Autoestima baixa pode significar depressão? Para aumentar a autoestima o que pode ser feito?
Baixa autoestima pode estar associado ao transtorno depressivo, mas não sendo apenas esse o sintoma para diagnóstico de depressão. A baixa autoestima pode estar relacionado com a forma do sujeito pensar e interpretar os eventos sobre si mesmo, sobre como se relaciona com o outro e com o mundo. Importante buscar a ajuda de um Psicólogo para analisar melhor sua queixa e então poder lhe ajudar de forma mais adequada. Na depressão, o paciente apresenta sintomas como: humor deprimido durante a maior parte do dia, diminuição acentuada do interesse ou prazer em todas ou quase todas as atividades durante a maior parte do dia, ganho ou perda de peso significativo, insônia ou hipersonia, agitação ou atraso psicomotor, fadiga ou perda de energia, sentimentos de inutilidade ou culpa excessiva ou inapropriada, capacidade diminuída de pensar, concentrar-se ou indecisão, o que gera sofrimento significativo e comprometimento do funcionamento social, ocupacional ou de outras áreas importantes.

Não necessariamente. Sentimos baixa autoestima em decorrência de emoções negativas diante de algum fato. Os pensamentos que temos diante de alguma situação é que provocam nossos sentimentos (positivos ou negativos) de acordo com nossa interpretação e aprendizados de vida. Por consequência esses sentimentos acarretam nossos comportamentos (baixa ou autoestima). Um quadro depressivo é representado por persistência dessa baixa autoestima, pensamentos negativos, prostração, etc É importante procurar entender as razões, os pensamentos que lhe acarretam e procurar mudá-los quando chegam. Buscar ter pensamentos e atitudes mais positivas diante dos fatos da vida. Praticar mais a gratidão. Se persistirem os sentimentos negativos, procure ajuda profissional.

Bom dia, para aumentar a autoestima precisa se reconhecer como uma pessoa de valor, quando não enxergamos isso em nós nos sentimos em segundo plano e portanto pouco significativos. O que pode ser feito é descobrir nossas qualidades e talentos para sabe-los ressaltar e valorizar. Se deixar ajudar de um psicologo/a é um caminho real para ser percorrido, para saber superar ou contornar os obstáculos que a baixa autoestima causa em nós sem que nos dessemos conta. Reconhecer e valorizar todas as qualidades que ficam escondidas ou pouco desenvolvidas dentro de nos, porque nunca vistas e/ou valorizadas porque ninguém. Um bom profissional vai saber suscitar e estimular nossas qualidades e capacidades, sozinhas é mais árduo o caminho.

 Débora Da Rós
Débora Da Rós
Psicólogo, Psicopedagogo
Vitória
A autoestima é um sentimento aprendido e construído durante a vida, a partir das experiências e dos contatos sociais que nós tivemos; de como nós e nossos comportamentos foram reconhecidos pelos outros e por nós. Também pode ser desenvolvida pela própria pessoa, à medida que passa a se conhecer melhor, e a ter mais autocontrole sobre seus comportamentos, pensamentos e sentimentos mais positivos, diminuindo os negativos. É um processo de construção continuo, onde um psicólogo poderá te auxiliar a se perceber e a aprender tal autorreconhecimento. Desejo melhoras. Att, Débora Da Rós

 Eloá Almeida
Eloá Almeida
Psicólogo
Rio de Janeiro
Pode sim está associada a depressão, porém só a autoestima baixa não pode ser diagnóstico de depressão, ela precisa está associada a outros sintomas. Indico procurar um psicólogo para acompanhamento.

A auto estima é reflexo direto da forma como você se relaciona internamente com você mesmo. Muitas vezes é importante buscar ajuda terapêutica para realmente mudar hábitos de relacionamento interno há muito estabelecidos, e que geram a baixa estima por você mesmo. Não é importante associar diagnósticos ao que você está sentindo hoje, e sim buscar fazer uma aliança e um compromisso interno no sentido de buscar aprender como melhorar a forma como você se trata.

 Kelly Fernandes
Kelly Fernandes
Psicólogo, Psicanalista
Santo André
Boa noite! Um único sintoma "não" é determinante para um diagnóstico. É importante que seja realizado um acompanhamento psicológico presencial, que leva em conta as particularidades de cada indivíduo (não generalizada, como listas de sintomas e doenças tão famosas nos sites de pesquisa) e, somente a partir de um tempo considerável, poderá haver definição de um diagnóstico de saúde mental, como é o caso da depressão. É preciso ponderação para não incorrer em auto diagnósticos errôneos, por isso, todo diagnóstico deve ser imprescindivelmente, realizados e acompanhados por profissionais especializados na área em questão.
Sugiro que, caso esta pergunta tenha relação com seu momento atual, estude a possibilidade de iniciar uma análise pessoal, individual, com uma Psicóloga (o) de sua escolha e confiança.
Espero ter podido auxiliar.
À disposição.

Podemos entender que a autoestima é o resultado da construção do que eu penso a meu respeito. Tanto do que o meio me disse de mim quanto do resultado que obtive nos meus desafios na vida. Quando o resultado não satisfaz, tendemos à insatisfação, a frustração, ao autojulgamento o que certamente leva a dor, sofrimento e tristeza. Se este ciclo se mantem a depressão pode vir como resultado deste padrão.
Para reverter este quadro e elevar a autoestima é preciso adotar atitudes de respeito próprio, autocuidado, valorização das conquistas pessoais. Espero ter contribuído.

Olá...
Obrigada pela pergunta, é sempre corajoso questionar sobre o que se sente.
A baixa autoestima é apenas um dos sintomas da depressão, isto significa dizer que ela isolada não significa depressão.
A baixa autoestima está associado a forma que você pensa, o pensamento proporciona algumas emoções e comportamento.
Sugiro buscar ajuda, um acompanhamento psicologico é fundamental neste processo, um espaço de escuta vai lhe proporcionar qualidade de vida.

 Paulo Renato Oliveira
Paulo Renato Oliveira
Psicanalista, Psicólogo
Rio de Janeiro
Não existe uma relação direta entre autoestima e depressão. Pessoas deprimidas geralmente se vêem com baixa valoração, as nem sempre pessoas com problemas de autoestima têm depressão. Sugiro fazer um tratamento com um Psicólogo Clínico. Você aos poucos vai se ressituar na sua relação com os acontecimentos e com as pessoas e perceber que boa parte do que vê nos outros não tem toda essa representatividade, prestígio e brilho que você hoje acredita, bem assim que as coisas que você faz ou o modo como age e aparenta ou se constitui não é tão sem representatividade, prestígio e brilho como você pensa. Ou seja, o processo terapêutico vai te dar uma medida mais equilibrada e fiel das coisas.

Procure Biodanza para reforço da autoestima!

 Bruno Debernardi
Bruno Debernardi
Psicanalista, Psicólogo
Campinas
Quanto à primeira pergunta, definitivamente não. Baixa auto-estima é um sentimento que pode ser trabalhado. Depressão é uma doença que precisa ser tratada. Em relação à sua segunda questão, o que você precisa é conhecer melhor as suas potencialidades, que todo ser humano tem, e fazer um bom uso delas.

Olá, a auto-estima refere-se ao valor dado a si mesmo, valorização e reconhecimento dos atributos pessoais. A depressão é uma doença em que pode ocorrer uma queda na auto-estima, assim como uma diminuição em vários outros aspectos da expressão da energia vital da pessoa. São dois fenômenos que podem ocorrer juntos, mas que não implicam em relação de causa e efeito.
Sobre a segunda pergunta, procure identificar as suas qualidades e busque a ajuda de pessoas de sua confiança para contribuir neste levantamento. Faça uma reflexão sobre suas crenças acerca do reconhecimento de talentos pessoais e se isso entra em conflito com algum valor pessoal seu.

Dra. Valeria Abatemarco
Dra. Valeria Abatemarco
Psicólogo, Psicanalista
São Paulo
A baixa autoestima ou sentimentos de menos valia são aqueles pensamentos e sentimentos e crenças negativas sobre nós mesmos. Não necessariamente nos levam à depressão mas sim a uma vida mal vivida onde não há o melhor de nossos potenciais. Isso vivido de forma muito intensa e por muito tempo pode nos levar à depressão sim, já que poucas coisas terão o resultado que desejamos. Busque uma psicoterapia, realize um trabalho de autoconhecimento e valorização de sua pessoa, revendo e ressignificando crenças negativas. Isso aumentará a autoestima e evitará à depressão e se já está com ela, sairá de todo esse processo que o faz sentir tão mal. Faça psicoterapia. Esse é o caminho!

Sim, pode contribuir. As raízes para explorar e tratar esse cenário podem ser sanadas com a Terapia EMDR.

Olá! Para avaliar se a baixa autoestima (percepção inferiorizante de si mesmo) está associada à depressão, necessita de análise profissional, pois, qualquer diagnóstico é complexo, técnico e trabalhoso. Independente disso, a baixa autoestima, por si só, carece de transformação por meio de intervenção psicoterapêutica, visando diminuir, gradativamente, o sofrimento e os prejuízos, aumentando a qualidade de vida. Abraço!

Não necessariamente. Um sentimento só, não se pode dizer que é depressão. Tem que ser avaliado no contexto. Bem como frequência, duração e intensidade dos sentimentos perante a vida.
É importante que você inicie terapia para conectar sua percepção sobre si mesma com ajuda profissional.

Olá! A baixo autoestima é um sintoma presente em vários problemas psicológicos, incluindo a depressão. Para saber se de fato você tem ou não depressão, é necessário começar um processo de psicoterapia. Caso for constatada, faz-se necessário ir a um psiquiatra para que ele avalie a administração de remédio ou não.

Para aumentar sua autoestima, você precisar trabalhar aspectos na sua vida que dão sentido a ela, e voltar a fazer atividades, ou começar, que lhe deem prazer. Além disso, estar com pessoas que vc ama, que te respeitam e que vc tenha um vínculo saudável, podem ajudar a fortalecer sua autoestima.

Abraço!

 Mauro Capelli
Mauro Capelli
Psicólogo, Psicanalista
São Paulo
A alta ou baixa estima esta mais relacionada a forma que a pessoa encara a realidade de si mesma. Baixa autoestima pode gerar um quadro de depressão, mas pode vir separado já que esta mais ligado ao desenvolvimento do ego.
Algumas coisas ajudam muito a melhorar uma baixa autoestima, como exercícios físicos regulares, boa alimentação, noites bem dormidas, uma atividade secular(trabalho ou estudo) que te traga prazer.
Se apesar de fazer tudo isso não melhorar, sugiro que busque uma psicoterapia para junto com um psicólogo(a) consiga descobrir a causa desse sentimento.

Minha opinião é, ao sentir esses sintomas o que pode ser feito é consultar um psicólogo para que posso entender melhor como está se relacionando com o mundo a sua volta, mesmo com todas as explicações, se não fizer nada para superar o que sente, pode-se agravar, assim com a ajuda de um terapeuta poderá superar o quadro em que se encontra.

Olá! Ótima pergunta! A baixa auto-estima pode estar presente no quadro de Depressão, mas ela sozinha não é suficiente para caracterizar um Transtorno de Humor Depressivo, assim como já comentaram os colegas. Existem outros sintomas importantes na Depressão. Para aumentar a auto-estima é importante identificar e valorizar suas características positivas, aceitar e buscar melhorar os pontos negativos. Além disso, trabalhar os pensamentos disfuncionais que estão contribuindo para manter a baixa auto-estima. Um apoio psicológico neste processo seria de grande ajuda.

Auto estima está relacionada com o sentido de vida e a realidade que nós percebemos dela. Questões da estima acomete muitos quadros clínicos e não somente a depressão. Procure um psicólogo para avaliação e acompanhamento terápico. É necessário perceber o contexto que está inserida essa questão em sua vida.

Olá, nem sempre poderemos considerar como baixa autoestima, sendo um sintoma de depressão. A baixa autoestima é a interpretação de fatos e sinais de uma maneira negativa de si mesmo o tempo todo, é um ato de desamor. Pode ter relação com suas experiências de vida, com frustrações, com insucesso, etc.
Já na Depressão, há casos de melancolia, tristeza, pensamentos sombrios, desesperança e sentimento de inutilidade.
Sugiro que se possível procure um Psicólogo para uma avaliação.
Ninguém precisa cultuar o sofrimento, procure ajuda.
Espero que tenha ajudado, estou à disposição
Abraço
Vera Pelizzari


O sentimento de baixa autoestima pode estar presente na depressão, porém nem todas pessoas que têm baixa autoestima estão deprimidas. Lembrando que a autoestima está ligada a vários aspectos da vida da pessoa, incluindo seu sentimento de valor nas relações íntimas, relações profissionais, na crença de sua capacidade e não está somente ligada à aparência física. A baixa autoestima pode resultar em sentimentos desagradáveis, pode afetar relacionamentos íntimos e profissionais uma vez que a pessoa não acredita no seu valor.

Olá,

A autoestima está relacionada a como alguém se sente diante das outras pessoas.

Em Análise Transacional (método psicológico criado em 1956 por Eric Berne) chamamos de Posição Existencial e é determinada na infância à partir das primeiras experiências com os cuidadores.

Para melhorar a autoestima é necessário um processo psicoterapêutico (com psicólogo) para identificar aspectos da personalidade, crenças e auxiliar nas mudanças necessárias de percepção e comportamento.

 Cristine Pucci
Cristine Pucci
Psicólogo
Rio de Janeiro
Para que eu possa me auto avaliar, primeiramente eu tenho que me conhecer! Me aceitar, e parar de me julgar, mas esse conhecimento ele pode ser feito através da ajuda de uma psicoterapia, para que eu encontre paz comigo mesmo, e melhorando a minha auto estima.

A baixa autoestima pode sim ser um fator que está relacionado a depressão, porém não é o único e nem o determinante. Baixa autoestima é a interpretação negativa dos fatos em relação a si mesmo a maior parte do tempo, podemos dizer que seja a falta de amor próprio, estando relacionada com suas experiências de vida, frustrações, insucesso, entre outros.
Já a Depressão, esta mais relacionada a tristeza, melancolia, pensamentos negativos, desesperança, falta de prazer nas atividades que antes eram prazerosas, sentimento de inutilidade, entre outros.
Portanto baixa autoestima pode sim estar associada a depressão, porém só a presença dela não pode ser diagnóstico de depressão, precisa estar associada a outros fatores e sintomas. Sugiro que você procure um psicólogo para juntos avaliar melhor suas queixas.

Busque ajuda!
Abraços, Flavianne Costa

Especialistas em Depressão

Renata Camargo

Renata Camargo

Psicólogo

Camaquã

Luis Falivene Roberto Alves

Luis Falivene Roberto Alves

Psiquiatra

Campinas

Ana Larissa Marques Perissini

Ana Larissa Marques Perissini

Psicólogo

São José do Rio Preto

Tiago Lenz De Brum

Tiago Lenz De Brum

Psiquiatra

Concórdia

Andressa Mara Netto

Andressa Mara Netto

Psicólogo

Cristiany Moura Oliveira Lisita

Cristiany Moura Oliveira Lisita

Psicólogo

Goiânia

Perguntas relacionadas

Você quer enviar sua pergunta?

Nossos especialistas responderam a 601 perguntas sobre Depressão

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anônima.
  • Faça uma pergunta de saúde clara, objetiva seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um profissional de saúde específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico/especialista ou provedor de saúde da sua região.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos, nem pedidos de segunda opinião.

Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.