar muito.

Dra. Cecilia Dal Magro
Dra. Cecilia Dal Magro
Psicólogo
Rio de Janeiro
Bom dia,
Obrigada por sua confiança em perguntar. Antes de mais nada, uma vez que voce tenha esse diagnostico você vem fazendo algum tipo de tratamento? Acredito que você possa fazer muitas coisas para amenizar o sofrimento e o prejuízo na vida causado pelos pensamento obsessivo e os rituais relacionados a eles. Para isso, é fundamental que você busque o suporte e a orientação de um profissional capacitado a ajuda-lo. O Transtorno Obsessivo Compulsivo, em suas modalidades, costuma ser limitante e fonte de sofrimento, e é dificil manejar os sintomas sozinho (a).
Espero que tenha ajudado!

 Danielle Rezende de Paula
Danielle Rezende de Paula
Psicólogo
Montes Claros
Bom dia. Na verdade você deve deixar de fazer qualquer ritual que fortaleça o TOC. Procure um psicólogo cognitivo comportamental para que possa tratar e se livrar do TOC que é um transtorno muito limitante e sem um tratamento piora progressivamente. Trato muitos pacientes assim e em pouco tempo estão ótimos, procure um profissional e recupere sua saúde e autonomia mental.

Dra. Luciana Franco
Dra. Luciana Franco
Psicólogo
Fortaleza
Nao. O problema nao está em vc fazer ou refazer o ritual e sim, em conseguir extingui-lo de forma saudavel.De forma que nao gere aumento de ansiedade ou outros sintomas.O ideal é falarmos pessoalmente, sobre isso. Entre em contato conosco no 85.41412642. Aguardamos vc!

Dra. Adriana Machado Gomes
Dra. Adriana Machado Gomes
Psicólogo
Ponta Grossa
Com certeza não há problema em vc não fazer o ritual! Nada de ruim irá acontecer. O TOC se caracteriza pelas obsessões (pensamentos) e compulsões (comportamentos) que ocupam uma quantidade considerável de tempo e energia do portador, o que poderá acarretar numa interferência familiar e social. Continuar fazendo e refanzendo esses rituais sim, pode lhe causar prejuízo.

As obsessões se apresentam na forma de pensamentos, ideias e imagens de modo intrusivo, que é quando a pessoas não tem mais controle sobre estes pensamentos, ideias e imagens, pois sua mente foi invadida por eles. Como consequência, estes pensamentos geram uma sensação de culpa, de temor, de angústia ou de ansiedade. Na tentativa de se livrar destes pensamentos intrusivos, a pessoa desenvolve certos rituais, cerimônias e comportamentos compulsivos que o ajudam a aliviar esses sentimentos. Geralmente, estes comportamentos seguem regras rígidas que vão ajudar a aliviar esta ansiedade. O portador de TOC pode apresentar o que se chama de “pensamento mágico”, no qual ele acredita que fazendo certas “coisas” (rituais) evitará que estes pensamentos se concretizem na vida real. Eventos catastróficos, contaminação e desastres com pessoas da família são exemplos de pensamentos intrusivos, que ele tenta alterar com estes comportamentos compulsivos e rituais.

Por conta deste medo muito grande que o portador de TOC tem de causar uma catástrofe, de ser contaminado, de cometer falha, ele começa a evitar certas situações que possam gerar medo. Tal comportamento, chamado de “evitação”, começa a limitar cada vez mais o paciente. Ele deixa de frequentar locais os quais ia e de fazer certas coisas, por conta do medo. Mas difícil vc vai conseguir se livrar desses pensamentos e rituais sozinho. Procure um bom Psicologo e também um psiquiatra, faça o tratamento direitinho que vc ficara bem. Sucesso no tratamento. Abraço.

 Ana Marques
Ana Marques
Psicólogo
Pelotas
Bom dia!
Minha sugestão à vc e que procure um profissional de saúde mental. Com o devido tratamento, vc vai entender melhor o que deve fazer.

 Vanessa Gulinelli de Melo
Vanessa Gulinelli de Melo
Psicólogo
São José do Rio Preto
Os rituais fazem parte do TOC, não tem nada de ruim em não fazer os rituais, mas acredito que para você exista a sensação que se não fizer algo de ruim pode acontecer.
O tratamento para Toc necessita de um acompanhamento de psicólogo e psiquiatra, pense na possibilidade de começar o quanto antes um acompanhamento príncipe monte para lidar com seus rituais que acabam sendo exaustivos e tendem a piorar sem tratamento.

Nenhum problema. Ao contrario! Será sua libertaçao. O problema é q ha forças em vc que se manifestam atraves destes atos aparentemente estranhos. Estas forças são desconhecidas tanto quanto violentas. É dificil nao obedecer essas ordens. Uma psicanálise te ajudará.

 Isabel Cristina Laporte
Isabel Cristina Laporte
Psicólogo
Recife
Com um acompanhamento psicoterápico, poderá perceber o melhor modo de lhe dar com está quebra do ritual.
Por não acompanhar seu caso, sua história, não acho ético tecer comentários.
Procure um terapeuta em sua cidade, para juntos encontrarem um modo de alívio para está angústia por quebrar ritual.

 Kelly Anne Marques
Kelly Anne Marques
Psicólogo
Maceió
Olá! Problema nenhum em deixar de refazê-lo. Não refazer seria exatamente enfraquecer o ritual até o ponto da extinção. Abraços!

 Aidê Knijnik Wainberg
Aidê Knijnik Wainberg
Psicólogo
Porto Alegre
Nao tem problema de não refaze-lo, pois foi criacao sua. O ideal seria buscar ajuda psicológica para poder viver com mais liberdae. Um abraço

De forma alguma tem problema, você já notou se estes rituais prejudicam o seu dia-a-dia?
Se sim, o ideal é que busque apoio psicológico
Você pode procurar um auxílio para não ficar dependente desses rituais.

Dr. Anderson Faria Garcia
Dr. Anderson Faria Garcia
Psicólogo
Uberlândia
Ola, procure um profissional da linha cognitiva comportamental para você entender melhor sobre as vantagens de não seguir o ritual e consequentemente para tratamento mais adequado.

TOC é um transtorno que causa sofrimento ao paciente. Não há problema em não cumprir o ritual, mas isso certamente te causa sofrimento. O ideal é que o ritual não exista.
Seria interessante que buscasse ajuda psicológica :)
Faculdade de psicologia geralmente oferecem atendimento gratuito.

 Daniela Sarmento
Daniela Sarmento
Psicólogo
Rio de Janeiro
Olá! O TOC caracteriza-se essencialmente pelos rituais que você cria, vinculados a outros sentimentos, tendo a ideia de que se você quebrar ou deixar de fazer, algo ruim vai acontecer. Mas não! A verdade é que você não precida de nada disso e com a terapia é possível diminuir os níveis de ansiedade e aprender a evitar estes pensamentos, consequentemente, os rituais. Sugiro que procure um Psicólogo na sua região, especialmente os que usam abordagem TCC, pois tem se mostrado mais eficaz no tratamento deste transtorno!
Você vai ficar bem, tenho certeza!

 Eliete de Faria
Eliete de Faria
Psicólogo
Sorocaba
Olá. O problema não está em "quebrar as regras" que estão na sua mente, nem em não refazer. A questão aqui é que isso te causa sofrimento, tem a mente sempre carregada de exigências que te incomodam e que não são sanadas até que as cumpra e assim que cumpre começa uma nova. É esse "ciclo" que chamamos de transtorno obsessivo compulsivo. A combinação de psicoterapia+medicação traz excelentes resultados no tratamento de TOC.
Abraços!

Olá! Não há problema em não refazer o ritual. Você pode ser menos rigoroso consigo mesmo... Se olhe com mais carinho...

 Liediani Souza
Liediani Souza
Psicólogo
Florianópolis
Bom dia,
Os rituais são comportamentos que você mesmo desenvolveu com o intuito de evitar ou prevenir alguma consequência aversiva. No entanto, eles não têm efeito real de prevenção.
Procure um psicólogo para entender os determinantes do seu TOC.
At.te.

Liediani Souza

 Lídia Raposo Lima
Lídia Raposo Lima
Psicólogo
Belo Horizonte
Bom dia
O toque é um comportamento gerado pelas condições emocionais precárias. Em um processo de terapia você e seu psicológo irão decodificar as emoções que dão sustentação a continuidade desses processos.
Fazer terapia vai ajudar muito.


 Geanne Christinne Santos
Geanne Christinne Santos
Psicólogo
Rio de Janeiro
Não, não há problemas em deixar de refazer o seu ritual, se assim for possível a você, claro. Conforme seu relato, você parece estar sendo bastante exigida por sua mente e talvez seja exaustivo atender sempre a todas as suas regras.

 Cecília Isabel Urbina Leon
Cecília Isabel Urbina Leon
Psicólogo
Criciúma
No TOC os rituais são sintomas para diminuir a ansiedade dos pensamentos obsessivos. E parte do distúrbio a necessidade de fazer varias vezes. Se você consegue segurar a ansiedade e não fazer o ritual você já está no caminho da melhora.

Dra. Daniele Alves
Dra. Daniele Alves
Psicólogo
São Gonçalo
Olá!

Analogicamente falando, uma pessoa com TOC é como um disco riscado, que repete sempre o mesmo ponto daquilo que está gravado. Pacientes com este transtorno sofrem com imagens e pensamentos que os invadem insistentemente e, muitas vezes, sem que consiga controlá-los ou bloqueá-los. Para essas pessoas, a única forma de controlar esses pensamentos e aliviar ansiedade que eles provocam é por meio de rituais repetitivos, que podem muitas vezes ocupar o dia inteiro e trazer consequências negativas na vida social, profissional e pessoal. Esse ritual é chamado de compulsão, um tipo de comportamento irracional e repetitivo que segue um padrão de regras e etapas extremamente rígido, geralmente pré-estabelecido pela própria pessoa.

É muito comum que pacientes com TOC acreditem que, se deixarem de cumprir o ritual, algo terrível poderá acontecer. Esse comportamento tende a agravar-se à medida em que a doença não é tratada ou diante de algum evento estressante ou traumático. Por isso, o diagnóstico e o tratamento precoces são muito importantes e essenciais para a recuperação.

Prof. Fabiane Nicolau Bressan
Prof. Fabiane Nicolau Bressan
Psicólogo, Terapeuta ocupacional
Olá, a tua necessidade de refazê-lo é porque, qual é a finalidade? Comece se possível fazer um auto questionamento. Seria importante você fazer o tratamento psicoterapêutico para poder perceber-se de modo diferente e assim poder transformar aquilo que lhe traz sofrimento. Assim, superficialmente eu poderia te orientar mas não sei exatamente seu caso, sugiro que faça um consulta online para eu poder lhe auxiliar mais efetivamente, este é meu perfil: zenklub.com.br/psicologos/fabiane-bressan/

Até mais.
Abraço.

Vc precisa fazer o acompanhamento!

Na verdade a resposta da sua pergunta é muito pessoal. Há casos em que isso pode acontecer, mas há outros em que é impossível quebrar um ritual, pois traz muita angústia e sofrimento.

Fazer acompanhamento com terapia e com um psiquiatra irá te ajudar muito a conseguir controlar e entender esses rituais, além de te trazer mais qualidade de vida, autoconhecimento e alivio de sofrimento psíquico.

Espero ter ajudado. Fico a disposição!!

Bom dia! Hj todo e qualquer desvio de comportamento é indicado tb uma escuta terapeutica.Procure um bom psicanalista e faça o que realmente deve ser feito.Sucesso.Abraço

 Nathan Luz de Beltrand
Nathan Luz de Beltrand
Psicólogo
Florianópolis
Olá, pelo relato, parece que os rituais fazem sentido para você, então o mais importante é entender qual a necessidade por trás deles. Não há uma resposta de que um ritual seja certo ou errado, necessário ou não. Por exemplo, pode ser que você procure uma ordem nas coisas, ou pode procurar não olhar para uma falta que sente, entre outras muitas possibilidades etc.

De toda forma tais comportamentos tem uma função, e mais do que dizer que não serve para nada, cabe olhar aos determinantes. Terapias ajudam a procurar e compreender tais fatores.
Att.

 Laura de Oliveira Marangoni
Laura de Oliveira Marangoni
Psicólogo
Ribeirão Preto
O Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC), como você mesmo falou, traz essa sensação de que certas repetições sejam necessárias para evitar que algo desagradável aconteça. Assim sendo, a maioria desses rituais que acabam se desenvolvendo não são de fato imprescindíveis para o bem-estar e/ou segurança, não havendo um problema real se não os fizer por completo. Mas cada caso é um caso, e o ideal seria você conversar com o(a) psicólogo(a) que esteja te acompanhando para avaliar mais apropriadamente seu caso.

Bom dia! Os rituais que você descreve têm objetivo de aliviar sua ansiedade. O que pode acontecer se você não executa-los é um aumento TEMPORÁRIO do seu nível de ansiedade. Mas você pode sobreviver a isto. O tratamento medicamentoso feito por um psiquiatra aliado à psicoterapia irá te ajudar a tratar este transtorno. Se dedique a isto.

O que vc descreve é o TOC clássico e vc se torna prisioneira dos seus rituais com ações muitas vezes sem lógica interferindo em suas tarefas do dia a dia.
Procure um psiquiatra e psicólogo o quanto antes.

 Silvana Oleinik
Silvana Oleinik
Psicólogo
Santa Cruz Do Sul
Nesse momento o mais importante é que busques uma terapia cognitivo comportamental para que possas tratar esses sintomas de forma adequada. Quanto ao ritual junto com o terapeuta irão encontrar caminhos funcionais que aliviem o teu sofrimento.

 Roberta Martinez B. Luckemeyer
Roberta Martinez B. Luckemeyer
Psicólogo
Rio de Janeiro
O pensamento que algo de ruim ou catastrófico possa acontecer é apenas um pensamento. Uma das intervenções de maior eficácia no tratamento do TOC é a exposição/ dessensibilização sistemática. Nela, você gradativamente se expõe a situações que trazem ansiedade. Essas técnicas devem ser acompanhadas por um profissional, para que não haja o efeito contrário.

Dra. Sabrina Grasieli Bastos
Dra. Sabrina Grasieli Bastos
Psicólogo
Monte Alto
Esse ritual foi criado por você, logo não é nenhum ritual necessário para sua sobrevivência. Deixar de fazer alguma regra não apresenta nenhum problema ou risco, mas pode lhe trazer um desconforto muito grande. Por isso, seria muito importante procurar por um psicólogo para lhe ajudar a compreender esse transtorno e, consequentemente, "livrar-se" dele.

Dra. Daniella Sobral
Dra. Daniella Sobral
Psicólogo
Caruaru
Olá!! Indico acompanhamento psiquiátrico e psicológico. O TOC são rituais de comportamentos repetitivos irracionais, com padrões e regras estabelecidas pela própria pessoa. Geralmente são pensamentos negativos e para evitar que algo terrível aconteça é necessário a realização de certos comportamentos ou gestos. Procure ajuda psicologica e médica para iniciar o tratamento, e para evitar o agravamento do mesmo. Att, Daniella Sobral

O TOC é um transtorno caracterizado por obsessões e compulsões. As obsessões são pensamentos, imagens ou impulsos que invadem a mente de forma recorrente e persistente. São intrusivos, indesejados, causam ansiedade e sofrimento. Os rituais ou compulsões são comportamentos repetitivos ou atos mentais (rezar, contar) que o indivíduo sente obrigado a fazer como uma forma de neutralizar a obsessão, que geralmente é de conteúdo ameaçador. A questão é que, ter esses pensamentos indesejados é algo que ocorre com todas as pessoas. O que vai diferenciar se esses pensamentos darão origem ou não ao TOC será a forma como o indivíduo interpreta a obsessão e a utilização de rituais para neutralizá-la. Esses são os fatores que geram e mantém o transtorno. Ex: Ter obsessões de se contaminar com uma doença grave. Quando a pessoa tem essa obsessão e ela interpreta isso como um sinal de que "se eu penso isso, é porque é muito provável de acontecer, logo preciso fazer algo para impedir que aconteça", e lava as mãos repetidas vezes. O indivíduo pode começar a acreditar que, o que o impediu de se contaminar foi o fato ter lavado as mãos repetidas vezes. Quando, na verdade, não existiam fatores específicos naquela situação que poderiam levar à contaminação. Cria-se então uma associação, penso, logo tenho responsabilidade para impedir que aconteça. Pensar e não fazer é tão grave quanto cometer um erro. Então, DEIXAR DE FAZER o ritual é uma das chaves para se livrar do TOC. É importante que procure um psicólogo para tratar o TOC, de preferência na abordagem Terapia Cognitivo Comportamental. E se necessário, um psiquiatra, também, para a utilização de psicofármacos. Recomendo também a leitura do livro: "Vencendo o Transtorno Obsessivo Compulsivo" - Aristides Volpato Cordioli.
À disposição para maiores esclarecimentos.

 Márcia Deocleciano
Márcia Deocleciano
Psicólogo
Lauro de Freitas
A princípio será interessante você marcar com um psicólogo para entender e analisar sobre TOC e o ritual que acabou de mencionar. O TOC esta associado ao quadro de Ansiedade que precisa ser analisado e descontruidos as crenças.

Olá essa é a questão geralmente do TOC
uma ideia fixa que se não cumprir um ritual pode acontecer algo muito ruim
Acredito que vc use medicação senão comece logo pois melhora muito e faça terapia pois é possível quebrar essa regra mental

Bom dia!! Absolutamente problema algum... quanto menos conseguir fazer melhor e mais fácil de se livrar da agonia do tOC e de suas determinações.
A medicação iria ajudar muito!

 Marta de Oliveira Matias Salles
Marta de Oliveira Matias Salles
Psicólogo
São José Dos Pinhais
Bom dia!! Então você não terá problemas em deixar de refazer esse ritual, ao contrário isso vai te fazer bem e te deixar mais tranquilo(a).

 Fabiane Rocha
Fabiane Rocha
Psicólogo
Campos Dos Goytacazes
O ideal é analisar todo o histórico desse ritual, não só o problema em si. Através da fala, da exposição do problema vamos identificando o q causou esse transtorno. Vc precisa observar se criou outro ritual... O importante é descobrir o q levou ao TOC, a mente é uma caixinha q acumula "coisas" q nem percebemos.

 João Marcos Panho
João Marcos Panho
Psicólogo
Mangueirinha
Conjunto de rituais mentais e ou comportamentais fazem parte do diagnóstico de TOC. Não existe uma característica exata de pessoa a pessoa isso oscila conforme as crenças individuais de cada pessoa. O correto é inicialmente uma avaliação Psiquiátrica e psicoterapia para resignificação de alguns pensamentos e comportamentos. A terapia cognitiva-comportamental oferece um ótimo resultado a pacientes com este acometimento. Sugiro consultar um profissional bde sua confiança. Grato!

 Maria Antonieta Pezo
Maria Antonieta Pezo
Psicanalista, Psicólogo
São Paulo
Esses rituais, o tornam escravo e isso nao é muito saudavel. Se, tem consciencia de ser um ritual, nao vejo problema em nao refazê-lo. Eu orientaria que busque uma ajuda e inicie um processo terapeutico, que possa lhe livrar desses rituais

Olá, provavelmente esses rituais consomem grande parte do seu tempo e isso deve trazer muito sofrimentos. Você diz que tem que refazer os rituais por conta dos pensamentos obsessivos que tem. Esses pensamentos precisam ser trabalhados em terapia para que justamente você possa perceber a ligação deles com o ritual e melhorar o seu comportamento. É muito importante que você procure ajuda de um psicólogo e um psiquiatra. No TOC é importante que seja realizado um tratamento combinado.

 Fabíola Caminha
Fabíola Caminha
Psicólogo
Rio de Janeiro
Bom dia, a questão não é seguir o ritual e sim que o TOC é uma doença e precisa ser tratado com medicação e terapia, assim você conseguirá se livrar dos rituais e viver uma vida mais saudável!!!!

 Cinthia Duran Vernus
Cinthia Duran Vernus
Psicanalista, Psicólogo
São Paulo
Olá, acredito que você esteja passando por um momento difícil, e o ritual acaba gerando muito cansaço. Seria importante procurar um profissional para poder falar mais sobre o seu ritual, e compreender seus sentidos na sua vida.

Dra. Priscilla Carolina Sociale
Dra. Priscilla Carolina Sociale
Psicólogo, Psicopedagogo
São Paulo
Bom dia...Seria muito importante que vc fizesse acompanhamento psicológico e Psiquiátrico para que as compulsões fossem controladas. Recomendo a TCC nestes casos.
Nos casos de TOC há um aumento da ansiedade e a necessidade de realizar os rituais, a terapia ajudaria o paciente a compreender estas questões com estratégias assertivas...
Fico a disposição
Priscilla - Psicóloga, Psicopedagoga e Neuropsicóloga

Dra. Suzana Oliveira dos Anjos
Dra. Suzana Oliveira dos Anjos
Psicólogo
Feira de Santana
Se você não tem nenhum prejuízo emocional em não concretizar esses rituais que a sua mente solicita ótimo!
Inclusive a psicoterapia serve para isso, compreender o quê os sintomas querem comunicar e assim, ser mais complacente consigo mesmo.


Olá!
Quando você quebra este ritual, o que acontece?
Geralmente, pacientes com TOC tem rituais mentais ou não e eles seguem para poder gerar um "alívio da ansiedade" diante dos gatilhos ( uma imagem, sujeira, uma palavra, uma cena, por ex.) que desencadeiam o ritual.
No tratamento terapêutico, na abordagem da Terapia Cognitiva- Comportamental (TCC), você lidará com o seu transtorno desenvolvendo e enfrentando as situações e gatilhos mentais que desencadeiam os rituais e compulsões. Aconselho o tratamento terapêutico na TCC. Atendo nesta abordagem.
Para entender mais sobre esse transtorno, assista o meu vídeo sobre TOC. Está no meu perfil, na seção vídeos.

 Adriano Pordeus de Lima
Adriano Pordeus de Lima
Psicólogo
Fortaleza
Olá. A questão aqui não é se há problema em você deixar de fazer o ritual com todas as regras ou não, mas de diminuir sua necessidade de realizar esses rituais, porque eles acabam por influenciar ou atrapalhar a tua rotina diária de trabalho, estudo, lazer, etc.
Indico a você que busque ajuda especializada.

 Juliana Silveira Costa
Juliana Silveira Costa
Psicólogo
Cabreúva
Para a pessoa com Transtorno Obsessivo Compulsivo, existe a crença de que algo terrível irá acontecer caso não se cumpra esses rituais corretamente. Mas o que acontece é essa angústia por não ter feito, o que gera uma intensa ansiedade. A psicoterapia pode ajudá-lo a lidar melhor com essa angústia e a ressignificar alguns comportamentos e sentimentos.

 Rebeca Mendonça
Rebeca Mendonça
Psicólogo
Cuiabá
Bom dia. Não haveria problema nenhum em não refazer, porém isso pode causar um sofrimento para você a partir do momento que é um transtorno. Mas se para você não há sofrimento, então não teria problema.

Dra. Luciana Marolla Garcia
Dra. Luciana Marolla Garcia
Psicólogo, Sexólogo
Jaú
Precisa de terapia para resolver essa questão.

Sugiro, vc procurar um profissional de psicologia, pra poder te acompanhar e te ajudar. Gratidão

Dra. Larissa Bastiani Roggia
Dra. Larissa Bastiani Roggia
Psicanalista, Psicólogo
Porto Alegre
Olá! Na verdade a necessidade que você apresenta de realizar um ritual, com todos esses procedimentos, é um sintoma do TOC. Portanto, minimizar a importância desses procedimentos, até que você possa deixar de executar o ritual, é saudável. Entretanto, é importante que você possa realizar um acompanhamento psicológico, pois os rituais eles têm um significado e uma função na dinâmica psicológica do sujeito, sinalizando que algo não vai bem. Para que eles possam desaparecer, sem que surjam outros no lugar, é importante descobrir a causa para poder trabalhá-la, de forma que possa sentir-se melhor.

Dra. Naihara Gurjão
Dra. Naihara Gurjão
Psicólogo
Campina Grande
Seria necessário fazer uma avaliação, para definir a melhor forma de tratar o toc

 Mayra Lindoso
Mayra Lindoso
Psicólogo
Contagem
O Transtorno obsessivo-compulsivo (TOC), apresentação vários sintomas, crises compulsivas obsessiva são os sintomas visíveis, por trás de cada sintoma existe a ansiedade. Então a questão não é se vc faz o ritual completo ou se vc deixa de fazer algum ritual. O importante é compreender o q desencadeia esse sintoma e tratar diretamente a ansiedade q está te angustiando.

 Claudia Helena Carboni
Claudia Helena Carboni
Psicólogo
Campinas
Boa tarde.O Transtorno Obsessivo Compulsivo é um distúrbio que exige tratamento psicológico e psiquiátrico.O ideal é você procurar ajuda de profissionais.

 Mallu Navarro
Mallu Navarro
Psicólogo
Santos
Quem criou esse ritual?
Qual o objetivo desse ritual?
Deixar de fazer esse ritual implica algo na sua segurança ou saúde? E na de outras pessoas?
Infelizmente, não tenho conhecimento suficiente do seu caso para responder efetivamente, entretanto, se responder a essas perguntas poderá chegar a uma conclusão por si só.
Se quiser me contar mais detalhes, entre em contato. =)
Mallu Navarro

 Pedro Magalhães
Pedro Magalhães
Psicanalista, Psicólogo
São Paulo
Se fazer ou refazer esse ritual está te incomodando ou atrapalhando suas relações pode ser interessante buscar uma terapia.

Olá, hoje temos outras técnicas que utilizamos para o TOC, além dos rituais de dessensibilizacão. Muitas vezes os rituais se tornam um TOC, trabalho orientando os meus pacientes há quebrarem regras, diminuírem seus rituais o máximo possível. Os TOCs estão relacionados há excesso de responsabilidade.

 Pedro da Costa Fernandes
Pedro da Costa Fernandes
Psicólogo
Leopoldina
De modo geral, usamos os rituais associados ao TOC para sanar a sensação de angústia e ansiedade frequentemente relacionadas à falta de controle, impotência ou falta de segurança que percebemos em nós mesmos e no mundo. O ritual funciona como um tipo de mecanismo de defesa, por isso é tão angustiante deixar de fazê-lo mesmo quando sabemos que o prejuízo que ele nos traz é grande.
Deixar de fazer o rito não vai trazer nenhum prejuízo físico, nem causar nenhum evento negativo, mas pode deixar uma sensação desagradável de ansiedade que compele que ele seja feito.

Uma boa estratégia é confrontar os comportamentos compulsivos em grau de dificuldade. Começar pelo mais fácil, o que causa menos angústia e trabalhar a partir daí. Facilita se estivermos próximos de alguém que nos tranquiliza e também modificar o foco da atenção, voltando-a para a respiração (por exemplo) quantas vezes for necessário, com calma e paciência, até que a compulsão esgote sua força.

Por fim, a melhor forma de fazer com que esses comportamentos se esvaziam é adotar essas estratégias enquanto se faz terapia, para elaborar e compreender o porquê desses comportamentos surgirem em primeiro lugar. Espero ter ajudado!

Objetivamente, claro que não há problema algum. Subjetivamente, seus pensamentos vão insistir que você refaça. Se puder resistir a essa insistência será ótimo.
Não tenho a informação sobre você estar em tratamento ou não mas uma combinação de uma terapia medicamentosa com uma psicoterapia pode te ajudar muito. Boa sorte.

Dra. Jamile Moura Tannous
Dra. Jamile Moura Tannous
Psicólogo
Campo Grande
Provavelmente, se você deixar de fazer sua ansiedade aumentará e sua mente encontrará outro ritual, como válvula de escape, para escoamento dessa ansiedade. Podendo, esse, ser até mais difícil do que o outro que deixou de fazer, pois os atos compulsivos só vão aumentando de complexidade com o tempo.

Procure a ajuda de um psicólogo e um psiquiatra, pois só dessa maneira conseguirá lidar com o TOC de maneira efetiva.

Dra. Cleuza Barbieri
Dra. Cleuza Barbieri
Psicólogo
Águas Claras
Bom dia, o melhor é você fazer acomanhamento psicoterapeutico para entender as causas que mantem esses rituais. Não há problema algum em deixar de fazer os rituais, incluisive esse é o ojetivo.

 Neide Rybak
Neide Rybak
Psicólogo
Jundiaí
Pacientes com este transtorno sofrem com imagens e pensamentos que invadem insistentemente e, muitas vezes, sem que consiga controla-los ou bloqueá-los. Para aliviar estes pensamentos e ansiedade, é por meio de rituaid repetitivos, que podem muitas vezes ocupar o dia inteiro. Esse ritual é chamado de compulsão, um tipo de comportamento irracional e repetitivo que segue um padrão de regras e etapas extremamente rígido, geralmentr pré-estabelecido pela própria pessoa.
É comum que pacientes com TOC acreditem que, se deixarem de cumprir o ritual, algo terrível poderá acontecer, esse comportamento tende a agravar à medida em que a doença não é tratada.

O tratamento psicoterapêutico êxitoso do TOC reside exatamente em leva-lo a aprender a reduzir a ansiedade, saber como administra-la e compreender que nada de mal advirá de não se praticar o ritual, libertando-se destes condicionamentos limitantes, a fim de você poder viver sua melhor versão como pessoa.

 Laís Mendes
Laís Mendes
Psicólogo
Maricá
Olá, o mais aconselhável é que você fortaleça a si mesmo no processo psicoterapêutico para ter segurança interna e confrontar o TOC. E ainda mais, para reconhecer de onde vem e qual o significado que ele tem. Faça Terapia ;)

 Larissa Andresa Braga de Sena
Larissa Andresa Braga de Sena
Psicólogo
Araçatuba
Olá, não há problema em não refazer o ritual, porém há o desconforto emocional em não cumpri-lo, conforme seu próprio relato. O ideal é o acompanhamento psicologico e psiquiatrico para uma melhora no quadro.

 Dirk Belau
Dirk Belau
Psicanalista, Psicólogo
São Paulo
Comprendo bem que o seu TOC lhe manda completar um ritual difícil e você quer saber se tem problema você não seguir o seu TOC? A resposta é que não há problema para quem não reconhece o poder que o seu TOC tem em você. Você deve ter percebido que o TOC é insaciável. Ou seja, procurar satisfazê-lo, de toda maneira leva à frustração. Para sair dessa, você deveria procurar compreender a sua frustração que pode ser uma frustração geral. O TOC pode lhe trazer uma satisfação momentánea, mas não lhe ajuda para viver melhor. Procure melhor comprender a sua insatisfação geral.

Olá.
Indico que procure um profissional, para que você veja as possibilidades em sair disso que nomeia ritual e o que é isso para você.

 Elizabeth Barbosa
Elizabeth Barbosa
Psicólogo
São Paulo
Você pode deixar sim de repeti -lo, tem tambem que procurar ajuda para acabar de vez com os rituais, uma vez que prejudicam o andar do seu dia a dia.

 Elisabete Kethilin Corá
Elisabete Kethilin Corá
Psicólogo
Campos Dos Goytacazes
Sugiro que, procure uma Terapia Cognitiva Comportamental, para trabalhar com psicoeducação, diante de suas crenças limitantes, pensamento intrusivos o que levam aos rituais. É muito importante fazer acompanhamento com psiquiatra e psicólogo.

 Mayra Kruse de Morais
Mayra Kruse de Morais
Psicanalista, Psicólogo
São Paulo
Olá, bom dia. Se você conseguir controlar o impulso por terminar o ritual e ficar tranquila em deixar de fazê-lo, não tem problema nenhum. O ponto é que a doença muitas vezes não te deixa fazer isso, e você pode ficar o tempo todo pensando nisso, até termina-lo. Você já está em tratamento. É importante buscar avaliação psiquiátrica e psicóloga e fazer um acompanhamento psicoterapeutico, para conseguir conviver melhor com a doença e viver melhor. Boa sorte!

 Emily Freire Monteiro
Emily Freire Monteiro
Psicólogo
São Paulo
Olá!! É muito interessante você ver a possibilidade de deixar de fazer um ritual, mesmo que seja sem refaze-lo. Por mais que isso te preocupe a ponto de se questionar se há problema nisso, pensar nessa opção mostra que você está cogitando a possibilidade de viver de maneira diferente, mais livre e menos preso (a) a um ritual. Você é a melhor pessoa para concluir se há problema ou não, se algo te diz que não há problema, não faça. Tudo bem não fazer, tudo bem seguir suas ideias sem se prender a quem você sempre foi. As mudanças fazem parte, mesmo que pareça estranho, pode ser um grande recomeço. Espero ter ajudado!

Absolutamente não tem problema nenhum não refazer o ritual, caso você quebre ele. Inclusive, se está em processo terapêutico, ou acompanhado por um psiquiatra, converse com eles sobre isso.

 Ana Pozza
Ana Pozza
Psicólogo
Florianópolis
As regras e o ritual são criações suas, sua mente que cria, para poder aliviar tensões emocionais que você não está conseguindo lidar. Cumprir ao ritual e suas regras poderia significar que ao final tudo ficará bem, por outro lado não cumprir pode gerar ansiedade e muita angústia. Você precisa investigar através de um processo psicoterapeutico quais medos tem experimentado e poder ter um suporte emocional e profissional para compreender este processo. Através deste aprofundamento, conseguirá reduzir a ansiedade e os medos, minimizando a necessidade de criar rituais e regras.

Olha, nesse caso você deve marcar uma consulta com psicólogo o mais rápido possível. Toc tem tratamento. O ideal é você conseguir conduzir sua vida sem precisar desses rituais, que trazem grande sofrimento e prejuízo à vida das pessoas com Toc. Considere essa possibilidade.

 Ana Paula Gonçalves Donate
Ana Paula Gonçalves Donate
Psicólogo
São Paulo
Boa tarde,
Se eu entendi direito, você tem diagnóstico de Transtorno Obsessivo Compulsivo e possui alguns rituais que envolvem perfeccionismo?! Considerando que eu entendi corretamente, me parece que é um padrão você se manter refazendo o ritual e, neste caso, olhando para o diagnóstico, talvez seja importante não refazê-lo.
Uma das estratégias para enfrentar os rituais do transtorno é "não fazer" e monitorara se as sensações após não fazer (supondo que alguma aconteça). Outra técnica que pode te ajudar é fazer distração.
Espero ter te ajudado. De qualquer forma, nada disso dispensa uma psicoterapia. Atenciosamente,

O TOC tem dois aspectos, o pensamento obessessivo com algo e o comportamento compulsivo (no seu caso o ritual). Quanto mais vc fizer o ritual, mais ansioso vc vai ficar e seu quadro vai piorar. O ideal é vc procurar o acompanhamento com um psicólogo cognitivo comportamental para tratar do seu transtorno. Me coloco a disposição para melhores esclarecimentos. Abraços

 Angela Plibersek
Angela Plibersek
Psicólogo
Santo André
Boa tarde.

Não tem problema algum em não fazê-lo, já que os rituais são realizadas com a finalidade de aliviar ou neutralizar a aflição, o desconforto e o medo que acompanham as obsessões.
Oriento a procurar um tratamento psicológico comportamental que irá te ajudar.

 Natalia Campos
Natalia Campos
Psicólogo
Rio de Janeiro
Você precisa procurar um tratamento.

 Camila Duarte
Camila Duarte
Psicólogo
Sorocaba
Olá,
Precisa ser pensado quais tipos de problemas, e para quem seria o problema, antes de responder sua pergunta.
Te aconselho buscar ajuda de um profissional capacitado afim de proporcionar um ambiente seguro para ser conversado sobre o que está por de traz do TOC e o ritual criado. Essa investigação é muito importante, visto que os sintomas possuem um significado exclusivo para cada indivíduo.
Espero ter ajudado!

 Fernanda Pimentel Santos
Fernanda Pimentel Santos
Psicanalista, Psicólogo
Boa tarde, não há presença de nenhum risco real em deixar de fazer tais rituais, mas há um sofrimento seu no deixar de fazer, oriento a procura de um profissional da psicologia para companhamento. Para que assim, você possa entender o abismo construído a partir do TOC.

Olá, imagino que seja difícil para você deixar de fazer o ritual. Sugiro que busque auxílio profissional, para te ajudar a diminuir a necessidade de realizar o ritual e o seu sofrimento. Os tratamentos avançaram muito e é possível ter ótimos resultados com o tratamento correto.

 Ligia Scavone
Ligia Scavone
Psicólogo
São Paulo
Com certeza, não há nenhum problema. A sensação de necessidade em repetí-lo é um sintoma do TOC. Seria muito importante que você tivesse um acompanhamento psicológico para ajudar a entender e amenizar o transtorno

 Myrthes Maria Matos Dantas
Myrthes Maria Matos Dantas
Psicólogo, Psicopedagogo
Poços de Caldas
A princípio, estando acompanhada e sob orientação de um psicoterapeuta, a terapia da exposição e prevenção, técnica oriunda da TCC - Terapia cognitivo-comportamental, pode ser utilizada para modificação da resposta ao não refazimento do ritual. Sugiro adesão à psicoterapia TCC, se ainda não faz, que aliada a acompanhamento médico, costuma ter bons resultados no tratamento do TOC. Espero ter ajudado.

 Maria Cristina Itagiba Fonseca
Maria Cristina Itagiba Fonseca
Psicólogo
São Paulo
Procure um profissional de sua confiança para cuidar dessa questão. O TOC e seus rituais traz sofrimento desnecessário à pessoa, portanto é importante buscar ajuda.

Não há consequências "concretas" de se deixar de fazer o ritual, até porque os rituais de limpeza/purificação do TOC atuam mais no plano psicológico. Nesse plano há consequências, sim; você provavelmente sentirá culpa de não fazê-los e sentirá uma "força" te obrigando a voltar para o ritual. Essa atitude é resultado (entre outras coisas) de uma crença "mágica" de que o ritual te protegerá contra eventos desastrosos na sua vida. Ajudaria mais se você descrevesse o ritual com mais detalhes, se possível. Já consultou um profissional de saúde mental?

 Kátia Aparecida Mamoni Silva
Kátia Aparecida Mamoni Silva
Psicólogo
São Leopoldo
Não tem problema nenhum em deixar de fazer seu ritual. Se tem vontade de deixar de fazer, significa que entende que faz parte do Transtorno e deixa-lo de fazer pode deixar menos ansioso e estar disposto a mudar, se tornando liberto dos rituais.

Olá!
Obrigada pela sua confiança em me enviar mensagem.
O desafio do Transtorno Obsessivo Compulsivo está exatamente em sentir-se bem sem TER QUE cumprir uma série de atividades ligadas a determinada ação. É abrir mão do perfeito, das regras e assim ir soltando os rituais aos poucos.
É com isso que você consegue ir se desvinculando do controle mental criado para realizar o SEU próprio desejo.
Assim você irá retomando as rédeas de sua vida.
Não conseguiu fazer exatamente o ritual que sua mente está pedindo? Vá até o espelho, olhe-se e diga: tudo bem! Eu estou dizendo que está tudo bem, tudo ok, posso ser imperfeito, me permito relaxar e me sentir bem.

Um grande abraço,

Dami

 Agostinho Levy Cavalieri Júnior
Agostinho Levy Cavalieri Júnior
Psicólogo, Terapeuta complementar
Belo Horizonte
Olá!
Algum profissional fez o diagnóstico de toc?
Quando você não cumpri a regra certa o que acontece fora da sua mente? E o que sente quando isso acontece?

É necessário um acompanhamento psicólogico, onde você possa ter a oportunidade de falar e rever seus rituais e até mesmo descobrir a serviço de quê... o que eles atendem... na sua vida. Não é simples deixar, é bem complexo...

 Kathy Cunha
Kathy Cunha
Psicanalista, Psicólogo
Porto Alegre
Olá! Não há nenhum problema em quebrar o seu ritual do TOC. Isto pode até ser positivo caso você não entre em grande angústia ou ansiedade. O mais indicado seria você buscar um profissional para tratar adequadamente o TOC, com psicoterapia e medicação.

Procure um psicoterapeuta para te auxiliar a compreender os.mecanismks que te levam a estes comportamentos. Buscar ajuda é fundamental

 Eliane vecchi Santos
Eliane vecchi Santos
Psicólogo
São Bernardo do Campo
Não há problemas em não refazer a regra uma vez que seu cérebro está escolhendo este caminho mesmo não sendo o mais saudável mas o caminho da sobrevivência o fato de quebrar mostra o quanto vc nao está preso ao transtorno e possibilita sua superação !

Não existe problema, é na verdade até melhor que você não faça, pois assim está provando para sua mente que nada de ruim acontece. Ab!

Dr. Leonardo Del Puppo Luz
Dr. Leonardo Del Puppo Luz
Psicanalista, Psicólogo
Vitória
Boa tarde, sugiro que busque ajuda profissional de psicólogo ou psiquiatra. atenciosamente,

Dra. Emanuela Cruz Fernandes
Dra. Emanuela Cruz Fernandes
Psicólogo
Nova Iguaçu
O TOC se caracteria pela repetição de comportamentos (rituais), pois traz uma sensação de um certo alívio. Outra característica é ter muitas regras nos rituais. Quando faz algum ritual e o faz incorreto é comum que o cérebro envie comandos para repetir a ação. Tente ver como reage das próximas vezes.

Nossa mente evoluiu para analisar, julgar, comparar, sistematizar, e funciona 24 horas por dia, 7 dias por semana, initerruptamente. Nos primórdios de nossa história, aqueles indivíduos que apresentavam essa característica mais desenvolvida sobreviveram e nós somos seus descedentes. O problema é que agora nosso contexto não apresenta aqueles perigos de nossa pré-história, mas nossa mente continua a fazer exatamente o que ela aprendeu a fazer, e muito bem. Quando aprendemos, em nossa história de vida, a responder aos produtos de nossa mente (pensamentos, imagens mentais, narrativas), deixamos de prestar atenção ao que está acontecendo ao atual contexto. Que tal você começar a observar aos produtos de sua mente, mas não responder a eles? É difícil eu sei, afinal, temos uma história de vida fazendo justamente isso, respondendo aos produtos de nossa mente. Sugiro, para começar, uma prática de meditação, assim como a observar o conteúdo de sua mente, os contextos em que aparecem esses produtos, e quais consequências tem para você.

 Andréa Alvarenga do Carmo
Andréa Alvarenga do Carmo
Psicólogo
Rio de Janeiro
Boa tarde! Não há problema algum em deixar os rituais de lado, caso você consiga dar conta disso. Os rituais são criados pela mente a fim de ter o controle das situações que causam angústia. Uma psicoterapia, quando há um bom vínculo, que estabeleça confiança você pode tentar identificar quais as questões que estão te deixando tão inseguro. Espero ter ajudado, abraços!

Se for possível para você deixar de fazê-lo, sem que isso lhe cause sofrimento maior, não há nenhum problema.
Buscar atendimento psicológico pode lhe ajudar bastante a resolver essas questões!

Pelo contrário.
Se você conseguir não realizar o ritual e não substituí-lo por outro, isso indica que você está conseguindo criar estratégias para eliminar os rituais.

Em psicoterapia você vai aprender que esses rituais devem ser combatidos, pois eles são os responsáveis pela continuidade das obsessões (pensamentos). O TOC é uma doença que deve ser tratada por médicos e psicólogos.

 Aline Cléa Lima de Jesus
Aline Cléa Lima de Jesus
Psicólogo
Itabaiana
Olá, não há problema algum em deixar de fazer. Nas primeiras vezes você poderá sentir um aumento em sua ansiedade, porém se continuar mantendo -se firme, sua ansiedade irá reduzindo/regulando e os pensamentos automáticos que lhe sugerem fazer o ritual, tendem a diminuir a frequência e intensidade.

Olá! O que tem que ser avaliado é como a manifestação do TOC reflete em você, caso você não cumpra o que sua mente pede. Existe tratamento para esse transtorno. Busque ajuda de um profissional, assim você terá melhor qualidade de vida.

Dra. Adriana Simões Marino
Dra. Adriana Simões Marino
Psicólogo
São Paulo
A ideia de que se você não fizer (o comportamento ritual) corretamente, isto é, conforme o que seu pensamento estabeleceu, é parte da ideia obsessiva. Procure uma ajuda profissional para que você possa encontrar outras formas de lidar com essa modalidade de sofrimento. Abraços

 Rodrigo Quinane
Rodrigo Quinane
Psicólogo
Aracaju
Na verdade, o importante é que você procurre um profissional competente e de sua confiança, para que você trate a origem dessa obrigatoriedade.
O ritual é um sintoma, e causa incómodo não cumpri-lo à risca, lpor tratar-se de um simbolo; cifrado, mas carrevgado de sentido.
Ou seja, algo que te pertuba profundamente traveste-se neste ritual e se manifesta. Libertador seria você abrir mão desta necessidade. Busque a ajuda de um terapeuta.,

 Paula Trabuco
Paula Trabuco
Psicólogo
Olá.
Os comportamentos seguidos por rituais geralmente geram muitos sofrimento para o sujeito. Em primeiro lugar e importante você procurar um psicólogo para lhe ajudar a identificar sentido desses comportamento , ou seja o significado desse ritual na sua experiência enquanto sujeito. E aí sim, amenizar o sofrimento ele tem causado.

Boa tarde!
Os ritos do TOC possuem uma crença pessoal no qual se acredita que caso não se cumpram algo de ruim podem acontecer.
Quando não feito corretamente a própria mente obriga a pessoa a refazer o rito.
O fato de você se questionar se pode deixar de fazer indica que esse rito não é tão latente quanto parece.
Se tu consegue em plena consciência evitar o rito, é um passo super importante.

 Katia Cristina Pereira
Katia Cristina Pereira
Psicólogo, Terapeuta complementar
São Paulo
Boa tarde, vc já fez algum acompanhamento psicológico? Normalmente o TOC é um pensamento característico ao qual o ritual passa a ser uma maneira de expressar crenças e medos, sendo necessário fazer terapia. No seu caso de refazê-lo, costuma-se ter uma crença alinhada na perfeição e na recompensa de não ser perfeito, gerando culpa por isso. Mas fico a disposição

 Eveline Juswiak
Eveline Juswiak
Psicólogo
Canoas
O ritual no TOC existe como uma compensação para a ansiedade. Oi seja, temos um comportamento para diminuir nossa ansiedade ou angústia.
Não tem problema tu deixar de fazer o ritual, mas você precisa aprender a lidar de maneira diferente com os pensamentos e sentimentos que te levam a ter o ritual, pois corre o risco de buscar outros comportamentos compulsivos. O melhor seria buscar um tratamento psicológico para aprender novas estratégias e conseguir realmente se desvincular desses comportamentos.

 Jasonethe Felicio
Jasonethe Felicio
Psicanalista, Psicólogo
Santarém
O que deve ser considerado é o seu sofrimento ao não realizar o ritual "corretamente".
É de suma importância que busque tratamento para obter controle assertivo da sua ansiedade, podendo vir a desenvolver hábitos saudáveis para si e suas relações.

 Priscila de Cássia Marques
Priscila de Cássia Marques
Psicólogo
Botucatu
Olá!
É fundamental procurar um Psicólogo ou um Terapeuta Cognitiva Comportamental, para auxiliar no entendimento do TOC, ajudar na diminuição dos rituais.
Atte. Priscila Psicóloga

 Ieslei Miguel Souza
Ieslei Miguel Souza
Psicanalista, Psicólogo
Olá! Tudo bom?

Se você conseguir não precisar refazer, já é um bom sinal.

Acredito que a melhor solução, é buscar entender o motivo que te leva a ter o toc, porque a necessidade de estar as voltas que este sintoma? Fazer um acompanhamento analítico pode te proporcionar uma vida mais livre destas regras, isto se for um desejo seu, se as regras te fazem sofrer, do contrário tudo bem..

Sugiro que mantenha com disciplina um acompanhamento com uma psicóloga cognitiva comportamental, ela poderá te orientar melhor e vê a melhor opção para que você saia desse ciclo compulsivo.

 Revane Teixeira Ramos
Revane Teixeira Ramos
Psicólogo, Terapeuta complementar
Guarulhos
Olá Boa tarde.
Sua preocupação faz parte do quadro de toc.Hoje existe ferramentas da psicologia e medicamentos capazes de
trazer excelentes resultados no caso.
Espero que tenha ajudado.

 Carlos Alexandre B. Ramos
Carlos Alexandre B. Ramos
Psicólogo, Sexólogo
Rio de Janeiro
Boa tarde... nenhum problema em contrariar o processo de exigências mentais.. porém precisa agir com calma e sentir os resultados em vc; sentirá um certo desconforto no início, o que é natural, mas isso indica que está no processo correto de restabelecimento psíquico

Acredito que a melhor maneira de responder ao seu questionamento é procurar uma terapia psicológica e tentar através da terapia entender os porquês deste e de outros rituais e só assim responder se há problemas em deixar de fazê-lo ou não.

Boa tarde!
Sugiro que você procure um psicólogo em primeiro lugar, pois ele lhe ajudará a utilizar as melhores ferramentas, através de técnicas, para lidar com os rituais do TOC.
Boa sorte!

 Luana Machado Landim
Luana Machado Landim
Psicólogo
Lauro de Freitas
Olá! Em alguma situação passada já ocorreu? Você tem evidências significativas de que deve acreditar nessa obsessão? Você faz psicoterapia? Lhe recomendo buscar apoio de um profissional especializado.

 Giovana Campanilli Basile
Giovana Campanilli Basile
Psicólogo
Santos
Olá, é muito importante, a pessoa com diagnóstico de TOC, ter acompanhamento psicológico. Sugiro começar uma psicoterapia e trabalhar todas as suas dúvidas com relação ao teu transtorno. Boa sorte!

 Franciele Castilho dos Reis
Franciele Castilho dos Reis
Psicólogo
Rio de Janeiro
Olá.

O TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo), assim tomado pelo CID (Classificação Internacional de doenças), figurando para Freud como "neuroses obsessivas", são as mais comuns na clínica. Os sintomas se expressariam por sintomas "compulsivos" (pensamentos, atos e rituais), sifrendo de uma ruminação mental, dúvida, levando à inibição do pensamento e ação.

Essa trama ritualista, que lhe toma de todo, tem um espaço importante na sustentação de certos benefícios, ainda não identificados por você. Porém, algo se tornou insustentável na sustentação desse ritual. É necessário acompanhar, em um processo de análise o que está em jogo no seu caso, que é singular, para sabermos quais são os ganhos e perdas para que possamos chegar a um lugar de autonomia diante dessa necessidade de repetição. Apenas em um processo clínico você poderá se aproximar do que está em jogo para você, entre suas relações e a necessidade de compensação em ato, do que não está sendo possível lidar.

Fonte: Laplanche, Neuroses Obssessivas.

Olá. Boa tarde. Voce está refém de si mesmo. Procure ajuda de um especialista. Boa sorte!

 Cristiane Cruz
Cristiane Cruz
Psicólogo
São Paulo
Olá, embora você sinta fortemente que precisa fazer os rituais, não vai acontecer nada ruim se você não fizer. Essa sensação vem do TOC e é muito importante você buscar ajuda de psiquiatra e psicólogo da linha cognitivo- comportamental para um tratamento.

Dr. Wanderson Nunes Ferreira
Dr. Wanderson Nunes Ferreira
Psicólogo
Salvador
Se você já consegue ter consciência que o ritual está difícil de fazer, isso pode estar gerando prejuízo e baixa qualidade de vida. Eu aconselho que o melhor a fazer é buscar a ajuda de um psicólogo.

 Carla Adriana Diniz Amaral
Carla Adriana Diniz Amaral
Psicanalista, Psicólogo
Belo Horizonte
Provavelmente este ritual foi criado por você mesmo e fazia alguma sentido há um tempo. Parece que agora ele está perdendo o sentido para você, e se perdeu o sentido, não há mais sentido em refazê-lo. Este comentário é baseado apenas em sua pergunta. É importante que você consulte um profissional regularmente.

Faça análise semanal, para que você mesma possa descobrir essa resposta.

 Adriana Granço
Adriana Granço
Psicólogo
São Bernardo do Campo
Olá, primeiramente é importante lembrar que o transtorno obsessivo-compulsivo carateriza-se por ideias, fantasias e imagens obsessivas e por atos, rituais ou compartamento compulsivo. Predominantemente, os rituais acontecem em resposta a uma ideia obsessiva. Sendo assim, o fato de voce ter quebrado alguma regra do seu ritual, acarretara, muito provavelmente em uma "pressao interna"/ angústia, ou seja, um auto lembrete de que vc precisa refazer ou fazer novamente o passo a passo, mas nao significa que acarretara em algum outro problema. Porém, é de extrema importancia que voce faça um tratamento psicologico/ psiquiatrico, para te ajudar a lidar com o transtorno e com essas angustias que ele gera, um acompanhamento é indispensavel!

 Júlia Gasch
Júlia Gasch
Psicólogo
Taubaté
Olá!
Não há problema em deixar de fazer um ritual, desde que ele não seja prejudicial para você. O que geralmente acontece com pessoas que tem TOC é que por mais que elas queiram, não conseguem deixar de realizar os rituais que acabam sendo realizados de uma forma compulsiva e sem controle.
Mas se você tem esse controle, já é um passo para diminuir o seu TOC, pelo menos, nesse aspecto.

 Rosana Almeida
Rosana Almeida
Psicólogo
São José dos Campos
Boa tarde.
É necessário procurar por uma terapia, para que vc possa entender estes rituais.
O não fazer te traz angústias e a necessidade da repetição.
Um abraço

 Paloma Santos Lemos
Paloma Santos Lemos
Psicólogo
Belo Horizonte
O TOC apresenta pensamentos disfuncionais, assim como rituais ( compulsões) a que acabam prejudicando significativamente na qualidade de vida. Na verdade é necessário procurar ajuda profissional, Psicologo e Psiquiatra, para que possa lidar com todos estes sintomas. Estarei a disposição no que precisar.

As regras dos rituais obsessivos presentes no TOC fazem parte do transtorno. Para muitas pessoas é muito difícil quebrar o ritual sem colocar outro comportamento obsessivo no lugar, o que causa sofrimento. O TOC é tratável e padrões de comportamento saudáveis são adquiridos com o tratamento.

Olá!
Não existe problema em não realizar o ritual, porém talvez isso cause um certo desconforto para você. A psicoterapia poderia ajudar você nesse processo.

Olá, o ritual geralmente aparece como um comando forte e parece que se não for cumprido algo ruim pode acontecer, ou apenas uma sensação ruim aparece enquanto não obedece o comando. Se você não fizer seria o ideal, pois o TOC somente cresce quando as pessoas aceitam esse comando. Se você não fizer seria melhor, mas com certeza terá que ligar com sentimentos negativos de culpa e outros mais. Se não estiver bem preparada e compreendendo bem o transtorno do TOC somente a força de vontade pode não ser suficiente e a pessoa retoma o ritual com mais intensidade. O ideal no TOC é avaliar a intensidade e fazer um tratamento específico com exposição comportamental e algumas vezes medicação.

Dra. Flávia Fuzeti Fagali
Dra. Flávia Fuzeti Fagali
Psicólogo
São Paulo
Não há nenhum problema em deixar de fazer o ritual, muito pelo contrário, a superação do transtorno obsessivo compulsivo, está justamente em você conseguir se libertar de rituais.

 Daniel Nascimento Camargo
Daniel Nascimento Camargo
Psicólogo
Goiânia
O TOC configura de ritual ou rituais onde existem varias regras ou etapas a serem seguidas, que pode ser em um ordem rígida ou não. Cada regra ou etapa a serem cumpridas é muito especifica de cada caso. De forma geral o que a maioria das pessoas com TOC relatam ao não cumprir uma ou varias regras, é alguma angustia, ansiedade ou sofrimento. Há crenças do que pode acontecer com elas caso não faça ou o que elas evitam caso execute. No mundo prático pode ser observado a relação de causa e consequência com propósito de entender mais de si e do Transtorno. Sugiro buscar uma psicoterapia pra melhor resultados diante da situação com devido acompanhamento psiquiátrico.

É preciso entender de onde vem a necessidade de precisar fazer o ritual, qual a importância dele para você. Quebrar ou não o ritual não é o mais importante, e sim como você se sente. Já experimentou deixar de fazer? O acompanhamento psicológico pode ajudar você neste processo.

 Norma Goes
Norma Goes
Psicólogo, Terapeuta complementar
Recife
Boa tarde!
Dizemos que por trás deste comportamento há uma crença limitante, ou seja, que impede sai deste círculo vicioso. Há sim, é só vê a crença que está por trás e questioná -la; caso ache difícil, procure um terapeuta Coginitivo Comportamental ou CONSTELADOR SISTÊMICO.

 Maria Jose Andrade
Maria Jose Andrade
Psicólogo, Psicopedagogo
Nova Odessa
Boa tarde,
De acordo com o DSM-IV, o ritual é desenvolvido para neutralizar ou prevenir desconforto em alguma situação ou evento e a pessoa reconhece que seu comportamento é excessivo. Você consegue deixar de refazer o ritual sem que isso interfira significativamente em sua rotina normal? Se não gera incômodo busque perceber qual a estratégia que usa para não repetir o ritual e procure utilizá-lo em outros momentos.

Se você se sentir melhor ao não fazer ou refazer o referido ritual, não vejo problema algum. Recomendável buscar tratamento psicoterapêutico, para lhe ajudar a lidar com a pressão inconsciente que leva a ter a necessidade do ritual, bem como para ajudar com a questão do incômodo com a quebra das regras. Desejo sucesso! Sempre ás ordens!

 Leandro Barbosa da Silva
Leandro Barbosa da Silva
Psicólogo
Joinville
Se você está questionando isso é porque considera a possibilidade de não refazê-lo, pois bem, se for um ritual que de uma perspectiva prática não é realmente necessário, se o seu medo se ampara em algo "sem explicação", recomendo que faça experiências no sentido de não refazê-lo, mas apenas se sentir capaz realmente e por conta própria.

 Leonardo Vannucci
Leonardo Vannucci
Psicólogo
Atibaia
Não há nenhum problema em deixar de realizar rituais. Aliás isso é o que a maioria das pessoas fazem, realizam apenas pequenos rituais que não atrapalham a vida prática. Contudo, sabemos que o funcionamento psicológico que leva aos rituais não é racional e logico, por isso é recomendável que você procure tratamento psicológico e psiquiátrico, principalmente se vem sentindo que os rituais estão atrapalhando a sua vida e te trazendo sofrimento.

Dra. Carolina Aita Flores
Dra. Carolina Aita Flores
Psicólogo
Chapecó
Olá! Parece que você tem obsessões a respeito da necessidade de ter certeza e uma preocupação em seguir regras rígidas ditadas pelo TOC. Não há problema em deixar de fazer o ritual sem refazer etapas. Na verdade, o mais saudável seria fazer suas coisas de forma natural, sem seguir nenhum ritual comandado pelo TOC. Se estiver difícil para fazer as coisas dessa maneira, procure ajuda.

Dra. Fabianne Felitte Favaretto
Dra. Fabianne Felitte Favaretto
Psicólogo
São Paulo
Olá !!! Boa tarde !!!
Você faz uso de algum medicamento e acompanhamento psiquiátrico?
Quebrar as regras não vejo como o maior problema, mas sim, como você lida com isso.
Já fez terapia?

Qualquer coisa , estou à disposição!
Fabianne
CRP : 06/76085

Olá,
Quebrar essas "regras no ritual" ja pide ser uma grande saída do TOC. Pense sobre isso, se questione sobre o quê esses rituais obesessivos representam pra você. Busque uma orientação psicológica para melhor localiza-lo em suas questões. Grande abraço. Fico a sua disposição.

Dra. Maria Angélica Rocha Martins
Dra. Maria Angélica Rocha Martins
Psicólogo
São Gonçalo
A pessoa com TOC possui um transtorno, que envolve obsessões (alterações de pensamento ) e compulsões (alterações comportamentais). De modo geral são alterações que exercem significativo domínio sobre sua rotina diária, causando sofrimento e/ou angústia.Por isso é necessário o diagnóstico correto, através de uma avaliação psiquiátrica (para uso de medicamento adequado) e psicológica (para acompanhamento psicoeducativo)

Olá. Acredito que se você parar o ritual bruscamente, talvez isso lhe cause um mal estar grande, por sentir que não está cumprindo com o que deve fazer, o que pode fazê-lo voltar para este ciclo vicioso. Procure um psicólogo. Ele poderá te ajudar a lidar melhor com essa questão.

 Andréia Haas Krug
Andréia Haas Krug
Psicólogo
Porto Alegre
Antes de mais nada, seria importante se perguntar se este rituais, de certo repetitivos, prejudicam a tua qualidade de vida. Pois sabe que a pessoas com TOC, perde boa parte do tempo em refazer os rituais, que podem muitas vezes ocupar o dia inteiro, trazendo consequências negativas na vida profissional, social e pessoal.
Penso, que antes de você desejar livrar-se dos rituais, é identificar quais pensamentos intrusivos e desagradáveis que te compelem a fazer tal comportamento. Seria interessante, que para obter maior controle sobe este pensamento e do teu TOC, o mais indicado é fazê-lo com acompanhamento com psicólogo aliado a um tratamento medicamentoso, que auxilie no controle dos comportamentos obsessivos.

 Renato Rocha
Renato Rocha
Psicólogo
Florianópolis
Lembre-se que o ritual existe, porque você o criou. Negocie com as regras com você mesmo. Mas, o mais o mais importante ainda é buscar ajuda de um profissional.

 Patricia Souza
Patricia Souza
Psicólogo
Rio de Janeiro
Não tem problema em deixar de fazer esse ritual. Na verdade o cérebro envia o comando, pois já se condicionou a fazer o ritual. É involuntário; Automático. Você precisa na verdade deixar de fazer “essas regras”, criadas pelos seus pensamentos. Quando você pensa de forma equivocada, vai agir de forma equivocada. Se você não faz tratamento psicológico, busque ajuda. Será muito para te ajudar. Um abraço

Dr. Arleir Francisco Bellieny
Dr. Arleir Francisco Bellieny
Psicólogo, Terapeuta complementar
Rio de Janeiro
Os rituais que vc se refere foram criados pela SUA mente. Portanto, a sua mente pode sim desqualifica-los sem nenhuma consequência. Ocupe o seu tempo com algo que seja útil para bc e ou as pessoas que te são importante.

Boa tarde

Os sintomas do TOC , em especial são as obsessões e compulsões , é ideal que você identifique suas obsessões e rituais. O início do tratamento é justamente o exercício de exposição , para as evitações e prevenção para os rituais. O fato de voce já não estar "atendendo" aos comandos da sua mente já é um bom começo. Sugiro a Terapia Cognitivo Comportamental -TCC para ajudá-lo .

Dra. Laura Winikor Dolub
Dra. Laura Winikor Dolub
Psicólogo
Niterói
Interessante sua pergunta. Vc quer continuar com seus rituais? Sua mente manda refazer um ritual criado por ela mesma -sua mente, algo aparentemente impessoal- e vc está querendo, de alguma forma, desobedece-la. Não será que seus rituais têm a ver com a obediência e a desobediência? Vc volta a perguntar a outro, neste caso a um profissional, o que vc deve ou não fazer. Dessa forma nunca assumirá as responsabilidades por seus atos. Sempre é outro que diz o que vc deve ou não fazer. É isso que vc quer para sua vida?

Dr. Francisco Santos
Dr. Francisco Santos
Psicanalista, Psicólogo
João Pessoa
Não tem problema. Mas, o ideal é procurar um especialista para analisar esse sintoma.

 Pedro Precioso Neto
Pedro Precioso Neto
Psicanalista, Psicólogo
São Paulo
Boa tarde. Talvez a questão não seja fazer ou não o ritual, e sim o por que deste ritual se presentificar para você. Este sintoma (ritual) mostra que algo está acontecendo. Seria importante começar um tratamento especializado para compreender este fenômeno e, assim, ter a chance de poder se livrar desta condição.

 Milena Flávia Araújo de Menezes Ferreira
Milena Flávia Araújo de Menezes Ferreira
Psicanalista, Psicólogo
Campinas
Não há nenhum problema. caso você queira tirar dúvidas, inclusive sobre o tratamento para TOC com hipnose, pode me procurar!

 Anderson Cassol Dozza
Anderson Cassol Dozza
Psicólogo
Passo Fundo
Qualquer regra implicada no TOC é difícil de fazer, pois causa uma série problemas para o paciente. O deixar de fazer pode causar mais ansiedade, mas através da psicoterapia haveria uma facilidade maior de deixar de fazer todos os rituais.

 Isabella Lima
Isabella Lima
Psicólogo
Rio de Janeiro
Olá,
no seu caso é importante procurar um psicólogo para compreender como e porque esse ritual é importante, pois assim você poderá parar de fazê-lo sem que isso te cause sofrimento.

 Fernanda Martins Pereira Hildebrandt
Fernanda Martins Pereira Hildebrandt
Psicólogo
Rio de Janeiro
O TOC se caracteriza pela presença de obsessões (pensamentos intrusivos e repetitivos) e compulsões (comportamentos, ações que são feitos no intuito de neutralizar o efeito das obsessões desagradaveis. Não há problema algum em não fazer o ritual. Na verdade o tratamento consiste justamente em não fazer mais as compulsões. Apesar de você provavelmente experimentar um aumento de ansiedade quando não fizer o ritual inteiro ou alguma parte dele, é importante que não o faça para que você possa perceber que nada de ruim (que diz seu pensamento) vai acontecer. Procure um psicologo cognitivo-comportamental para seu tratamento. Essa é a terapia mais indicada, podendo ocorrer em conjunto com o tratamento psiquiátrico. É importante não deixar de procurar ajuda profissional pois os rituais tendem a aumentar, ficando mais complexos e limitando mais a sua vida.

Dr. Dorival Alonso Junior
Dr. Dorival Alonso Junior
Psicólogo
São José do Rio Preto
Tenho da minha forma de trabalhar, ou seja, em uma visão fenômenológica/existencial, eu preciso entender como foram criados esses rituais e a serviço do que eles existem. Ficou claro?

 Maria Clara Lessa Felippe da Silva
Maria Clara Lessa Felippe da Silva
Psicólogo
Belo Horizonte
Boa tarde! Seria interessante vc fazer as coisas da maneira como se sente confortável..... junto a isso, buscar ajuda profissional, psicoterapeutica e as vezes até de medicamentos....

 Ana Claudia Poite Hermenegildo
Ana Claudia Poite Hermenegildo
Psicólogo
Rio de Janeiro
Pelo contrário, no tratamento psicoterápico do TOC, uma das estratégias utilizadas paraora vencer o TOC é justamente tentar burlar as regras impostas pelo TOC. Aconselho você a buscar ajuda psicológica para passar por isso com menos desconforto! É possível ter uma boa qualidade de vida e viver sem os sintomas! Um abraço

 Gessica Destro
Gessica Destro
Psicólogo
Foz do Iguaçu
Olá.
Ter este transtorno gera muita ansiedade, irritabilidade e tristeza.
Quando existem muitos rituais nosso cérebro fica criando ainda mais regras, que acabam nos prejudicando dia após dia.
Por exemplo:
Se eu te perguntar não pense em uma borboleta.
Seu cérebro automaticamente vai criar a imagem de uma borboleta e qua to mais forçar a esquecer mais irá lembrar.
Por isso a terapia cognitivo comportamental tem muitas técnicas e forma de tratar e lidar com este transtorno.
Se quiser agendar uma consulta por Skype, para ajustar estas situações, posso te atender.
Mas o importante é buscar uma psicóloga, este sofrimento é muito alto.

 Marly Tostes
Marly Tostes
Psicólogo
Rio de Janeiro
Primeiramente é preciso saber se você esta medicado para esse psicodiagnóstico! Em seguida conversar com um psicoterapeuta sobre seus sintomas para que possa vir a se dar conta como e para que você procura conforto com esse ritual.

O idea é que você consiga deixar de faze-lo aos poucos... Com o auxílio da terapia ficaria mais fácil, alem de entender o pq de ter a “necessidade” em fazer tal ritual...

Não há problema nenhum. Nada de mal vai acontecer a você nem a ninguém próximo caso não o faça. ????

Olá! Então, seria interessante compreender melhor este ritual e como funciona o seu TOC. E que relação é está que estabeleceu com o seu ritual. A terapia cognitivo-comportamental pode ajudar a compreender estes pensamentos sobre o ritual. Acredito que uma avaliação do seu caso seria interessante para você. Isso te ajudaria a esclarecer o cerne de suas questões. Grande abraço! Espero ter ajudado.

 Alcindo Miguel Martins Filho
Alcindo Miguel Martins Filho
Médico acupunturista, Psicanalista, Psicólogo
Niterói
Os rituais no âmbito do TOC costumam ter uma função de controle de controle de tensões íntimas, a melhor abordagem para os mesmos está no acompanhamento terapêutico, de modo a tratar com intimidade e cuidado, com um profissional, cada manifestação específica em seu sentido próprio.

 Felipe Melo
Felipe Melo
Psicólogo
Aracaju
Boa tarde!
O ritual comentado é só algo que você criou! Tente ficar sem fazê-lo, não tem problema algum!
Abraço!

 Elza Barros
Elza Barros
Psicólogo
Pelotas
Olá. Entendo como é difícil evitar estes rituais, trazem muita ansiedade e sofrimento. O indicado é consultar um psiquiatra para receitar um medicamento e fazer uma psicoterapia junto. Costuma dar ótimos resultados.. Se quiser maiores esclarecimentos podes entrar em contato..

Certamente não há problema em deixar de fazer os rituais impostos pela sua mente. Considero relativamente raro o descumprimento deles, já que gera alto grau de ansiedade e desconforto ao paciente que inclusive sente-se em perigo muitas vezes. Por outro lado, entendo que se você consegue deixar de realizá-los, significa algum progresso.

É muito comum que pacientes com TOC acreditem que, se deixarem de cumprir o ritual, algo terrível poderá acontecer. Esse pensamento é distorcido e você pode buscar evidências que comprovam que ele não é verdadeiro. Esse comportamento tende a agravar-se à medida em que a doença não é tratada ou diante de algum evento estressante ou traumático. Busque tratamento psicológico!

É preciso procurar ajuda profissional, se conhecer e questionar seus pensamentos disfuncionais. Os rituais podem ser um sintoma bastante dificultador e reduzir qualidade de vida.

 Raquel Ciqueto Costa
Raquel Ciqueto Costa
Psicólogo
Presidente Prudente
Abster-se de realizar a ritualização se mostra eficaz em alguns casos, porém, este pode se tornar um procedimento aversivo pela própria característica do TOC.

 Daniela Pessoa da Silva
Daniela Pessoa da Silva
Psicólogo
Joinville
Olá, sugiro que você faça um acompanhamento profissional para aprender a lidar com o Toc, pois os rituais servem para aliviar sua ansiedade momentaneamente, mas não eliminam o prejuízo que esse transtorno traz para sua qualidade de vida.

 Olivia Vale Galvão
Olivia Vale Galvão
Psicólogo
Belém
Não, esse ritual é uma das características de quem é portador do transtorno obsessivo compulsivo, evite refazê-lo sempre que possível, sei que não é fácil,mas tente.

 Vanessa Jorge
Vanessa Jorge
Psicólogo
Rio de Janeiro
Sugiro que busque ajuda de um profissional psiquiatra e um psicólogo que atenda na abordagem cognitiva comportamental . Boa sorte

Não entrarei o mérito de fazer ou não o ritual. Chamou a minha atenção o sofrimento que parece estar presente nesses rituais, fazê-los ou não.
Então, te pergunto: já procurou um psicólogo? Se não, acho interessante que vc possa doscutir seriamente essas questões num ambiente terapêutico.

Se não se incomodar, ou isso não lhe traga cobranças e nem sofrimento seria muito bom.

 Vanessa Fellini
Vanessa Fellini
Psicólogo, Terapeuta complementar
Foz do Iguaçu
Ola!
O transtorno obsessivo-compulsivo (TOC), é um distúrbio psiquiátrico de ansiedade. Sua principal característica é a presença de crises recorrentes de pensamentos obsessivos, intrusivos e em alguns casos comportamentos compulsivos e repetitivos. A única forma de controlar esses pensamentos e aliviar essa ansiedade é por meio de rituais repetitivos, que podem muitas vezes ocupar o dia inteiro e trazer consequências negativas na vida social, profissional e pessoal. Esse ritual é chamado de compulsão, um tipo de comportamento irracional e repetitivo que segue um padrão de regras e etapas extremamente rígido, geralmente pré-estabelecido pela própria pessoa. No seu caso, esse ritual que hoje te causa todo esse desconforto e faz você achar que se deixar de fazer, algo ruim pode acontecer.

Busque ajuda para conseguir lidar com isso. Quanto antes você buscar profissionais para te auxiliar nesse momento, mais qualidade de vida e tranquilo você ficará em relação a esse transtorno.

Na psicoterapia você aprende sobre o transtorno e também como lidar com ele.
Espero ter te ajudado.

Obrigada
Convidamo-lo para uma consulta: - R$ 160
Pode reservar uma consulta através do site Doctoralia, clicando no botão Reservar uma consulta.

Boa noite!
Rituais são criados para aliviar sintomas. Se consegue viver sem eles, é porque já não são úteis.
O importante é identificar e tratar as causas, ressignificando seus sentimentos.

Dr. Geime Rozanski
Dr. Geime Rozanski
Psicólogo, Terapeuta complementar
Porto Alegre
Se deixar de fazer vai sentir-se culpado... um problema
Se cumprir com o ritual, vai reforçar o TOC... segundo problema
Portanto, a solução é livrar-se do TOC

Temos que avaliar esses procedimentos repetitivos . Marque sua consulta. Att. Rejane

Boa noite!
O Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) os pensamentos obsessivos são como ordens e que podem levar a comportamentos compulsivos gerando crenças de que se não cumpridos algo de ruim poderá acontecer.
Os tipos de pensamentos e os rituais estão relacionados à questões pessoais, muitas vezes não bem compreendidas por aquele que sofre, desse modo é importante que seja procurada ajuda profissional especializada, psiquiatra e psicólogo, os quais lhe ajudarão a dar conta dessa angústia.
No atendimento psicológico é possível levar essa questão para analisar o que é possível suportar em relação a cumprir ou não esse ritual e qual o sentido de fazê-lo, de modo a encontrar formas mais leves de lidar com a questão.

 Rute Raquel de Oliveira Luiz
Rute Raquel de Oliveira Luiz
Psicólogo
Garanhuns
O ideial é você buscar ajuda profissional, e ele vai lhe orientar a melhor forma de reduzir esses rituais de modo mais confortável para vc !!! Não a problema em não realizar esses rituais, mas pode gerar uma ansiedade maior se vc fizer sem acompanhamento !!!

 Jamile Coslop
Jamile Coslop
Psicólogo, Terapeuta complementar
Lauro de Freitas
No cérebro com TOC, o alerta É constante, sem desligar nunca – e assim surgiriam os “rituais”, nome dado aos hábitos compulsidado; esse “erro de funcionamento” faz com que o cérebro tenha uma dificuldade maior em desaprender associações negativas. Por tanto não ha problemas em não concluir o ritual.

Sugiro que busque acompanhamento médico e psicológico, caso não tenha buscado ainda.

Abraços

O TOC , traz sofrimento para o paciente , pois percebe que não tem lógica o que faz. É importante buscar ajuda psiquiátrica ( medicação ajuda muito) e tb psicológica ( com a finalidade da compreensão emocional do sintoma).

Olá, com freqüência os rituais autoimpostos por pessoas com TOC podem ser quebrados sem grandes consequências, todavia, seria fundamental entender o que te levou a buscar esses rituais, porque a necessidade de tantas regras e quais as consequências de quebrar as regras. Todavia, ao mesmo tempo que uma interpretação desses rituais pode ser útil, um esforço consciente, aos poucos, para deixar de faze-los também será um aliado importante no caminho de uma vida com mais bem estar.
Convidamo-lo para uma consulta: - R$ 100
Pode reservar uma consulta através do site Doctoralia, clicando no botão Reservar uma consulta.

 Elisa Santos Hull
Elisa Santos Hull
Psicanalista, Psicólogo
Vinhedo
A busca de tratamento emocional irá lhe ajudar a lidar com esses sintomas. Procure um profissional especializado.

Será que a preocupação maior não deveria ser em buscar tratamento para maior qualidade de vida?

Olá, sou psicóloga clínica sistêmica, compreendo como esses comportamentos repetitivos prejudicam sua rotina, mas vc não precisa esconder isso da família, todos nós temos em alguma dificuldade em alguma fase da vida. Eu aconselho vc a procurar ajuda com um terapeuta cognitivo-comportamental que vai lhe auxiliar bastante. Se precisar de indicação, estou pronta para indicar algum profissional, sou de Curitiba, abraços

 Juliana Zanini Pereira
Juliana Zanini Pereira
Psicólogo
Santa Maria
Os rituais no caso dos pacientes de TOC funcionam como uma forma de aliviar sua ansiedade, é como se ao não realizar aquele ritual, ou esquecer um mínimo detalhe algo de muito terrível fosse acontecer na vida da pessoa. Parece uma bobagem, mas não na mente de um paciente que possui TOC é a realização desses rituais com seus mínimos detalhes que irá garantir que tudo vai acontecer da melhor maneira, que ele não irá entrar em crise. Portanto não há um problema real em você não cumprir todos os detalhes do seu ritual, esse existe como uma defesa inconsciente, uma forma do seu psiquismo lidar com suas dificuldades e conflitos.

Entenda que essas regras não fazem sentido com a realidade, você possivelmente percebe isso. Por isso, não há problema em deixar de refazer. Na verdade deixar de refazer pode te ajudar a diminuir esse comportamento.

Perceba que você já quebrou essas regras várias vezes e não aconteceu o que previa ser o resultado. Na verdade não houve problema, nunca houve. Isso é uma prova de que não faz sentido. São apenas pensamentos.

Sua mente vai mandar que você cumpra porque faz parte do TOC. É importante que faça acompanhamento psicológico, aprenda sobre o quadro, tenha informações, desenvolva autoconhecimento. Em terapia você pode lidar melhor com os sintomas.

Espero ter ajudado. Boa sorte!

 Aline Zuchetto Stein
Aline Zuchetto Stein
Psicólogo
Santa Maria
Olá

 Ligia Fernanda Marin
Ligia Fernanda Marin
Psicólogo, Sexólogo
Rondonópolis
É importante você avaliar o sofrimento envolvido nesses rituais. Além disso, é fundamental, neste momento, buscar ajuda profissional (psicoterapia, análise) para compreender o que esses rituais significam, o que há por traz deles, pois, caso contrário, podem intensificar e gerar cada vez mais regras. Somente essa compreensão trará conforto, fazendo com que os rituais diminuam ou até mesmo desapareçam, tento em vista que são sintomas de algum sentimento que precisa ser trabalhado.

 Ana Maria Gonçalves Mendonça
Ana Maria Gonçalves Mendonça
Psicólogo
Rio de Janeiro
É muito comum que pacientes com TOC acreditem que, se deixarem de cumprir o ritual, algo terrível poderá acontecer. Esse comportamento tende a agravar-se à medida em que a doença não é tratada ou diante de algum evento estressante ou traumático. Por isso, o diagnóstico e o tratamento precoces são muito importantes e essenciais para a recuperação. Procure ajuda psiquiatrica e terapeutica.

 Olga Santos Anacleto de Oliveira
Olga Santos Anacleto de Oliveira
Psicólogo, Terapeuta complementar
Caruaru
Olá,
Por se tratar de um Transtorno, o TOC, como qualquer outro transtorno, pode se tratado. Se não conseguimos a remissão dos sintomas, pelo menos conseguimos eliminação de grande parte dos desconfortos e constrangimentos que ele venha trazer ao paciente. Seria interessante que você se submetesse a Terapia com EMDR. Com certeza o sucesso da mesma irá de proporcionar melhor qualidade de vida e você não se arrependerá do investimento em sua Saúde Mental.

 Monica Almeida Soares
Monica Almeida Soares
Psicólogo
São Bernardo do Campo
Olá, Bom Dia!
tudo bem?

Imagino o quão difícil seja lidar com as regras rompidas, ao meu ponto de vista não tem problema, mas, você precisa está bem caso não a execute.
Faz acompanhamento psicológico? Caso não, indico.

à disposição.

Dra. Pâmela Mizurini da Costa
Dra. Pâmela Mizurini da Costa
Psicanalista, Psicólogo
Rio de Janeiro
Bom dia! a questão não é se há um problema em quebrar as regras ou se deve ou não fazer um ritual. A questão é o por que você tem esse ritual? Esse ritual, me parece que é uma espécie de sintoma e por isso é aconselhável que você faça um acompanhamento psicológico para poder compreender melhor o que está acontecendo com você.

 Virginia Fernandes
Virginia Fernandes
Psicólogo, Terapeuta complementar
Santo André
O melhor é vc ter um acompanhamento psicologico para te ajudar mais de perto com suas questões, o toque é algo que te traz alguns prejuízos emocionais, pessoais mas tem formas de amenizar os sintomas procure uma terapia ela com certeza vai te ajudar. Fico a disposição.

Olá Bom dia!!! Somente o profissional que te diagnóticou e quem te acompanha pode entrar em diálogo contigo e decidirem sobre isso. Os "rituais" são os sintomas, eu busco não focar neles e sim no ainda causam eles. Espero ter ajudado. Coordialmente: Donizete.

Bom dia. Rituais não são viáveis, para o tratamento do TOC, você precisa ser acompanhado (a) por um psicólogo na qual este te orientará a práticas e exercícios que contribuirão para diminuição do transtorno. Se desejar pode ligar e marcar uma consulta. Dra. Cristiane Gusmão nas redes sociais. obrigada e espero ter exclareciso.

 Marilza dos Santos Moura Oliveira
Marilza dos Santos Moura Oliveira
Psicólogo
Volta Redonda
Há maneiras de transformar este ritual em uma rotina mais leve. Está conquista é o caminho para a cura.

 Fabio Souza
Fabio Souza
Psicólogo
São Paulo
Bom dia.
Os rituais têm a função de livrar temporariamente o indivíduo da ansiedade. Na terapia comportamental, terapeuta e paciente trabalham estratégias para que as compulsões gradativamente diminuam e não sejam mais realizadas. Dependendo do caso, o tratamento com medicação aliado à terapia produz resultado mais satisfatório.

 Helton Fernando Mota Guerra
Helton Fernando Mota Guerra
Psicanalista, Psicólogo
Belo Horizonte
Olá. Pelo que compreendi, da forma relatada, me parece que você está questionando a própria necessidade do ritual ou pensando em realizá-lo com algumas variações. Este é um ponto muito positivo e que poderá lhe trazer benefícios. Sugiro que você procure um profissional para tratar das questões envolvidas com o TOC, assim como quaisquer outras que lhe ocorrerem.

 Daiana Pontes
Daiana Pontes
Psicólogo
Rio de Janeiro
Olá,

Em seu relato há sim muitos problemas em torno deste ritual ao fazê-lo ou não. Consulte um especialista para que possa lhe ajudar.

Até mais!

 Aline De Negri Silva
Aline De Negri Silva
Psicólogo, Psicopedagogo
Novo Hamburgo
Bom dia ! Não sei que tipo de ritual é e nem como começou. Busque ajuda especializada para entender seu comportamento se realmente é TOC e como vem influenciando sua rotina diária. É importante verificar se tais comportamentos não prejudicam suas rotinas diárias para que nao haja problemas quanto a relações familiares ou rotinas de trabslho

Dra. Gissela Risnic
Dra. Gissela Risnic
Psicanalista, Psicólogo
São Paulo
Não refazer o ritual seria teu lado sadio dominando, fazer e refazer é o lado doente predominando. Procure ajuda psiquiátrica e psicológica para lidar com essa patologia que traz tanto sofrimento e gasto de energia.

 Sérgio P. S. Zulian
Sérgio P. S. Zulian
Psicólogo
Santa Bárbara D'Oeste
Bom dia.
O TOC é uma necessidade por controle criada por nossa mente. Se você consegue controlar o ritual seria como se você conseguisse controlar sua vida.
É uma defesa psíquica que tenta te ajudar, mas no fundo só atrapalha.
Dica: Com o tempo, a maturidade nos faz entender que algumas coisas podemos mudar em nossas vidas e outras não. Exemplo: Brigas dos pais, divórcio, morte, fim de relacionamento e outros tantos. Não se sinta culpado pelo que acontece,u ainda mais se você não está ou esteve envolvido diretamente. Busque por responsabilidade que é ao contrário de culpa. Aceite a vida como ela se apresenta e faça escolhas sensatas de mudança caso perceba que o jeito atual não está bom. OK?
Abraços.

Dra. Sabrina Gelhorn
Dra. Sabrina Gelhorn
Psicólogo
Curitiba
Ola!!! Lembre que o ritual é construido por você, faça o que quiser e como quiser .

Dra. Thascila Silveira
Dra. Thascila Silveira
Psicólogo
Belo Horizonte
Olá, bom dia! É importante que consulte um profissional para que entendam a “função” desses rituais em sua vida. Acredito que deve causar mtos transtornos, por isso a importância de um tratamento.

 Silvana Lima Meira
Silvana Lima Meira
Psicólogo
Barueri
É um transtorno que e preciso de acompanhamento psicológico, pelo stress. E não há problema em quebrar do ritual. Aguardo retorno, obrigada pela confiança.

 Sônia Portes
Sônia Portes
Psicólogo, Psicopedagogo
São Paulo
Olá... rituais são hábitos, hábitos podem ser mudados, assim como os rituais. Para isso é necessário persistência. É natural esquecer, mas é fundamental retomar, recomeçar, refazer sempre que necessário. Só assim mudará seus padrões de comportamento. Comemore cada uma das suas vitórias. Persista, cuide-se.

No TOC, a tentativa de controlar o ritual pode ter trazer angústia. O processo terapêutico vai te ajudar a lidar com as suas questões, à medida que você entenda melhor o seu modo operante, o seu jeito de ser.
Grande abraço

O comportamento ritualistico serve de escape para acalmar a mente , completá-lo , ou faze-lo integralmente tanto faz, a necessidade aqui é outra - a terapia é uma saída para esta questão , aqui coloco uma abordagem chamada Cognitivo Comportamental, que possui resultados muito bons , reduzindo o comportamento ritualistico, ensinando a lidar com situações gatilhos , ansiedade e pensamentos invasivos .Os ganhos estão na qualidade de vida que o sujeito passa a ter . Assim como coloquei esta linha de terapia , existem outras , isso é so um exemplo, procurar um psiquiatra também é outra opção, a medicação é mais uma alternativa que ajuda bastante, somada com a terapia. Espero ter ajudado, um abraço.

Vc poderá deixar de cumprir as regras e mesmo o ritual visto que, vc propria foi que os criou. Vc tem poder e liberdade para atuar sobre a sua vida, seus comportamentos e suas escolhas. liberte-se e seja mais feliz.

 Glauce Rejane dos Santos
Glauce Rejane dos Santos
Psicólogo
São Paulo
Bom dia. Talvez seja importante pensar no objetivo de cumprir esse rival. Qual a necessidade dele e o alívio que te traz. Você trouxe um diagnóstico de TOC já estabelecido, acredito que seja necessário um acompanhamento psicológico para melhor compreender esses sintomas. Agende uma consulta, fico a disposição. Um abraço.

 Márcia Cristina Alves da Silva Guimarães
Márcia Cristina Alves da Silva Guimarães
Psicanalista, Psicólogo
Nova Iguaçu
Bom dia!
O TOC , como vc sabe é um transtorno obsessivo-compulsivo, que precisa de tratamento psicológico e psiquiátrico.
Aconselho procurar ajuda, pois esse comportamento só atrapalha seu desempenho e desenvolvimento.

O mundo psico-emocional de cada pessoa é complexo e específico. Se fosse te dar uma resposta sem te conhecer, sem conhecer a tua história, estaria dando uma "receitinha". O que é adequado para uma pessoa pode não ser para outra. Às vezes, até, prejudicial.

 Vanessa Ramos Pereira
Vanessa Ramos Pereira
Psicólogo
Niterói
O transtorno obsessivo compulsivo é um caso que deve ser acompanhado por um profissional especializado, psicólogo, psiquiatra, psicanalista. Ele poderá ajudá-lo a compreender melhor esse tipo de comportamento e auxiliar você a lidar de maneira mais saudável com esse tipo de dificuldade emocional. Procure ajuda e seja feliz.

 Dr. Josias Bitencourt Torres
Dr. Josias Bitencourt Torres
Psicólogo
Braço Do Norte
Olá. Não há problema algum em não fazê-lo, pelo contrário, ao você identificar que não realizando esse ritual nada de perigoso ou desconfortável acontece com você, isso demonstra uma evidência clara de que você não precisa ser escravo(a) do ritual. As obsessões vindas à mente nem sempre são ordens que temos que cumprir e não realizá-las nos dá maior propriedade em controlar a nossa mente ao invés de deixar que a nossa mente nos controle.

 Patrícia Machado Faria
Patrícia Machado Faria
Psicólogo
Pouso Alegre
É importante ter em mente que os rituais se cria por conta do TOC, assim é necessário que tenha um tratamento adequado com psicologo e psiquiatra.
Pois tratando o TOC, naturalmente vai estar amenizando os rituais.
Espero ter ajudado, estou à disposição caso tenha outras dúvidas.

 Hugo Silva
Hugo Silva
Psicólogo
Em tese não. Depende do nivel de desconforto que a quebra de das regras te gera e se esse desconforto é tolerável. De qualquer forma, o acompanhamento profissional te ajuda a entender o que está por tras desse processo e assim, gradativamente, abandonar essa necessidade compulsiva.

Prof. Eduardo Fortunatti
Prof. Eduardo Fortunatti
Psicólogo
Caxias Do Sul
Olá! Realmente quem possui TOC como diagnóstico tem um desafio que é aprender a ser mais tolerante e racional a respeito dos seus rituais. Não se consegue ser mais assertivo e funcional sozinho. Já pensou em fazer terapia para poder lidar melhor com essas questões? Respondendo sua pergunta, não tem problema algum se vc não fizer seu ritual ou não refazer, vais ver que nada acontecerá! Sorte em sua caminhada!

O indivíduo com TOC sente-se obrigado a realizar comportamentos repetitivos que advém de pensamentos obsessivos que precisam ser aplicadas com rigidez, ou algo acontecerá. Quando tratamos o TOC, uma das tarefas é justamente "quebrar" este ritual para que o indivíduo perceba que os pensamentos obsessivos são distorções cognitivas.

Estou à disposição se quiser entrar em contato!
Abs,
Carolina
Convidamo-lo para uma consulta: - R$ 90
Pode reservar uma consulta através do site Doctoralia, clicando no botão Reservar uma consulta.

A característica principal do TOC são os pensamentos repetitivos e persistentes que levam a pessoa a criar rituais para aliviar a ansiedade gerada pelos pensamentos obsessivos. Muitas vezes, a pessoa portadora do TOC acredita que se não repetir esse ritual algo de muito grave pode lhe acontecer. Porém, a medida que são realizados os rituais, os pensamentos obsessivos tendem a se agravar, comprometendo a rotina da pessoa. Pensamentos fixos que geram medo ou sensação de desconforto, prejudica a qualidade de vida de quem tem TOC. Portanto, o quanto antes buscar ajuda e tratamento adequado, tanto com psiquiatra quanto com o psicólogo, evita o agravamento do TOC.

 José Carlos Fagundes Silva
José Carlos Fagundes Silva
Psicólogo
Rio de Janeiro
O TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo) é caracterizado por pensamentos persistentes (obsessões) e rituais (compulsões). Os pensamentos são em formas de ordens a serem cumpridas, geram muita ansiedade, e contém ameaças de consequências graves caso não sejam cumpridos os rituais. A pessoa se sente obrigada a cumprir os rituais a fim de evitar as consequências e diminuir a ansiedade. Um dos objetivos no tratamento do TOC é identificar esses pensamentos obsessivos e testar a sua validade, ou seja, levar o paciente a concluir que são pensamentos exagerados ou fantasiosos. Portanto, não cumprir os rituais não vai produzir nenhuma consequência ruim.

 Júlia Montazzolli Silva
Júlia Montazzolli Silva
Psicólogo
Curitiba
Olá! O problema sem dúvida se refere muito mais ao seu sofrimento em não conseguir completar, e o dispêndio de tempo e energia nessas tarefas: não conclui-lo não agrava o transtorno, embora você possa sentir um aumento da angústia por não conclui-lo.
O tratamento do TOC é trabalhoso e requer paciência com você e seu processo: a psiquiatria pode ajudar a controlar a ansiedade e os sintomas, e a psicoterapia visa te ajudar a lidar com eles e compreender o que estes sintomas dizem sobre você, sua história e o que te aflige.

 Cleide Cardoso Oliveira
Cleide Cardoso Oliveira
Psicólogo
Vitória da Conquista
Olá, bom dia.
Primeiramente, é de extrema importância que você procure ajuda psicológica, na área de Terapia Cognitiva Comportamental.
Estes pensamentos que não saem da mente, acompanhados de rituais complexos e rígidos, comprometem a qualidade de vida de quem tem TOC. Na Terapia, você será psicoeducado sobre o transtorno e aprenderá técnicas para desconstruir estes pensamentos disfuncionais, e não irá ceder as exigências e manias. Ao longo da terapias, você será incentivado a questionar seus pensamentos e modificar os comportamentos.

 Eliane Walther
Eliane Walther
Psicólogo, Terapeuta complementar
Sorocaba
Olá. Bom dia. O TOC consiste em a pessoa ter os rituais diários, pode se controlar com medicamentos e também com a Terapia. Os rituais fazem parte de pensamentos e comportamentos repetitivos, o paciente consegue controlar esses pensamentos quando toma consciência deles. A ajuda de um psicólogo é muito importante para a sua evolução. Se lhe ajudar, posso afirmar que quebrar regras nada lhe acontecerá! Abs

Olá! Esses pensamentos e sentimentos são exatamente os sintomas típicos do Toc. Não há mal algum em não realizar os rituais, pelo contrário, se você conseguir não realizá-los você estará “enfraquecendo” o transtorno, o que é muito bom. O objetivo da psicoterapia para o tratamento do Toc é exatamente esse, ajudar o paciente a não realizar mais os rituais, diminuindo sua consequente ansiedade e os pensamentos obsessivos.

A questão aqui é o seu sofrimento em não conseguir completar, e o desperdício de tempo e energia nessas tarefas: não conclui-lo não agrava o transtorno, embora você possa sentir um aumento da angústia por não conclui-lo. O tratamento é trabalhoso e requer paciência com você e seu processo: a psicoterapia pode ajuda-la a controlar a ansiedade, os sintomas te ajudar a saber lidar com o TOC.

 Beatriz Fujimoto
Beatriz Fujimoto
Psicólogo
Patos de Minas
Procure ajuda com terapia Cognitivo Comportamental, vc não conseguirá sozinho, necessita de acompanhamento psicológico. Abraço

Em primeiro lugar você precisa buscar ajuda Psiquiátrica e Psicológica para este sofrimento pois não é nada fácil obedecer aos rituais do TOC e conviver com culpas todos os dias! Procure a Psicoterapia para elaborar seus sentimentos e traumas, atrelada ao tratamento medicamentoso com a Psiquiatria.

 Cristiana Cariola Travassos
Cristiana Cariola Travassos
Psicólogo
Vitória
Olá,

Não sei se está medicada, mas acredito que vc não conseguirá deixar de repetir o ritual. Essa é a característica de seu transtorno psiquiátrico.
Sugiro que procure um psicólogo na área de Análise do Comportamento que trabalhe com contingências de reforçamento e seja devidamente medicada.
Precisa de uma droga que baixe sua ansiedade e modele os níveis de serotonina e noradrenalina.

Meu consultório se localiza em Jd. da Penha em Vitória ES

O TOC precisa além da psicoterapia de acompanhamento medicamentoso c o psiquiatra

 Paulo Renato Oliveira
Paulo Renato Oliveira
Psicanalista, Psicólogo
Rio de Janeiro
Os rituais são uma defesa contra a angústia. O paciente entende que cumpri-lo livra-o de alguma coisa ruim, que certamente ocorrerá se o ritual não for seguido à risca. Não cumprir significa aumento de angústia, que pode chegar a níveis elevados e até insuportáveis. O que é preciso descobrir é o que causa a angústia. Trata-se sempre de mais de uma questão enraizada na história do paciente. Consulte um Psicólogo Clínico e inicie um tratamento sério que os resultados aparecerão no médio e longo prazos, podendo ou não ser necessário tratamento medicamentoso a cargo de um Psiquiatra

Dra. Maria da Graça Presser Albo
Dra. Maria da Graça Presser Albo
Psicólogo
Porto Alegre
O Transtorno Obsessivo Compulsivo se caracteriza pela forma de comportamento gerado pela pela necessidade de aliviar tensões emocionais gerados pela ansiedade que através desse comportamento de controle das coisas concretante alivia naquele momento as tenções emocionais descontroladas, fazendo a pessoa sentir-se momentaneamente aliviados até a próxima sensação de descontrole...
A medicação será necessária para aplacar não rapidamente as ansiedades e a Psicoterapia para a elaboração dos significados inconscientes e entendimentos sobre suas idéias onde possivelmente essas ideias obcessivas representam e simbolizam pensamentos fantasiosos e disfuncionais.

 Cláudia Ferreira Gomes
Cláudia Ferreira Gomes
Psicólogo
São Paulo
Tanto os pensamentos obsessivos como os rituais são os sintomas, aquilo que manifesta um conteúdo psiquíco que você não está tendo consciência ou percebendo, e que podem ser: sentimentos ou emoções reprimidos, ou que seja de difícil expressão para você, crenças negativas sobre si mesmo, entre outras possibilidades. A psicoterapia vai te ajudar a reconhecer esses fatores e encontrar outras soluções mais adaptativas e menos angustiantes que os próprios rituais.

 Grasiele Chevrand Torres
Grasiele Chevrand Torres
Psicólogo
Petrópolis
Olá bom dia...é muito importante você buscar ajuda psicológica, a psicoterapia vai ajudar você a identificar esses pensamentos, até que ponto eles são reais ou fantasiosos..a trabalhar com os rituais...e também com a sua ansiedade porque o transtorno obsessivo compulsivo está associado a ansiedade...em alguns casos é fundamental o paciente ter acompanhamento psiquiátrico...ter um tratamento multidisciplinar...acredito que você fazendo o tratamento correto você vai se autoconhecer e com isso, seus sintomas vão diminuir e você passa a ter qualidade de vida.

Olá, como vai? A pessoa com TOC, vive cercada de pensamentos inconvenientes, que invadem a cabeça sem aviso prévio, eles são seguidos de ritos ou comportamentos repetitivos, que serve de escape para acalmar a mente e, isso, interfere diretamente na qualidade de vida. O não cumprimento desses rituais não agrava o transtorno mas, gera uma cobrança interna, logo aumenta a ansiedade.
Em concordância com alguns colegas acima, sugiro que: a primeira coisa a se fazer é, procurar ajuda profissional, iniciar uma possível psicoeducação para compreender as características e riscos do TOC e, na sequência a psicoterapia em paralelo com acompanhamento medico. A união dessas duas estratégias é a que costuma trazer os melhores resultados.

Boa tarde. A questão sobre deixar de fazer o ritual se refere ao seu sentimento em relação a não cumpri-lo. Nesse caso, deveria-se investigar porque é tão importante fazer esses rituais. E qual a função deles em sua vida.

Olá, a principal característica de quem tem TOC, são pensamentos repetitivos.
E você precisa desconstruir, existem técnicas para isso.
É preciso saber se são pensamentos fantasiosos, ou exagerados.
Seria muito bom se você procurasse um psicólogo .

 Esther Vieira
Esther Vieira
Psicólogo
Niterói
A pessoa com TOC,possui crenças de que algo muito ruim vai acontecer se não fizer seus rituais.Crenças que podem ser reestruturadas com técnicas adequadas,na qual só um bom profissional poderá fazê. lo.Modificando assim seus comportamentos e pensamentos.

 Rosângela Bernardi Gonçalves
Rosângela Bernardi Gonçalves
Psicanalista, Psicólogo
Araçatuba
Os sintomas você já os conhece muito bem e sofre por não conseguir sair do círculo "vicioso" que se vê aprisionada e refém.
Procurar ajuda nem sempre é um caminho fácil, o que acaba prevalecendo é a força de resistência.
O fato é que a sua vida está estagnada e o tempo está passando.
A ajuda profissional é um grande aliado, que juntos, farão um percurso para avançar e transformar.
Pela minha experiência e conhecimento, vejo que é imprescindível um trabalho conjunto de medicação (acompanhamento com um psiquiatra) e uma psicoterapia.
Quanto a abordagem da psicoterapia que muitas vezes paira uma dúvida, até mesmo no psiquiatra quando faz o encaminhamento, a meu ver, não descarto a abordagem cognitiva/comportamental, que também poderá ajudá-la em um primeiro momento, porém o que sustenta os sintomas vão além, tem lá a essência e raiz, se não houver espaço para viver e aprofundar com o outro (analista), não haverá transformações maiores. A abordagem psicanalítica permite essa possibilidade.


 Adelson Paiva
Adelson Paiva
Psicólogo
Rio de Janeiro
Bom dia !
Pensamentos agem de forma a cobrar tais comportamentos, a pessoa se vê pressa a estes rituais, porém te pergunto o quanto isso está afetando sua vida social, em quais ocasiões ?, e o quê ocorre contigo ao não realizar tais atos ?, você consegue por vezes não realiza-los ?, Podemos observar qual seu comprometimento nisso e acompanhar qual forma você reage ao ocorrido, oque isso te causa. Assim colocando mais reconhecimento em suas ações ao ato praticado, num processo em análise. fique a vontade para agendar seu atendimento. me coloco a disposição em prestar atendimento clínico para chegarmos na melhor forma de atuação na sua vida social.

 Valdineia Armando
Valdineia Armando
Psicólogo
Barueri
Bom dia!
Seria importante você buscar uma avaliação e acompanhamento terapeutico. E provavelmente pra controlar esses rituais, também seja necessario o acompanhamento psiquiatrico.
Valdineia

 Renata Maria Sapucahy Cavalcante
Renata Maria Sapucahy Cavalcante
Psicanalista, Psicólogo
São José dos Campos
ão, não há mal algum em você deixar de fazer os rituais, no entanto acredito que não fazê-los é algo extremamente angustiante para você. Como alguns colegas já mencionaram, é necessário que você receba ajuda de um bom profissional para que juntos caminhem no sentido do auto conhecimento, pois saber o porque você se aprisiona dentro destes rituais é de primordial importância.

Geralmente pacientes com TOC apresentam um ritual. É importante que você tenha acompanhamento com um psicólogo que compreenda e trabalhe os pensamentos obsessivos e os comportamentos compulsivos associados ao ritual.

Olá! Imagino seu sofrimento e compreendo sua necessidade de resolvê-lo rápido! Entretanto, considerando que os rituais funcionam como meio de ALÍVIO da ansiedade, não é recomendável retirá- los abruptamente, pois, agindo assim, haverá grande probabilidade de: 1) aumentar a intensidade da ansiedade e dos pensamentos obsessivos; 2) reforçar a necessidade de manter o mesmo ritual; 3) produzir outro ritual substituto em busca do alívio. A boa notícia é que é possível se livrar dos rituais, mas de forma PROCESSUAL e com SUPORTE PROFISSIONAL.

 Adalgisa Martins Braga
Adalgisa Martins Braga
Psicólogo
Nova Iguaçu
O primeiro passo é o paciente aceitar que precisa da ajuda de um profissional. Através das sessões de arterapia os rituais se desvanessem naturalmente com a liberação dos conteúdos inconsciente.

 Luanda Fernandes Pereira
Luanda Fernandes Pereira
Psicólogo
Brasília
Você parece estar chegando a ponto que já está se incomodando com sua própria atitude do TOC. Acredito que não tem sido fácil viver assim pois acaba levando boa parte do seu tempo, produtividade e até afetando seus compromissos, profissão e relacionamento. Além da tensão e desgaste que você acaba vivenciando.
O tratamento seria fundamental para você amenizar estes seus rituais. Porém é muito importante você também ter acompanhamento de um ou uma psiquiatra. Este te dará suporte em termo de medicamento ideal para o seu caso.
Este tratamento em conjunto te proporcionará uma grande melhora na sua qualidade de vida!

 Marilis Malheiros de Almeida
Marilis Malheiros de Almeida
Psicólogo
Sorocaba
Olá, um dos principais sintomas do Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC), é a necessidade da realização de rituais, mas eles são uma criação da mente para amenizar a ansiedade, não uma necessidade real. Não há nenhum prejuízo em realizá-lo incorretamente, apenas a sensação de não tê-lo feito. O importante é compreender as razões emocionais dos rituais em questão. Sujiro que você procure ajuda de um psicólogo, que irá avaliá-lo e encamilhá-lo a um psiquiatra caso necessário, para que seja feito um trabalho medicamentoso em conjunto. Certamente irá te ajudar muito.

 Camila Chicrala Coelho
Camila Chicrala Coelho
Psicólogo
Votorantim
É muito importante, no caso do TOC, compreender a partir da psicoterapia qual a sua psicodinâmica. Dessa forma você poderá enfrentar melhor tanto os comportamentos compulsivos ( rituais) como também os pensamentos disfuncionais.

Especialistas em Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC)

Luciano Pereira de Oliveira

Luciano Pereira de Oliveira

Psiquiatra

Uberaba

Danielle Rodrigues Hassene

Danielle Rodrigues Hassene

Psiquiatra

Rio de Janeiro

Inês Gullich

Inês Gullich

Generalista

Lages

Eliara Farias Alves

Eliara Farias Alves

Psiquiatra

Guilherme Tardin Frias

Guilherme Tardin Frias

Psiquiatra

Londrina

Geórgia Neves

Geórgia Neves

Psiquiatra

Jundiaí

Perguntas relacionadas

Você quer enviar sua pergunta?

Nossos especialistas responderam a 149 perguntas sobre Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC)

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anônima.
  • Faça uma pergunta de saúde clara, objetiva seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um profissional de saúde específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico/especialista ou provedor de saúde da sua região.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos, nem pedidos de segunda opinião.

Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.